Quer abraçar um tigre e andar de elefante? Chiang Mai é o lugar!

13 outubro, 2012 às 00:38  |  por Candice Bittencourt

Chiang Mai é uma cidade linda, original e cheia de atrações bem exóticas. Vá de olhos fechados porque sem dúvida é melhor do que você pode esperar! Imagine uma Bangkok menorzinha, bem mais “roots”, com um belo parque de diversões natural pelos arredores e bem mais barata do que todo os lugares que estive até agora no país.

Resolvemos dedicar os quatro últimos dias da nossa viagem pela região norte do país e como marinheiros de primeira viagem, fizemos os passeios de praxe! Ahh tá?! Andar no lombo do elefante e abraçar um tigre são passeios de praxe?

Pois veja!

No primeiro dia de Chiang Mai, como nosso vôo chegou já no fim de tarde, ficamos só dando uma passeada pela cidade, admirando a vida ao redor do rio Ping e a noite fomos conhecer o famoso “Night Bazar”.

Dica: se você guardou um din din pra fazer comprinhas, aqui é o lugar! Chiang Mai é o maior centro de artesanato do país e os preços são bem melhores do que no sul ou mesmo em Bangkok.

Uma delícia  o clima da cidade, interiorana, mas cheia de personalidade! Por ali ficamos até o corpo pedir cama e voltamos para o nosso hotel, bem localizado e com o básico nota 10 e fomos descansar.

No dia seguinte, alugamos uma moto e fomos percorrer toda a cidade. Escolhemos ir até o Doi Suthep, uma colina onde fica o principal templo de Chiang Mai, a 12km do centro da cidade. Você sobe, sobe (santa scooter!) e lá do alto, a cidade se apresenta bem linda e rodeada de muito verde. Uma beleza de natureza…

E o que mais tem Chiang Mai?

Uma fauna exuberante e vários passeios relacionados com animais! Pra quem gosta é um prato cheio!

Quer abraçar um tigre manso? quer fazer trekking com elefantes? pegar na cobra? ver uma naja ser hipnotizada? Visitar floresta cheinhas de borboletas? ou uma fazenda com cultivo de orquídeas? aqui tem!

Como tínhamos mais dois dias pela frente, decidimos pegar um dia pra conhecer o Tiger Kingdom pela manhã e a tarde visitar a tribo das mulheres-girafa. E no útimo dia nos dedicar aos elefantes!

Parece um pouco estranho, mas você contratar alguém pra te levar nesses passeios é o melhor a fazer por aqui. Primeiro que você não precisa se preocupar com mapas e ruas. Segundo, que o povo aqui não tem na sua essência a malandragem, terceiro, é barato, (eles te buscam e te levam de volta pro hotel) e ainda tem a chance de fazer um bom amigo!

Bell foi o nosso guia tour em Chiang Mai e tudo foi impecável, no horário certinho e conforme o combinado! O povo tailandês, e não me canso de repetir, é muito carinhoso!

Primeiro dia: café da manhã pra garantir bastante energia e lá vamos nos ver os tigres! O parque fica uns 30 minutos do centro da cidade e é bem rústico (aliás, como tudo por aqui).

Logo que você chega, já dá pra ver de longe um casal emocionado entrando na “jaula gigante” do tigre. Você compra os ingressos e eles te direcionam direitinho pelo parque. Escolhemos ver os filhotes ( os menorzinhos mesmo ) e depois os maiores. Tem opção de outros tamanhos dos bichanos se quiser…

A visita em cada bichano dura em média uns 10 minutos e na verdade é bem tranqüilo porque eles praticamente estão sempre dormindo, bem na deles. Tivemos sorte de pegar uns mais animados! Eu amei a experiência e foi um dos momentos mais bacanas da viagem!

Depois de passar quase 2 horas no Tiger Kingdom, Bell nos esperava para nos levar para Hill Tribe Village, um pouco mais longe a viagem, mas que valeu cada segundo! E como valeu…

Logo que saímos do carro, veio a sensação de uma outra atmosfera. Pra mim, é como se eu estivesse num filme. Difícil explicar em palavras o olhar desse povo, que não fala sua língua, mas se comunica tão bem.

Ali ficamos horas fotografando (eles adoram fotografia e agradecem quando você tira uma) e conversando com o povo da vila. Conversando? não exatamente, mas interagindo e vivendo um pouquinho do jeito que eles vivem…

Eu brinquei de arco e flecha com uma família bem bonita e depois em outra casa ajudei as meninas da tribo das mulheres-girrafas a separar o arroz! Demos tanta risadas juntas…uma experiência bem guardada na minha memória e no meu coração.

Depois de um dia tão fora do usual e cheio de aventuras, só queríamos saber do básico: comida e cama!

No dia seguinte bem cedinho, 7h30 da matina, uma van nos esperava para a ultima aventura em Chiang Mai: passar o dia todo numa fazenda com seis elefantes! Eu mal podia esperar…

Uma viagem de quase uma hora numa estradinha bem precária e pronto, chegamos em uma das mais de 15 fazendas de elefantes ao redor da cidade. Escolhemos o Jumbo Camp por ser conhecida pela autenticidade e tradição ou seja, que não pareça que estamos fazendo tour pelo Bush Gardens!

Chegando lá, fomos carinhosamente recepcionados pelo Big, o dono dos elefantes e que cuidou da gente feito criança! Primeiro, ele nos levou até um vestiário e deu uma sacola para cada um e disse: “se vistam que estou esperando vocês ali junto aos elefantes”.

Abrimos o saco e encontramos três pecas: uma calça com um tecido de algodão bem forte, uma bata, mais leve e um pano que calculamos que seria pra se proteger do sol. Bom, a cena do vestiário foi de quase fazer xixi nas calças! Ainda bem que tinha banheiro ali mesmo…

E ai? A pergunta pairava no ar: vamos encarar esse modelito? Decidimos que sim, afinal o carnaval estava quase chegando e o abadá estava perfeito pro trio do Chiclete com Banana! Daniel Bell Marques na Tailândia! Passado por esses “percalços” estava fácil de encarar o pré-histórico!

Elefante, que bicho mais das antigas! Eu ficava olhando aquela textura, o olhinho bem pequeno…
E o tamanho do animal? E super famintos! quer ser o melhor amigo do elefante? você  vai precisar de muita banana!

Bom, o dia se resumiu em ficar alimentando o pequeno, tirando foto e depois tivemos uma hora de aula de como “domar” o animal (fala serio né).

Você monta no bicho pela primeira vez e fica ouvindo as coordenadas: pra direita, pressione a orelhinha da esquerda e fala “QUE’”…pra frente? PAI, pra parar, HAU e por ai vai!  Até parece que deu certo…o elefante só ouvia o dono!

Depois tivemos uma hora de almoço onde eles nos serviram um prato tailandês, mais meia horinha pra alimentar umas galinhas na volta e fazer a digestão e prontos para o tal trekking. Tudo lindo, mas preciso ser sincera comigo mesmo nesse momento: não tem nada de confortável andar no lombo de um elefante! E assim, meu mundo caiu…rs

No dia seguinte, os ossinhos da virilha eram dois caquinhos. Da próxima vez, vou andar sim, mas naquele elefante que eles colocam uma madeira no lombo…mas fora essas surpresas de última hora foi um dos dias que mais demos risada na viagem!

No final, ainda fui “intimada” a dar banho no elefante. Daniel conseguiu escapar da folia e  fui eu montar no elefante e com uma esponja esfregar o couro e representar a familia! Eu MEREÇO!

Voltamos pro hotel no caminhar estilo “dois velhinhos bem felizes” tomamos um banho e fomos pra nossa útima noite em Chiang Mai!

A Tailândia é coração, é amor, sorriso, emoção, carinho, olhares, simpatia, simplicidade.
A Tailândia te remete às antigas emoções, ao cheiro do passado, as cores da vida, ao calor humano, aquele sentimento puro que já não se acha assim tão fácil…

Eu amei conhecer esse país e com certeza voltarei muitas vezes!
Kop kun ka

Precinhos, precinhos:

- ingresso para o Tiger Kingdom $ 17
- ingresso para o Hill Tribe Village $ 15
- Diaria no Sakorn Residence $ 36
- almoço ou janta (+ bebida) em Chiang Mai $ 20
- Aluguel da Scooter $ 8

1 Comentários

9 ideias sobre “Quer abraçar um tigre e andar de elefante? Chiang Mai é o lugar!

  1. Carol Malucelli

    Can, que lugar incrivel!!! Os tigres estavam apagados ,certo?hehehe, adorei o blog!!! Vc escreve muito bem, consigo imaginar cada lugar! Bjos Carol

    Responder
  2. Anonymous

    Muito obrigada pelas informações! essa viagem deve ter sido surreal!
    E confesso que um grande sonho, quero fazer um mochilão pelo sudeste da ásia, incluindo ( com certeza) a tailandia.
    Amei o seu blog, parabéns e sucesso!
    Espero um dia poder fazer o mesmo. :)

    Responder
  3. Anonymous

    Oi Candice,
    Estou pedindo as mesmas informações que a Fernanda? pode passar o contacto do guia e o preço que pagou?
    O seu programa incluiu o quê?
    Como posso dar-te o meu mail sem colocá-lo aqui?
    Bjs

    Responder
  4. Amanda

    Ola Candice!

    Estou indo para a Tailandia em Abril e gostaria de receber informações sobre seu guia e passeios!
    Poderia me enviar as dicas, por favor?

    Obrigada!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>