Arquivos da categoria: Copa 2014

Almoço concorrido

31 outubro, 2012 às 11:48  |  por Pierpaolo Nota

Registro de recente encontro de líderes do setor ligado ao turismo no Sindicato Empresarial de Hospedagem e Alimentação.

Da esquerda para a direita, Marcelo Bertoluci, diretor financeiro da Associação dos Motéis do Paraná; Marco Antonio Fatuch, presidente do SEHA e Francisco Augusto Noronha Filho, presidente da AMOPAR.

Foto de Josiany Vieira.

Pé-frio

11 junho, 2012 às 14:08  |  por Pierpaolo Nota

Num bate-volta aos Estados Unidos, o pré-candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, resolveu assistir ao jogo de futebol entre Brasil e Argentina, sábado no MetLife Stadium, em Nova Jersey.

Serra voltou ao Brasil na manhã deste domingo, e compareceu a Parada do Orgulho LGBT, na avenida Paulista, em São Paulo.

Era a desculpa que o Mano Menezes precisava. Assim, nem com Pelé.

O “Estaiado” vem aí

30 maio, 2012 às 10:55  |  por Pierpaolo Nota

A Prefeitura de Curitiba anuncia o início das obras do “Viaduto Estaiado”, na Trincheira da rua Guabirotuba, que fazem parte da renovação viária da avenida das Torres. As obras serão tocadas pelo consórcio paranaense J.Malucelli/C.R Almeida, e estão inclusas no PAC da Copa.

O Viaduto Estaiado passará por cima da avenida das Torres, no cruzamento com a rua Coronel Francisco H. dos Santos e a trincheira na rua Guabirotuba formará o binário com a Chile, fazendo a ligação entre o Botânico e o Água Verde.

Ao longo do corredor que liga o Aeroporto à Rodoferroviária serão feitas obras de pavimentação, calçamento, iluminação e ciclovia em trechos da avenida das Torres.

Antigamente, em ano eleitoral, os políticos inauguravam as obras, agora tão somente anunciam a concorrência ou licitação, a assinatura do contrato, e no máximo, o lançamento da famigerada pedra fundamental.

Treinando para a Copa

9 maio, 2012 às 15:12  |  por Pierpaolo Nota

Integrantes da Guarda Municipal de Curitiba estão sendo capacitados em técnicas de pilotagem e uso de armamentos não letais como parte da preparação para a Copa do Mundo de Futebol de 2014.

Outras metas do curso são preparar o agente para uma ação defensiva; realizar técnicas de pilotagem em baixa velocidade; identificar gestos de um motociclista; desenvolver deslocamentos em comboio com motocicletas; apresentar e realizar tipos de escolta e seu funcionamento; funções dos integrantes de uma escolta e planejamento de uma escolta.

Além dos diversos cursos oferecidos aos profissionais da área de segurança visando o Mundial de 2014, está prevista a ampliação do sistema de vídeomonitoramento, que passará das atuais 116 câmeras para 450, o reforço do Grupamento Tático de Motos e o treinamento dos guardas para atender os visitantes com informações turísticas.

O curso de Técnicas de Pilotagem em Motocicletas tem carga horária de 24 horas, e o curso de Espingarda Calibre 12, tem duração de 63 horas.

É realmente muito importante essa preocupação, mas, visando somente a Copa, é prematura, uma vez que o efetivo pode ser bem diferente em 2 anos. Vamos pensar Curitiba, hoje?

A volta do que não foi

20 abril, 2012 às 11:38  |  por Pierpaolo Nota

A Comissão de Serviço Público do Legislativo Municipal pretende pedir a Federação Paranaense de Futebol, a devolução do Centro Poliesportivo Pinheirão ao município de Curitiba, com base na própria lei de 1969, que autorizou a doação do terreno onde fica o estádio, uma vez, que algumas exigências previstas, como a destinação de um espaço para bares e restaurantes, a construção de um auditório e a garantia de um estádio com a capacidade para 120 mil pessoas, não foram cumpridas. O estádio, que se encontra em total estado de abandono e interditado há quase cinco anos, teve em seu auge, a capacidade máxima de 25 mil espectadores.

É uma briga longa, mas, que de qualquer maneira, alguém deveria começar. O senhor Hélio Cury, atual mandatário tampão (cumpre um mandato fantasma, outorgado indiretamente por conta da tal Copa 2014) da FPF, é que deveria se atentar ao fato de que o “patrimônio” da Federação, não pode ser vendido, doado ou repassado em troca das dívidas. O Pinheirão, por sua condição jurídica (doação) é inalienável, e não precisa ser jurista para saber disso. Basta ter boa vontade.

Mais que mil palavras

22 março, 2012 às 14:00  |  por Pierpaolo Nota

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr

Arlindo Chinaglia – PT, Henrique Alves – PMDB e Marco Maia – PT, assistidos por Inocêncio de Oliveira – PR, comandaram a obstrução à Lei Geral da Copa.

Da oposição, ninguém. Precisa?

A Câmara e a Copa

22 março, 2012 às 13:17  |  por Pierpaolo Nota

João Cordeiro e Mario Celso Cunha. Foto: Osvaldo Ribeiro

O presidente da Câmara de Curitiba, vereador João do Suco – agora Cordeiro – visitou a Secretaria de Estado para Assuntos da Copa do Mundo 2014, e conversou com o secretário Mario Celso Cunha sobre os projetos de preparação do Mundial envolvendo a capital.

Como o Atlético não tinha jogo no mesmo horário, a reunião da Câmara Temática dos Estádios pode contar com a presença do vereador Julião Sobota.

Vale lembrar que ninguém falou de empréstimo, ninguém falou de dinheiro, ninguém falou de calote.

Câmara que saber mais sobre o Pinheirão

20 março, 2012 às 12:09  |  por Pierpaolo Nota

Informações atualizadas sobre a situação em que se encontra o Complexo Poliesportivo Pinheirão foram solicitadas à Federação Paranaense de Futebol por meio de documento aprovado pelo plenário da Câmara de Curitiba.  Além da  situação jurídica do complexo, as negociações em andamento e uma  possível retomada do imóvel pela prefeitura são itens a serem respondidos.

O terreno onde está o estádio foi doado em 1968 com exigências contidas em lei municipal que prevê a estruturação do estádio para o recebimento de no mínimo 120 mil pessoas, alojamentos, bares e restaurantes, constituindo-se num complexo poliesportivo, uma vez que possui instalações para modalidades esportivas. A capacidade atual, entretanto, é de apenas 25 mil pessoas, porque o restante da obra não foi concluída.

Triste e difícil. Assim pode ser definia a situação do Pinheirão. Não tanto pela obra, pela falta de manutenção ou condição jurídica, mas principalmente pelos abutres e outras aves de rapina que sempre sobrevoam aquele campo. Se é que me entendem.

Sombras e silêncio

20 março, 2012 às 11:38  |  por Pierpaolo Nota

E sobre o conselho ao calote, um silêncio, que se não é constrangedor, pode soar abonador, e lançar mais sombras ainda ao processo. É preciso luz e voz.

Ô peixe! Que roubada

19 março, 2012 às 13:53  |  por Pierpaolo Nota

O ex-jogador e deputado federal Romário, um dos principais críticos à forma com que a Copa do Mundo de 2014 tem sido organizada, alertou neste domingo que a competição se tornará o “maior roubo da história” do país, tudo por conta da má gestão dos políticos brasileiros.

“Esta palhaçada vai piorar quando faltar um ano e meio para o Mundial. O pior está por vir porque o governo deixará que aconteçam as obras emergenciais, as que não precisam de licitações. Ai vai acontecer o maior roubo da história do Brasil”, afirmou Romário através de sua página no Facebook.

Para o Baixinho, “o Governo engana ao povo”, e a presidente Dilma Rousseff “está sendo enganada ou se deixa enganar” quando afirma que a Copa será a melhor de todos os tempos.

E isso porque o Romário ainda não sabe da “orientação” de alguns secretários, ditos especiais, para que os clubes peguem dinheiro público e deem o calote.  Ou será que já sabe?