Coritiba decidirá Copa do Brasil/2012.

21 junho, 2012 às 09:25  |  por Capitão Hidalgo

Não deu outra, minha gente, o Coritiba volta a ter mais uma vez a chance de ganhar uma Copa do Brasil, pois anteriormente, perdera a classificação para o Vasco da Gama. Terá agora pela frente o Palmeiras ou o Gremio, assunto esse que será resolvido logo mais a noite no Estádio Arena/Barueri. Claro, que existe uma idéia avançada quanto a classificação do Palmeiras pelo seu resultado de vitória em cima do Gremio(2×0) em Porto Alegre, mas como futebol tem suas manias, o mesmo é esperar pelo adversário da próximo semana.

Quanto ao jogo, ontem, o alviverde curitibano sempre foi melhor. Não iniciaria um comentário sem dizer que técnicamente o time Tricolor do Morunbi pode até se considerado de melhor qualidade. Só, e está aí uma assunto a ser discutido, afinal, para um jogo desta característica de final, nem sempre ganha o lado técnico e sim a alma que o jogador coloca no bico da chuteira. E é por aí, que desde o jogo anterior no Morumbi mesmo que perdendo, o Coritiba deixará uma boa impressão. No resultado desta partida jogado no Couto Pereira, a vitalidade e o empenho que o time do técnico Marcelo Oliveira se dispôs a jogar, foi o que deu a tônica da melhor desenvoltura.

Antes da partida, existia uma dúvida a nós da imprensa no que o Oliveira iria fazer. A entrada do Rafinha estavam todos carecas de saberem que viria para o jogo. Para isso, o  técnico alviverde teve que desmanchar uma marcação com 3 jogadores a  alimentar uma correria para cima do time do técnico Leão. Devemos, também, considerar que foi justa a indicação da volta à condição de titular do zagueiro Pereira, claro, por sua experiência em conduzir o time lá atrás, na dura missão de dificultar o bom atacante Luis Fabiano do São Paulo.

Ano passado, até foi lembrado na coletiva, após esta classificação a final da Copa do Brasil, quando o próprio técnico Marcelo Oliveira, e não precisaria falar, pois, a lembrança do jogo contra o Vasco da Gama quando fêz  entrar do nada em campo, o meia Marcos Paulo. Como dizendo, desta vez acertei fazendo a lição correta.  Antes do jogo, e por  coincidência subi no mesmo elevador com o Coordenador de Futebol do Coritiba,  Felipe Ximenes, quando neste ínterim quis logo tirar o time que iria jogar. De cara, aquela de repórter, sem perda de tempo, valorizei o time que havia jogado na paulicéia comentando esperar pelo mesmo, mas numa risada disse “Capitão aguarde , você vai gostar”. De fato gostei da aplicação da equipe, onde venho defendendo uma maior vitalidade na meia cancha, coisa que o time sãopaulino entrou em campo para dançar em ritmo de valsa. Caiu do cavalo.

Como os olhos dos paulistanos estavam voltados ao jogo importante, também, nesse caso valendo uma vaga a final de Libertadores de América entre Corinthians e Santos, ficou a impressão que até a imprensa paulistana aguardava pelo pior com o time Tricolor. No Pacaembú quem passou foi o Timão, que pela 1ª vez terá a oportunidade de disputar esse torneio internacional com o Boca Junior ou Universidade do Chile 

Seja Feliz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>