O caráter do atacante Jô. Que pena.

18 setembro, 2017 às 10:30  |  por Capitão Hidalgo

A maneira como a vitória do Paraná Clube aconteceu, sábado a noite contra o Londrina( 2×1), diz bem como a torcida paranista vem esperando pelo time nesse ano , diria, pois, se nada vier acontecer nesse encaminhamento a consagração de uma volta pode estar mais próxima do que se imagina à principal divisão do futebol brasileiro. No apagar das luzes, gíria esportiva dos locutores esportivos, o resultado de empate que amargurava o torcedor, eis que o meia Renatinho chutou com maestria de fora da área, mais difícil ainda pois estava na diagonal da esquerda, e com o pé direito alçou a bola do lado oposto do goleiro londrinense estabelecendo um gol que será falado por muito tempo, e que veio consagrar uma vitória justa para o clube chegar às 4 melhores equipes da Série B.

Outro time paranaense que fez bonito na tarde, de ontem,  na Arena, foi o rubro negro ao vencer o Fluzão e de virada por três tentos a um. Ainda que o técnico teimosamente, Fabiano Soares, coloque em campo um time perdedor no primeiro tempo, aí  vem e realiza as modificações necessárias, pois, os próprios torcedores escalam, ou seja, Rosseto, Ribamar, e Sidcley. Virada garantida. Acorda cidadão.

Hoje o nervosismo tomará conta do torcedor do Coxa, e não é para menos, afinal o Coritiba jogará na Paulicéia contra o time palmeirense. Espremido que está na Zona do Rebaixamento a situação é periclitante para o verdão paranaense, ainda mais, com o resultado de vitória do Tricolor do Morumbi na Bahia, Este é a quarto ano que o time coxa vem sofrendo para não cair. Faltando mais 14 rodadas, a necessidade de ter que ganhar pelo menos 7 partidas, o temor da galera faz sentido.

Está na hora de uma constatação geral nesse clube sem fugir de uma realidade. Como teremos uma eleição no mês de Dezembro, aqueles verdadeiros que se reúnam e não deixem alguém cair na poltrona sem nenhuma condição e conhecimento da figura de um presidente dentro desse clube centenário.

O tal do Fair Play ( Jogo Limpo) nem sempre é levado a sério. Quando o jogador do São Paulo, Rodrigo Caio, demonstrou o verdadeiro significado da palavra numa partida contra o Corinthians, ao afirmar ao árbitro que ele era o culpado num lance com o atacante, JÔ, do Timão, a discussão foi imensa, inclusive, dentro do Morumbi, criticando tal atitude do jogador. Agora, a verdade, pois, justamente esse jogador, JÔ, que levou tal vantagem de não tomar um cartão amarelo que o alijava de um jogo importante à frente, na partida de ontem, ao fazer um gol com a mão contra o Vasco da Gama, não mostrou o devido caráter, afirmando que não sabia o que havia acontecido, pois, estava em dúvida. Faça-me o favor. Aliás, Jô , caráter não se compra na farmácia.

Lembre-se que: O melhor da vida é sua história.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>