Já está dando para desconfiar.

23 setembro, 2017 às 08:59  |  por Capitão Hidalgo

A rodada de número 24, falando exclusivamente da Série B, foi o que de melhor aconteceu às pretensões do Tricolor da Vila, e em consequência deixa aberto a estrada de retorno para o time paranista. Vamos aos fatos. Então, na última 3ª feira, o Paraná Clube foi jogar em Campinas, saindo de lá com o resultado de vitória por quatro gols a zero. Indiscutivelmente, a tarefa de ganhar do Guarani por esse placar deu a todos o gostinho de começar a entender o porque da ” desconfiança” de retorno, depois de 8 anos amargando uma segunda Divisão, onde seus simpatizantes voltaram a gritar pelos cantos da cidade. Esperei para escrever, hoje, aguardando pelos resultados que envolviam os times do Juventude, Vila Nova, Oeste, Londrina e até a Luverdense, para fechamento da rodada. E, por incrível que possa parecer, empates em todos os confrontos onde estiveram expostos esses clube vieram para fortalecer ainda mais a porta aberta para um destino outrora obscuro.

Portanto, vale a pena insistir que depois de tanto tempo a esperança do apaixonado tricolor esteja misturado, inclusive, com desportistas torcedores de outros clubes. Agora, sim, com 43 pontos fixados, faltando jogar mais 13 rodadas, tendo uma média conquistada de 60%  dos pontos disputados, estando atrás somente do Internacional e América Mineiro, claro, os cuidados serão redobrados. A começar por essa próxima rodada, a 25, quando o Tricolor jogará contra o debilitado time do Náutico/Pernambuco.

Logo mais, à noite na Vila Belmiro, o time atleticano medirá forças contra o time do técnico paranaense, Levir Culpi, o Santos, que vem prejudicado emocionalmente pela derrota contra os equatorianos pela Libertadores de América. Sem contar com os jogadores, Lucas Lima, Ferraz e Renato, que fizeram muita falta, o time peixeiro precisará reunir os cacos, já que a tristeza tomou conta dos torcedores praianos. Só está restando para o time peixeiro o Brasileirão/2017.

Quanto ao Furacão, pelo andar da carruagem, também, desmotivado por ter perdido a chance de continuidade nesse torneio, vai levar flauteando até o final da temporada, imagino, sem se preocupar muito com o aumento do dólar. Fora de todas as competições em que se atirou como objetivo, a diretoria do clube, agora, terá um tempo enorme para olhar o ano de 2018.

O drama mesmo que está movimentando a torcida do Coritiba é entender a maneira como o clube sairá dessa crise que envolve à todos na agremiação. Sem salvar ninguém dessa debacle e mesmo que o técnico, Marcelo Oliveira, tente colocar um argumento positivo, até agora não se viu, vai o torcedor alviverde sentindo na pele os últimos anos as péssimas administrações. Fazendo cálculos e mais cálculos, nessas 14 partidas, o clube terá que ganhar no mínimo 19 pontos. Amanhã, porque não uma grande oportunidade, afinal, vai jogar em casa contra o Botafogo.

Lembre-se que: O melhor da vida é sua história.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>