A conquista de mais título mundial.

13 dezembro, 2017 às 08:34  |  por Capitão Hidalgo

Já foi o tempo que o futebol paranaense esteve mais próximo aos gaúchos, isso é claro, se olharmos a projeção constante de seus objetivos, onde novamente mostra ao mundo sua capacidade. Falo, especificamente, do Grêmio, que, ontem, ao vencer o time mexicano, Pachuca, volta ao cenário da bola para disputar outro mundial de clubes, que poderá ser o Real Madrid. Outrora, em 1983, em Tóquio, enfrentando o time do Hamburgo,  ganhando esse  jogo na prorrogação por 2 x 1 , marcava de forma brilhante sua passagem futebolística por esse mundo afora. Convenhamos, um clube que ganha um mundial de clubes na certeza escreve seu nome na galeria das grandes conquistas. Na verdade ganhar um título mundial de clubes dá para se afirmar que jamais será esquecido.

Quando o maior time de todos os tempos, Santos F.C, ganhou o Bi-Mundial de Clubes ( 1962/1963), com Pelé e Cia, jogos esses contra o Benfica e Milan, na época duas equipes extraordinárias, pensava-se que outra conquista desse quilate seria difícil de se obter.. Passados muitos anos, foi com o Flamengo, em 1981, que novamente um time brasileiro chegava a ter essa primazia quando contou com um elenco de Zico e Cia. Vale ressaltar que o Internacional, outro time gaúcho, ganhou o mundial/2006. Antes desse feito, vimos chegar o São Paulo, que ganhou o Bi- 1991/1992. Não esqueçamos, também, que em outras oportunidades não ganhamos com o Cruzeiro, Palmeiras e Vasco da Gama.

O mercado da bola, num momento como este, está muito agitado. Muitas discussões sobre contratações de técnicos e jogadores para a temporada/ 2018. Hoje, sabedores de terem que cumprir compromissos com vários torneios à serem disputados, os dirigentes vão à busca do que entende por melhores. Vale qualquer sacrifício, sabemos, mas o problema tem sido crucial quanto a dependência financeira. Praticamente, nenhum clube brasileiro está tranquilo quanto a essa situação. Alguns se atiram outros nem tanto. Como está virando uma cultura a disputa dos regionais por esse pais, onde o preparativo de aproveitamento vem das bases das agremiações, a conscientização das pessoas que comandam seus clubes, é diminuir gasto em pré-temporada.

Por aqui não tem sido diferente. Notícias jogadas para cima, ainda sem nenhuma definição, vão dando conta de que o Atlético poderá trazer o holandês, Seedorf, para seu comando técnico. O Coritiba ainda não se definiu quem vem para o trabalho inicial do ano, sobretudo, por ter caído a 2ª Divisão. Como vai precisar de muito fôlego, com dirigentes sem o devido conhecimento, a verdade é que estarão pisando em ovos, para não errarem de cara.

Por falar na ampla dificuldade de se estabelecer suas diretrizes, ainda ecoam nos alicerces, do Couto Pereira, a possibilidade de uma impugnação das oposições quanto ao resultado da última eleição. Assunto esse que deve ser resolvido o mais rápido possível para não atrapalhar as ações de quem vai comandar o próximo triênio.

Lembre-se que :  O melhor da vida é sua história

 

 

 

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>