Lesões ligamentares no joelho

3 abril, 2017 às 15:35  |  por Blog Corpo em movimento

traumatologia_joelho

As lesões no joelho são muito comuns na prática esportiva. Dentre elas podemos fazer uma divisão entre as lesões traumáticas (entorses, contusões, luxações) e as lesões que acontecem por sobrecarga, como por exemplo as tendinites, entre outras.  Neste artigo, vou falar sobre as lesões ligamentares de joelho, que se configuram como as lesões traumáticas mais comuns, bem como as mais graves, levando a um tempo maior de recuperação.

Numa descrição anatômica mais básica do joelho (foto 1), as estruturas mais afetadas são os ligamentos e os meniscos. Os ligamentos são os principais responsáveis pela estabilidade do joelho, e dentre eles, os mais importantes são os ligamentos colaterais interno e externo, chamados respectivamente de medial e lateral, e os ligamentos cruzado anterior e posterior. As lesões dos ligamentos colaterais costumam ser menos graves, tendo como sintomas a dor na região do ligamento, bem como nos testes que estressam o ligamento. A recuperação depende do grau da rotura, sendo normalmente o tratamento conservador, com fisioterapia, podendo levar de 2 até 12 semanas para a recuperação completa.

As lesões do Ligamento Cruzado Anterior (LCA) são bastante comuns em atletas, e acontecem normalmente num trauma indireto, com o individuo torcendo o joelho sozinho. Normalmente, escuta um estalo e não consegue continuar na atividade. Na maioria dos casos, o joelho incha imediatamente. Nesses casos, indicamos o uso do gelo imediatamente e a procura por um médico o quanto antes.   A principal função do LCA é a estabilidade rotacional do joelho, logo, o paciente que tem esse ligamento rompido, após a melhora do quadro agudo, consegue correr em linha reta e nadar, porem não consegue fazer atividades que precise “girar” em cima do joelho. Como raramente este ligamento cicatriza, para aqueles que querem continuar a fazer atividade esportiva, o tratamento é cirúrgico, com a substituição do LCA por tendões da região do joelho, ou enxerto proveniente de banco de tecidos (cadáver).  O tempo de recuperação médio para reestabelecimento da atividade esportiva é de 6 meses, com uma chance de sucesso em torno de 90 % retorno ao esporte.

O ligamento Cruzado Posterior (LCP) normalmente é lesado quando se tem um trauma forte na região anterior do joelho, jogando a tíbia do paciente para trás. O tratamento é controverso, porem em lesões isoladas costumo optar pelo tratamento conservador, com fisioterapia. O tempo de retorno ao esporte em média é de 90 dias.

Além destas lesões mais comuns, temos as lesões combinadas entre estes ligamentos, bem como lesões de outros ligamentos menores, além de lesões meniscais associadas, e em alguns casos fraturas.

Concluindo, temos que individualizar cada caso, e chegar ao diagnóstico correto, para que possamos tratar da melhor maneira possível, visando um retorno breve , sempre prezando pela saúde e bem estar do paciente.

 

Traumatologia do esporte,  Artroscopia, Cirurgia de joelho e Ombro

Siga o Clube de Reabilitação nas mídias sociais: Facebook -  Instagram

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>