Diretor da Odebrecht revela repasse via caixa 2 de R$ 500 mil a Osmar Dias

12 abril, 2017 às 16:46  |  por Tabata Viapiana

Um inquérito contra o ex-senador Osmar Dias, do PDT, foi enviado para a Justiça Federal do Distrito Federal, por decisão do Supremo Tribunal Federal. Pré-candidato ao Governo do Paraná em 2018, Osmar Dias será investigado junto com o presidente do partido, Carlos Lupi.

Um executivo da Odebrecht relatou repasses de R$ 500 mil ao ex-senador, feitos em 2010, sem registro no Tribunal Superior Eleitoral, para garantir apoio do PDT à Odebrecht (ou seja, o repasse teria sido feito via caixa 2). Osmar Dias não foi encontrado para comentar as acusações.

Abelardo Lupion

O ex-deputado Abelardo Lupion também aparece na delação da Odebrecht e será investigado pelo juiz Sérgio Moro. Ele teria recebido duas doações eleitorais da empreiteira via caixa 2, de R$ 150 mil em 2010, e de R$ 100 mil em 2012. Lupion também não foi encontrado pela reportagem.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>