Fachin abre inquérito contra Zeca Dirceu por doações eleitorais de R$ 250 mil da Odebrecht

12 abril, 2017 às 16:48  |  por Tabata Viapiana

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, autorizou a abertura de um inquérito contra o deputado paranaense Zeca Dirceu, do PT. Ele será investigado junto com o pai, o ex-ministro José Dirceu, detido em Curitiba há quase dois anos e condenado na Lava Jato a mais de 20 anos de prisão. Os dois são suspeitos de praticarem atos de corrupção e lavagem de dinheiro.

Pai e filho foram citados na delação do ex-presidente e fundador da Odebrecht Ambiental, Fernando Luiz Ayres da Cunha. Segundo o executivo, José Dirceu teria pedido repasses de R$ 250 mil para as campanhas de Zeca Dirceu em 2010 e 2014. Os pagamentos teriam sido feitos por meio do “setor de operações estruturadas”, o departamento da Odebrecht responsável apenas por repasses ilícitos.

O executivo também relatou inúmeras reuniões com José Dirceu, quando ele já não era mais ministro-chefe da Casa Civil, para discutir eventuais negócios privados que Dirceu pudesse intermediar a favor da Odebrecht. Nos encontros, também foram tratadas de doações para campanhas de 2008, 2010 e 2012, que seguiam indicações de José Dirceu. A defesa do ex-ministro disse que só vai se manifestar quando tiver acesso à íntegra das acusações.

Já o deputado Zeca Dirceu informou, em nota, que nunca teve ligações com as diretorias da Petrobras e nem com as empresas e executivos investigados na Lava Jato. Ele disse que todas as doações recebidas nas campanhas de 2010 e de 2014 foram legais, declaradas e aprovadas sem ressalvas pela Justiça Eleitoral. Zeca Dirceu também reforçou a confiança no Supremo Tribunal Federal e no trabalho de investigação da Polícia Federal.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>