Marcelo Odebrecht desiste de depoimento de Dilma como testemunha de defesa

20 março, 2017 às 15:02  |  por Tabata Viapiana

O ex-presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, desistiu de interrogar a ex-presidente Dilma Rousseff como testemunha de defesa no processo relacionada à 35ª fase da operação Lava Jato (que também tem entre os réus o ex-ministro Antônio Palocci). O depoimento da petista já estava marcado para a próxima sexta-feira (24), por videoconferência com Porto Alegre, porém não será mais realizado.

O motivo da desistência não foi esclarecido pela defesa de Marcelo Odebrecht. Essa seria a primeira vez que Dilma Rousseff prestaria depoimento ao juiz Sérgio Moro. E foi a segunda vez que Marcelo convocou Dilma como testemunha de defesa, mas desistiu do interrogatório dias antes da audiência.

Apesar disso, outras testemunhas de defesa serão ouvidas ao longo da semana na Justiça Federal do Paraná. Nesta terça-feira, devem ser interrogados os deputados Miro Teixeira, da REDE, Paulo Teixeira e Carlos Zarattini, ambos do PT, além do senador Jorge Viana, do PT.

Os depoimentos de defesa seguem até o final do mês. Em abril, os 14 réus serão interrogados pelo juiz Sérgio Moro. O processo trata de pagamentos de propina da Odebrecht a Palocci. Segundo a denúncia, o ex-ministro recebeu, em nome do PT, R$ 128 milhões em recursos ilícitos para beneficiar a empreiteira em contratos com a Petrobras.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>