Procurador ‘aconselha’ funcionários da Petrobras a ‘acertarem as contas com a Justiça’

28 março, 2017 às 21:14  |  por Tabata Viapiana

Durante a coletiva de imprensa desta terça-feira, de detalhamento da 39ª fase da operação Lava Jato, o procurador Roberson Pozzobon, integrante da força-tarefa no Ministério Público Federal do Paraná, garantiu que ainda há irregularidades a serem descobertas e investigadas na Petrobras.

Mesmo depois de três anos de Lava Jato, ele disse que as investigações ainda não se esgotaram no âmbito da Petrobras. Por isso, até ‘aconselhou’ os funcionários da estatal a procurarem as autoridades para confessar a prática de atos ilícitos, e consequentemente, acertar as contas com a Justiça.

“O raciocínio que deve ser adotado por funcionários da Petrobras que praticaram delitos é que não vale a pena fugir de uma responsabilização penal, não vale fingir que não praticou nenhum delito. Talvez, o caminho adequado seja procurar as autoridades antes de virar alvo das investigações, revelar os atos ilícitos, restituir os valores desviados, e depois, por meio de um acordo de colaboração premiada, acertar a sua situação com a Justiça”, disse Pozzobon.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>