Portico

A tecnologia nas corridas de rua

9 janeiro, 2018 às 10:00  |  por Vinicius Boreki

Identificação por Rádio Frequência ou tecnologia RFID é o mecanismo usado para controlar a passagem de corredores pelos pórticos e pontos de controle

Se você já correu com um relógio para corredores em vez de usar o celular, já percebeu como a tecnologia pode ajudar a ser um corredor melhor, tendo as informações sobre seu desempenho na hora em que quiser e de fácil acesso. Fato é que a tecnologia não está apenas nos tênis e nos dispositivos usados pelos corredores, mas nos conhecidos chips de corrida.

Empresas que trabalham na área de logística, por exemplo, utilizam a tecnologia RFID (Identificação por Rádio Frequência) para identificar produtos que entraram ou saíram do seu estoque, simplificando a logística das empresas.

A lógica é bastante simples: os itens são equipados com uma etiqueta eletrônica (composta por um microchip) e, nos pontos estratégicos, como a entrada e saída dos armazéns, instalam-se antenas para fazer a leitura.

Alguma semelhança com a corrida? Em vez de produtos, temos os corredores, que passam pelos pórticos de largada e de chegada e por alguns locais selecionados pelas organizações no meio da prova. Os chips colocados nos tênis são as etiquetas eletrônicas e os pórticos (e pontos de controle no meio da prova) são as antenas que realizam a leitura e confirmação dessas informações.

“Percebemos que, cada vez mais, empresas que atuam neste ramo estão interessadas nesse tipo de tecnologia. Trata-se de uma forma interessante para fidelizar os corredores, com informações precisas e rápidas do desempenho nas provas”, explica Jaime Peters Junior, um dos sócios da Bz Tech, empresa que atua na área de e-commerce de produtos de automação comercial.

As vantagens

Assim como nas empresas, o uso desse tipo de tecnologia em provas simplifica o trabalho das organizações em, ao menos, três frentes, de acordo com Peters Junior:

- Identificação automática dos corredores

- Segurança e controle das provas, confirmando que todos passaram pelos pontos de controle e pórticos

- Virtualização automática das informações para os servidores

Não à toa, atualmente, um corredor simplesmente conclui a prova e, em alguns casos, automaticamente recebe seu tempo e performance praticamente no mesmo instante por meio de aplicativos de mensagem.

 

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>