Bangkok: Minha porta de entrada no sudeste asiático

24 março, 2016 às 06:18  |  por Aline Presa

Se engana quem pensa que a Tailândia se resume à praias paradisíacas. É claro que o país possui praias de águas cristalinas e paisagens estonteantes em suas duas costas localizadas ao sul. Outras regiões, no entanto, guardam belezas exóticas, uma gastronomia reconhecida mundialmente e uma cultura riquíssima. Tudo isso sendo um dos países mais baratos do mundo para se viajar.

Bangkok foi nossa porta de entrada no sudeste asiático e possui uma série de atrações turísticas ou não. A capital cosmopolita é repleta de templos. Alguns deles são verdadeiras obras de arte da arquitetura. Seja pela riqueza de detalhes ou grandiosidade das construções, os templos impressionam qualquer um.

Nessa primeira passagem pela cidade visitamos o Wat Pho, que tem um imenso Buda reclinado de 43 metros; e o Wat Arun, conhecido como Templo do Amanhecer, que é inteiro decorado com mosaicos feitos de porcelanas quebradas. Assistir ao pôr do sol às margens do rio Chao Phraya de frente para o Wat Arun é um programa imperdível para quem visita a capital.

Wat Arun sendo iluminado ao pôr do sol.

Bangkok abriga ainda um moderno complexo na área central, com grande edifícios e shoppings luxuosos. Tudo isso contrastando com um intenso comércio de rua, trânsito caótico envolvendo os apressados tuk tuks e infinitos fios de luz pendurados entre os postes. É incrível como ainda assim a cidade de 8,305,218 habitantes consegue ser harmoniosa!

Além disso, nos arredores da fervilhante Bangkok fica o mercado flutuante Damnoem Saduak, um dos maiores e mais famosos da região, onde se pode apreciar um pouco mais  da cultura local. De comidas à artesanatos, tudo é comercializado dentro de pequenos barcos em estreitos canais de rio.

Tailandesa vende frutas em um barco no mercado flutuante.

A cidade de Ayutthaya, considerada o coração da meditação na Tailândia , também fica próxima de Bangkok. Famosa por seus templos e pelas centenas de estátuas de Budas decapitados, ela revela um pouco da história do país quando este foi invadido pelos exércitos da Birmânia. Patrimônio mundial da Unesco desde 1991, é ali que fica a estátua com a cabeça de um Buda envolto entre as raízes de uma árvore e o Wat Yai Chaya Mongkol, com peças de Budas em vestes amarelas.

Estátuas com imagens de Buda num dos templos de Ayutthaya.

Explorar a Tailândia é um convite à diversidade. Um país com tradições animistas, predominantemente budista, com uma monarquia constitucional e de um povo manso e simpático. Com belezas naturais que vão de praias à florestas, culinária que envolve pratos apimentados e frutas surpreendentemente doces, há muito para ser descoberto nesse país começando pela encantadora Bangkok.  

 

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>