Arquivos da categoria: América do Norte

Nova York

Airbnb leva ferramenta Experiências para Nova York

26 setembro, 2017 às 15:10  |  por Wikerson Landim

O Airbnb acaba de anunciar o lançamento das Experiências em Nova York, o destino mais recente a se juntar a locais como Londres, Roma, Paris, Tóquio e o Rio de Janeiro que fazem parte do Airbnb Trips. A partir de hoje, visitantes e moradores locais podem reservar mais de 150 Experiências em todos os cinco bairros, oferecendo aos viajantes a oportunidade de explorar um lado diferente e autêntico da cidade, enquanto conhecem as pessoas e os lugares que tornam Nova York tão peculiar.

Criadas pelos moradores, as Experiências abordam uma infinidade de oportunidades de fazer na cidade programas que agradam todos os tipos de viajantes desde opções de gastronomia, a arte, música, vida noturna e muito mais. Por tempo limitado, as celebridades sinônimas da Cidade de Nova York também estão hospedando experiências próprias, beneficiando várias instituições de caridade, de um tour de personal shopper com Sarah Jessica Parker, a um passeio pelos locais favoritos de NYC com o ator Ansel Elgort e um chá da tarde no Chelsea Piers com o ex-jogador de futebol americano Michael Strahan.

Os hóspedes também podem aprender movimentos do hip-hop com uma equipe local de dança do sul do Bronx, saborear deliciosa e autêntica comida latina com um nativo da República Dominicana, beber em um tour de cerveja histórico com um Brooklynite ou embarcar em um passeio subterrâneo do sistema de metrô com um especialista em trânsito, enquanto descobrem segredos que apenas os locais conhecem.

Estatísticas ​​+ dados

Desde o lançamento da plataforma Trips em novembro de 2016, o Airbnb expandiu exponencialmente os anfitriões em vários mercados, ao mesmo tempo em que se tornou cada vez mais popular entre os hóspedes. A cidade de Nova York é o maior lançamento da Airbnb até hoje com mais de 150 Experiências. Mais de 20 experiências sociais fazem parte do lançamento.

Com o lançamento da cidade de Nova York – o último grande mercado – as Experiências estão agora ao vivo em mais de 40 cidades. Os anfitriões ganharam aproximadamente US$ 5 milhões de Experiências. Isso inclui mais de US$ 500.000 em receita para Experiências de Impacto Social. De Barcelona, ​​a Paris, a Seattle, a Florença, a Los Angeles, alguns dos anfitriões de Experiência mais populares do Airbnb estão no bom caminho para ganhar mais de US$ 100 mil este ano.

Desde janeiro de 2017, o Airbnb viu um aumento de 12 vezes no número de hóspedes realizando Experiências a cada semana. Dezenas de milhares de pessoas se inscreveram para se tornar um anfitrião de Experiências e o Airbnb atualmente possui mais de 3.000 opções disponíveis para reserva

Intercâmbio

Estados Unidos ampliam veto imigratório para 8 países

25 setembro, 2017 às 15:24  |  por Wikerson Landim

Visando proteger os interesses de segurança dos Estados Unidos, o presidente Donald Trump divulgou neste domingo (24) uma nova lista de países cujos cidadãos terão restrições para entrar em solo norte-americano.

A nova medida afeta diretamente cidadãos de Iêmen, Irã, Líbia, Síria e Somália – países que já estavam incluídos no veto anterior – além de Chade, Coreia do Norte e Venezuela. No caso do país sul-americano, o impedimento de entrada se aplica apenas a membros do governo e seus familiares.

Diferente da ordem anterior, que vigorou por 90 dias, a nova ordem é permanente e impede que cidadãos desses países entrem nos Estados Unidos. Estão excluídos do veto os residentes permanentes legais. Aqueles que possuem um visto válido não terão os seus documentos revogados, mas não está prevista a renovação.

“Como presidente, devo agir para proteger a segurança e os interesses dos Estados Unidos e do seu povo”, disse Trump em comunicado.

Com informações do The New York Times

Metropolitan Museum of Art

Você sabe quais são os museus mais populares do mundo?

21 setembro, 2017 às 11:38  |  por Wikerson Landim

O TripAdvisor divulgou nessa semana uma lista em que indica quais são os museus mais populares do mundo. A pesquisa é parte do Travelers Choice Awards, premiação mantida pelo site há muitos anos. E, pelo terceiro ano consecutivo, o vencedor foi o Metropolitan Museum of Art, de Nova York.

A lista com os cinco primeiros colocados tem ainda outros dois museus nos Estados Unidos, um da França e outro da Rússia. Entre as instituições brasileiras, aquelas que obtiveram as melhores colocações foram o Instituto Ricardo Brennand, de Recife, que ficou na décima oitava posição e a Pinacoteca do Estado de São Paulo, de São Paulo, que ficou em vigésimo lugar.

Os 5 museus mais populares do mundo:

1 – Metropolitan Museum of Art (Nova York, nos Estados Unidos)

2 – National WWII Museum (Nova Orleans, nos Estados Unidos)

3 – Musée d’Orsay (Paris, na França)

4 – Art Institute of Chicago (Chicago, nos Estados Unidos)

5 – State Hermitage Museum and Winter Palace (Saint Petersburg, na Rússia)

Você já teve a oportunidade de visitar algum desses da lista?

Las Vegas

Inscrições abertas para a CES 2018 em Las Vegas

15 setembro, 2017 às 11:57  |  por Wikerson Landim

Estão abertas as inscrições para a CES 2018. Considerada a maior feira de eletrônicos do mundo, o evento acontece na cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos, entre os dias 9 e 12 de janeiro de 2018. Podem participar da feira profissionais de imprensa, empresários e profissionais ligados à indústria de tecnologia. A feira não é aberta ao grande público.

A CES – sigla para Consumer Electronics Show – reúne mais de 3,8 mil exibidores de todo o mundo, incluindo grandes empresas como Samsung, LG, Sony, NVIDIA, AMD, ASUS, entre outras. A edição de 2017 – que marcou 50 anos do evento – reuniu mais de 175 mil visitantes. Mais informações podem ser obtidas no site oficial da CES 2018.

Oslo

Você sabe qual é o país mais feliz do mundo?

20 março, 2017 às 21:59  |  por Wikerson Landim

Um relatório produzido pela ONU foi divulgado nesta segunda-feira (20). Nele consta um curioso ranking: o dos países mais felizes do mundo. A lista é divulgada desde de 2012 e leva em consideração uma série de dados como o PIB, a expectativa média de vida, índice de confiança no governo e nas empresas com relação à corrupção e o apoio recebido no dia a dia.

A primeira colocação ficou com a Noruega, seguida pela Dinamarca (líder do ano anterior) e pela Islândia. Suíça, Finlândia e Holanda completam o top 6. O país mais bem colocado de fora da Europa é o Canadá, que ocupa a sétima posição. A Nova Zelândia é a oitava colocada, a Austrália vem em nono e a Suécia ficou em décimo.

O Brasil é apenas o vigésimo segundo colocado da lista, atrás de Costa Rica, que ficou em décimo segundo, e Chile, que ficou em vigésimo. O ranking analisou 155 países. Os piores colocados da lista foram Síria, Ruanda, Tanzânia, Burundi e República Central Africana.

Com informações do G1 

The BrewDog

Cervejaria quer criar “Hotel da Cerveja” nos Estados Unidos

8 março, 2017 às 02:12  |  por Wikerson Landim

Já imaginou poder se hospedar num hotel temático sobre cervejas, com geladeiras em todos os lugares e torneiras no quarto para você tomar um gole da bebida sempre que tiver vontade? Bom, esse hotel ainda não existe, mas se você se interessou pela ideia pode ajudar a fazer com que ela se torne realidade.

A cervejaria irlandesa BrewDog está tentando levantar fundos por meio do site de financiamento coletivo IndieGoGo para construir aquele que pode ser o primeiro “Hotel da Cerveja” do mundo. O empreendimento seria instalado na cidade de Columbus, no estado de Ohio, nos Estados Unidos.

O valor total do hotel “The DogHouse” deve ficar em 6 milhões de libras (aproximadamente R$ 22 milhões). Aqueles que ajudarem no financiamento do projeto podem ganhar diárias, tours pelo local e, claro, cerveja. A boa notícia: os US$ 75 mil que a empresa pretendia arrecadar já foram alcançados e atualmente a quantia investida pelos doadores já passa de US$ 155 mil.

Com informações do site NME

Visto para os EUA

EUA suspendem processo premium de vistos H1-B

4 março, 2017 às 12:31  |  por Wikerson Landim

Vai ficar um pouco mais complicado imigrar para os Estados Unidos a trabalho, usando o visto do tipo H1-B, em caráter emergencial. O governo norte-americano informou nesta semana que está suspendendo a modalidade “premium” do serviço, que permitia que o processo fosse resolvido em menos de um mês.

A medida foi anunciada na noite de ontem (3) pelo US Citzenship and Immigration Services (USCIS). Segundo o órgão, a suspensão dessa modalidade pode durar “até seis meses” e entra em vigor a partir do dia 3 de abril. Empresas de tecnologia, como Microsoft e Facebook, estão entre as companhias que mais utilizam essa modalidade premium de visto.

Como o visto H1-B premium funciona

Para um cidadão de outro país poder trabalhar legalmente nos Estados Unidos ele precisa obter um visto de trabalho, no caso o H1-B. Após entrar com o pedido de requerimento do visto é preciso esperar alguns meses até que o processo seja concluído – em geral de seis a oito meses.

Para facilitar esse processo foi criada uma modalidade premium em que o aplicante poderia pagar uma taxa de US$ 1.225 (o equivalente a R$ 3.818) para ter os procedimentos acelerados e conseguir uma resposta – que poderia ser negativa ou positiva – em menos de 30 dias.

As empresas da área de tecnologia, que frequentemente “importam” engenheiros e profissionais qualificados de outros países, estão entre as que mais usam essa modalidade de visto. Segundo dados do USCIS, em 2014 65% dos vistos H1-B concedidos foram destinados a trabalhadores para empresas de tecnologia.

Com informações da Engadget