Tecverde Engenharia capta 2 MI em um mês com financiamento coletivo imobiliário e bate recorde

1 fevereiro, 2018 às 11:36  |  por Josiany Vieira

Com aportes que iniciaram em R$ 1.000,00 por meio da plataforma digital de financiamento coletivo imobiliário Urbe.me, a Tecverde Engenharia fez sua primeira captação coletiva para um empreendimento imobiliário em Marília, São Paulo. O sucesso da empreitada foi tamanha, que a captação bateu recordes nacionais no período de apenas um mês e está com lista de espera para novos empreendimentos da construtora que é sinônimo de inovação na mercado brasileiro.

“Essa primeira experiência nos surpreendeu muito, positivamente. A expectativa era testar o modelo, não imaginávamos que iríamos captar quase R$2 milhões em um mês, recorde deste modelo para o mercado imobiliário no Brasil. E ainda ficamos com uma lista de espera. Estamos muito animados, iremos lançar mais empreendimentos e com certeza foi um modelo que veio para ficar, sempre será uma opção dentro da Tecverde”, conta Beto Justus Diretor de Desenvolvimento Imobiliário da Tecverde.

O empreendimento captado foi o Residencial Terra Brasilis, voltado para o Programa Minha Casa Minha Vida, e situado na cidade Marília/SP, uma das melhores cidades para se investir em imóveis segundo o ranking do Grupo Prospecta – P2i. O projeto tem parceria com a Formanova Engenharia, também de Curitiba.

Novos empreendimentos Tecverde serão lançados neste modelo de negócio para 2018

Após essa experiência positiva, a Tecverde já prevê mais quatro empreendimentos para captação em financiamento coletivo imobiliário para este ano. Todos serão prédios de quatro pavimentos dentro do programa Minha Casa Minha Vida, nos estados do Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Goiânia. Os investimentos podem iniciar em mil reais, com rentabilidade projetada entre 13% a 15% ao ano e ainda é garantida ao investidor uma garantia de rentabilidade mínima de 120% do CDI sobre o dinheiro aplicado.

“Para nós foi algo extraordinário, pois foi a chance das pessoas que se identificam com a nossa causa contribuírem. Tudo isso com um retorno financeiro seguro e com rentabilidade muito difícil de encontrar atualmente no mercado. Tivemos várias mensagens de investidores que disseram confiar na Tecverde e que estavam muito contentes em poder participar de um projeto nosso, esse tipo de coisa é o que mais nos motiva”, completa.

A iniciativa e o alto interesse no empreendimento da Tecverde acabaram despertando o interesse de investidores “graúdos” de diversas partes do Brasil. “Isso mostra que a inovação na economia – não só no sistema construtivo como é o caso da Tecverde, mas também no modelo de negócio – atrai o cidadão comum que contribuiu pelo Urbe.me, e também o meio corporativo. Tivemos contato com empresas querendo fazer investimentos mais estruturados nos nossos empreendimentos”.

Como funciona o financiamento coletivo

Para investir de forma coletiva em um empreendimento Tecverde é necessário fazer o cadastro na plataforma Urbe.me. A plataforma de investimentos em projetos imobiliários viabiliza o investimento em projetos inovadores que vão desde o Minha Casa Minha Vida até imóveis de alto luxo. Os projetos disponibilizados este ano na plataforma possuem rentabilidades entre 110% do CDI e 20% ao ano.

Investir em um projeto leva poucos minutos. É preciso apenas criar um cadastro rápido na plataforma do Urbe.me, reservar o valor desejado e enviar o dinheiro para uma conta de pagamentos terceirizada. Feito isto, a plataforma efetivará a participação do investidor. Na plataforma o investidor encontra todas as informações relativas à oferta, incluindo o estudo de viabilidade econômico-financeira do projeto e o alvará da obra. Após a oferta, os investidores continuam recebendo relatórios trimestrais contendo informações sobre o andamento das obras, as unidades vendidas e o preço de venda.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>