Madri – Cultura e Gastronomia

10 fevereiro, 2017 às 12:09  |  por Elton Silveira

MADRI – CULTURA E GASTRONOMIA

1

Dando continuidade ao último post sobre Museus de Madri, Vamos conhecer um pouco da gastronomia da cidade e dos outros dois museus, além do museu do Prado, que são simplesmente espetaculares e merecem aquele tempinho dedicado de sua visita.

Reina Sofia e Thyssen-Bornemisza,  são museus do tipo imperdíveis, o Reina pela grandeza do acervo de arte moderna e contemporânea e o Thyssen por representar o luxo aristocrático espanhol.

Iniciamos com o Reina Sofia, Este museu dedica-se à arte do século 20.

2

A Monalisa deste museu é sem dúvidas, a obra pacifista de Pablo Picasso – Guernica, que não impressiona apenas pelo seu tamanho, mas também por representar os horrores da guerra civil espanhola. Em 1937, a cidade basca de Gernika-Lomo era bombardeada devido às ordens do general Francisco Franco, muitas pessoas morreram e o terror estabeleceu-se na Espanha. Pablo Picasso então resolve pintar esse panorama e, com o cuidado de um artista ele não poupa nada e ninguém, horrores diluídos em simbologias que nos fazem refletir até hoje sobre esta parte triste da história espanhola.

3

Outras obras de Picasso também estão no acervo a ser visitado como A Mulher de Azul. Um trabalho que me atrai bastante é A Mesa do Músico de Juan Gris(1926).

 4

A mesa do músico. Juan Gris. Reina Sofia. Retirado do site www.juangris.org . 1926

O Museu Rainha Sofia é totalmente adaptado e com acessibilidade. O café do museu é charmoso e uma parada para pausa, afinal tanta informação terá de elaborar. Pode contratar um guia no museu(individual ou grupos) sendo que há audioguias para serem locados, aconselho para quem gosta de saber a história daquilo que está vendo, afinal, esta é a grande função do museu, informar.

Não deixe de visitar todas as salas, mas vá com tempo, pois, é impossível olhar um Miró ou um Solana e não ficar um tempo, estático observando.

5

     Retrato II. 162 x 130 cm. Joan Miró. Museu reina Sofia. Madri. 1938      As vitrines. 119 x 99 cm. André G. Solana.Museu Reina Sofia.  1910

Outra Obra imponente e polêmica é a de Salvador Dalí – O rosto do grande masturbador.

 6

O rosto do grande masturbador. 110 x 150 cm. Salvador Dalí. Museu Reina Sofia. 1929.

O Thyssen-Bornemisza é um museu formado, inicialmente, com o acervo da família Thyssen, e encontra-se instalado na residência deles, agora pertencente ao governo espanhol – No palácio Villahermosa.

7

O acervo é uma preciosidade, além dos tradicionais Van Gogh(s) e grandes mestres da história da arte mundial, temos um lindo Franz Post, que retratou a paisagem de Olinda e lá se encontra.

8

Vista das ruínas de Olinda, Brasil 79.8 x 111.4 cm. Óleo s/ tela. Museo Thyssen-Bornemisza, Madrid. Séc XVII

 

Os modernistas estão em peso por lá, como o grande Franz Marc:

9

Enfim, o museu é uma tesouro, e a loja do museu é bem sofisticada, se tiver dinheiro sobrando, as jóias possuem design exclusivo.

 

MADRI E SEUS MERCADOS GASTRONÔMICOS

Visitar Madri e não dar um pulo nos famosos mercadinhos gastronômicas que a cidade oferece, é perder uma oportunidade de deliciar-se com sabores e aromas da cozinha espanhola.

Dentre tantos mercados que lá existem, posso indicar, em especial quatro, são distintos entre si, mas se complementam em sabor e culturalidade.

Vamos a eles…

1)    MERCADO SAN MIGUEL

10

Mercado de San Miguel reabriu em 2009, para tornar a moda de ir a mercadinho uma febre para o madrileño e turistas que por lá passam, mas é um mercado de 1916. Conserva a estrutura metálica da época, e dentro possui stands que comercializam de tudo que é mais tradicional e exótico na Espanha, não deixe de tomar a sangria ou mesmo um chocolate quente, caso a temperatura permita. Arrozes dos mais diversos e muitas opções das tapas españolas.

11

Aproveite sua ida à Plaza Mayor e visite o mercado, pois, este está localizado em uma das saídas da Plaza Mayor. A sequência do passeio pode ser conhecer o Palácio Real, que é um dos mais importantes palácios vestidos do mundo.

12

Palácio real de Madri.

2)    MERCADO SAN ANTÓN

13

Mercado de San Antón, está localizado no nada preconceituoso bairro de Chueca, Algo que sugiro é almoçar por lá, escolha o peixe que quiser e eles preparam para ti,  existe um restaurante que faz isso, o La Cocina de San Antón, fica no terceiro andar, os valores são bastante acessíveis dos pratos, seja para comprar o peixe, quanto para prepará-lo. Há opções de carne para os pouco adeptos a frutos do mar. Funciona como um espaço gastronômico e cultural, com exposições de artes, shows e muito mais. O site oficial do mercado não estava no ar quando escrevi este post, mas o endereço é: Calle Augusto Figueroa 24. Metrô: Chueca.

3)    SAN IDELFONSO

14

Localiza-se na rua mais chic de Madri, a Fuencarral, quem gosta de ver gente bonita e coisa cara é esta a rua, mas o mercado foge desta pecha de caro. É justo e servem artigos de boa qualidade, claro, considere essa situação na hora de pagar. Sabe aquela rua que a gente vai para não comprar quase nada? Mas não se perdoaria que não conhecesse? Esta é a Fuencarral. Uma cervejinha no Idelfonso é tudo de bom…

15

Calle de Fuencarral – corta a Calle de Gran Via.

4)    PLATEA

16

Este já faz parte da linha grande, chic e diverso, é um mercado recente (2014), e era um cinema, depois uma boate e agora, totalmente reformado é o mercado mais chic de Madri. São três andares e o must é que o mercado é uma vitrine de grandes chefes, que assinam pratos e têm seu hall da fama por lá. Um dos mais sofisticados é o chefe Ramón Freixa, um Michelin 2 estrelas, que assina os pratos do restaurante Arriba. Não indicado aos que preferem o típico, tradicional e local.

Madri é por si só uma experiência gastronômica ímpar, à parte do show de seus mercados, é possível encontrar feiras em todos os bairros, com produtos frescos e para todos os bolsos, as frutarias também são bem disseminadas em Madri, me espantei com a mexerica sem sementes deles.

17

E os restaurantes chineses e peruanos estão espalhados por toda parte, muitos com preços baratíssimos e comida ótima, não espere nada gourmet por € 8,80 mas poderá achar um buffet  livre chinês, como o Orient, e comer um monte, comida bem justa, e sair espantado e perguntando, como eles ganham dinheiro assim?

Levei um grupo lá um dia para uma refeição rápida, o grupo era de melhor idade e não queria mais comer em outro local, era ao lado do hotel, ao lado da Gran Via, principal rua de Madri, e num lugar super amplo.

18

No próximo post falaremos sobre Cuba, esta ilha que intriga o mundo e está virando moda novamente em turismo.

Elton Silveira, M.Sc. – Diretor B4 Travel

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>