Os tempos continuam difíceis para os sonhadores

24 abril, 2015 às 14:59  |  por Hellen Albuquerque
amelie
 
“Estranho o destino dessa jovem mulher, privada dela mesma, porém, tão sensível ao charme das coisas simples da vida…”

Em uma Paris romântica e colorida, Jean-Pierre Jeunet cria uma atmosfera alternativa a tudo que não for sonho. “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain” completa 14 anos de existência e provocação de suspiros no dia 25 deste mês, e como não temos ossos de vidro podemos aproveitar uma pequena viagem no tempo, em que a porta é o guarda roupas.

10689895_679304012138882_8527177012767698050_n

Amélie Poulain descobre e transpassa as pequenas alegrias, como sentir texturas com as mãos, as expressões de desconhecidos no cinema, o reencontro com memórias de infância… Talvez por tanta singeleza faltam-lhe acessórios, não há brincos, grandes colares ou qualquer barangandã, com uma maquiagem leve o que mais chama atenção são os grandes olhos escuros de Audrey Tautou. O rosto ganha mais desenho com o cabelo curtíssimo que é marca da personagem, a franja curtíssima era um clássico dos anos 1920 que depois retornou a França durante a Nouvelle Vague.

SaintMartin2

Madeline Fontaine e Emma Lebail são quem assina o figurino, que transmite em Amélie suas principais características: a simplicidade e uma ligação com o passado, peças comuns compostas por vestidinhos, estampas românticas se unem a muitos cardigãs. Seu ar ingênuo e feminino é reafirmado pelas saias com volume, e comprimentos próximos dos joelhos.

danca-em-cetin-juarez-machado

A tabela cromática tem a influência do artista brasileiro Juarez Machado, e faz referência ao impressionismo de Vincent van Gogh. As cores principais são o vermelho, dos morangos, dos vestidos, lábios e em momentos de vulnerabilidade emocional; o verde é mais impessoal, aparece também nas perdas e pequenas vinganças (como quando Amélie ainda criança se vinga do vizinho atrapalhando a transmissão do jogo na televisão); o amarelo fica fortemente ligado às mortes, de Lady Di, da mãe e ao imaginar a sua própria; já o azul é positivo e aparece durante os amores e junto de Nino, seu par romântico.

31

Cores usadas de forma vivaz trazem a intensidade que pequenas experiências cotidianas têm em Amelie. Tantos anos depois, Tautou já se tornou Chanel e muitas outras mais, embora os tempos ainda sejam difíceis para os sonhadores, um romance francês sempre ajuda a passar o tempo – e a sonhar um pouquinho mais.  

tumblr_lf5oefTcXL1qbb4o1o1_500_large

hCNgPcZVQW0

Amélia Polaina criança

amelie_ervilha

Amelie 297

Amelie 073

assinatura-de-posts-hell

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>