Que decepção, senhor Takahashi

29 janeiro, 2018 às 17:40  |  por José Pedriali

“Moderado no gesto e na fala, mas habilidoso nas intervenções, o vereador Mario Takahashi (PV) ocupa a terceira colocação na preferência dos londrinenses para ocupar uma vaga na Câmara dos Deputados no ano que vem.”

Assim abri, em 21 de dezembro, comentário elogioso ao presidente da Câmara de Vereadores de Londrina, ao citar pesquisa do Instituto Multicultural. E acrescentei: “Para quem está no segundo mandato, é uma conquista e tanto, já que os dois primeiros colocados são os veteranos deputados federais Luiz Carlos Hauly (PSDB), no sétimo mandato consecutivo – 12% das intenções -, e Alex Canziani (PTB), no quinto – 9,5%.”
Um mês e três dias depois, a surpresa: Takahashi e seu colega de Legislativo Rony Alves foram acusados pelo Gaeco de participar de uma organização criminosa especializada em alterar a lei de zoneamento em troca de propina. Os 11 acusados estão usando tornozeleira desde então. Os vereadores foram afastados por 180 dias.
Assistimos, assim, a mais um capítulo da longa novela da corrupção na Câmara de Vereadores – microcosmos da corrupção endêmica que assola o país em todas as instâncias -, desta vez atingindo pessoas até então tidas como honestas.
Que decepção!
O título do meu comentário, no entanto, não estava errado, apenas incompleto: “O habilidoso Takahashi consolida sua liderança”. Liderança, segundo o Gaeco, de uma organização criminosa…
Apesar da contundência das provas, torço para que Takahashi (e estendo o voto a Alves) convença-me e à Justiça de sua inocência.

 

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>