Senador do PDT diz que Dilma se arrepende de ter confiado em Temer

14 abril, 2016 às 18:30  |  por Karlos Kohlbach

Folha de São Paulo

O vice-líder do governo no Senado, Telmário Mota (PDT-RR) relatou nesta quinta-feira (14) uma conversa que teve com a presidente Dilma Rousseff em que ela teria lhe contado se arrepender muito de ter confiado no vice-presidente Michel Temer.

Em um discurso no plenário da Casa, o senador afirmou que Temer foi, por muito tempo, o responsável por organizar a base aliada do governo no Congresso, mas o acusou de ter conspirado contra a petista para desgastá-la a ponto de o processo de impeachment poder ser efetivado e ele poder assumir o comando do país.

“Temer era um homem que gozava da total confiança do governo. Ele que realmente controlava essa parceria da presidente Dilma e ela confiava nele. Mas poucos sabiam que ele já estava no processo de conspiração porque ele, como tinha informações privilegiadas, inclusive informações de Estado, fez um conluio com o Cunha [presidente da Câmara, Eduardo Cunha]. O governo planejava um ato e o Cunha entrava com as pautas-bombas para inviabilizar o país”, disse.

Para Telmário, o impeachment em curso se deu por vingança de Cunha contra o PT porque o partido não apoiou a derrubada do processo a que ele responde no Conselho de Ética da Câmara.

Leia reportagem completa. 

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>