Games nacionais independentes

12 setembro, 2017 às 14:49  |  por Alexandre Correia dos Santos

Lançada no final de 2016, em São Lourenço no sul de Minas Gerais, a Game Nacional (www.gamenacional.com.br), é a primeira plataforma brasileira a atuar na promoção dos trabalhos de desenvolvedores indie de jogos digitais brasileiros, dando suporte desde a venda e compra de cotas em seus projetos – que podem estar em estágio de desenvolvimento ou já finalizados.

Para isso a startup faz uma seleção dos games com maior potencial e inicia um trabalho de advisor, apresentando o jogo para a mídia e investidores. “Exibimos os games em eventos e festivais, apresentamos para investidores, orientamos sobre a gestão das redes sociais, fornecemos tradutores para dar uma nova perspectiva de distribuição, oferecemos sonoplastia e suporte no relacionamento com a imprensa e influenciadores. Enfim, criamos toda base para levar o game a um novo nível, podendo alcançar outras plataformas antes não vislumbradas como o Xbox, Playstation ou AppStore. Tudo isso com a curadoria de consultores experientes no mercado”, explica Adriano Reis, fundador da plataforma que atualmente conta no portfólio com seis jogos, dos quais três já receberam investimento. Adriano complementa: “Infelizmente no Brasil desperdiçamos muitos talentos e desta forma para nós é extremamente importante apoiar os projetos e sonhos de quem merece e dedica, apesar da falta de ajuda”.

O mercado mundial de games em 2016 teve um faturamento de 99 bilhões, sendo maior que o mercado do cinema – e somente o Brasil – foi responsável por 3 bilhões deste montante. Os brasileiros têm jogado cada vez mais e os homens representam 47,4% dos jogadores e as mulheres 52,6%. Quanto à idade dos jogadores 34,8% têm entre 35 a 54 anos e 31,5% têm de 16 a 24 anos. Estes números só tendem a crescer.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>