Arquivos da categoria: vinho

VIN Bistro está com saborosas novidades no cardápio.

10 outubro, 2017 às 12:48  |  por Bárbara Magalhães

 

Vin Bistrô (Foto- Guilherme Pupo)005

 

A chef Cláudia Krauspenhar, depois de alguns meses  no comando  do charmoso  VIN  Bistro, acaba de  lançar o novo cardápio da casa, que está incrível. “Neste tempo, eu pude traçar o perfil dos clientes do restaurante. Então, para compor o menu, consegui aliar clássicos da gastronomia francesa e italiana, além de pratos descomplicados para agradar aos diversos paladares”, conta Cláudia Krauspenhar, que está à frente da cozinha e na  direção do VIN .

 

 VIN ostras novas

 

Nas delícias do  novo  menu de entradas, estão as quedinhas da chef: as Ostras. Elas chegam diariamente de Santa Catarina e são servidas ao natural (R$53 a dúzia ou R$31 meia dúzia) ou gratinadas ao creme de raiz forte ou manteiga de escargot (R$65 a dúzia ou R$35 meia dúzia). 

 

vinho thera

 

Semana passada estive lá,  provando essas maravilhas , sempre uma alegria  e satisfação experimetar a culinária da chef Cláudia . Os pratos foram todos  harmonizados com vinhos da vinícola catarinense Thera, meu eleito da noite , foi esse rosé da foto, excelente ♥ 

 

 

VIN moules_fries

 

Ainda para petiscar, outra paixão de Claudinha, como é carinhosamente chamada pelos clientes e amigos: Moules et Fries (R$53). “Faço elas no bafo, com alho, cebola, vinho branco e temperos, e sirvo com batatas fritas fininhas, assim como é feito na França”, diz.

 

 VIN fagolin

 

Para os pratos principais, as novidades são: o fagotelli carbonara com crisp de guanciale (R$53); saghetti alle vôngole (R$67); cavatelli com polvo, pancetta e peperoncino (R$67);

 

VIN magretdecanard

 

 

magret de Canard ao poivre com purê cremoso de batata doce, praliné de avelã e cogumelo Paris (R$85);

 

VIN chorizo tutano

 

bife de chorizo com tutano e purê de batata trufado (R$89),

 

VIN cordeiro c pistache

 

e lombo de cordeiro em crosta de pistache, molho de vinho do Porto e risoto de cebola caramelizada (R$95). As sobremesas também são atração à parte: no novo cardápio, entra

 

VIN flotan

 

Parfait de banana com praliné de avelã e calda de caramelo (R$27), Île flotante em calda de baunilha (R$26) e a maior referência de comida de rua francesa de todos os tempos:

 

VIN crepe

 

crepes de Nutella com sorvete de creme (R$29) – “quis trazer o cheiro dos food trucks de Paris para dentro do VIN”, conta Cláudia.

 Os pratos estão disponíveis tanto no almoço quanto no jantar, de segunda a sábado.

 

VIN chef claudia

A talentosa chef  Cláudia Krauspenhar do VIN Bistro

 

VIN BISTRO

Rua: Fernando Simas, 260 – Batel

Telefone: (41)3225-3444

Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 12h às 15h (almoço) e das 19h às 23h (jantar).

www.vinbistro.com.br

fotos boas  Guilherme Puppo e as não tão boas assim  do meu celular : )

Degustação de vinhos do Douro e Alentejo na Vino! Batel

6 outubro, 2017 às 14:51  |  por Bárbara Magalhães

Vino! Batel Hauer Shopping (2) Foto Valterci Santos

 

As duas regiões produtoras de vinhos mais importantes de Portugal, Douro e Alentejo, são tema de uma degustação acompanhada por um bate-papo com o especialista Raphael Zanette, na Vino! Batel, na próxima terça-feira (10 de outubro), às 20h. O roteiro da noite contará com quatro vinhos, dois brancos e dois tintos, e jantar com um dos pratos de maior sucesso da casa, a Polentinha cremosa com ragu de costela. O preço é de R$ 90 por pessoa (incluindo os vinhos do roteiro e prato), mais 10%. A casa recomenda reserva prévia com pagamento antecipado, por conta do rápido esgotamento das reservas em edições anteriores. Informações no telefone (41) 3359-1077.

 

Os vinhos selecionados para o evento representam bem o ótimo momento da produção portuguesa. São eles: Alento Branco 2016, Alento Tinto 2015, Quinta Nova Pomares Tinto Douro 2015 e Quinta Nova Pomares Branco 2015. Os dois rótulos da Alento são produzidos pela Adega do Monte Branco, na localidade de Estremoz, e levam assinatura do produtor Luís Louro, que buscou exprimir todo o potencial das castas portuguesas da região do Alentejo, no centro-sul português.

 

Já os vinhos Pomares são intensos, envolventes e sedutores, como o caráter da paisagem que os vê nascer, a região do vale do Rio Douro. Localizada no nordeste de Portugal, a acidentada paisagem está entre as mais belas do país. Ali que a vinícola Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo cria seus vinhos que expressam toda a força de seu terroir.

 

Raphael Zanette - Vino! Batel (1) 

 

Especialista em vinhos e com 15 anos de experiência e dezenas de viagens a Portugal no currículo, o restaurateur Raphael Zanette vai contar detalhes sobre as regiões, produtores e seus grandes vinhos, numa conversa informal, bem ao estilo da rede de lojas Vino!, fundada por ele.

 

Degustação na Vino! Batel

 Data: terça-feira (10/10)

Horário: a partir das 20h.

Endereço: Shopping Hauer – R. Comendador Araújo, 891 – loja 5 – Batel, Curitiba – PR

Informações: (41) 3359-1077

fotos V.S com assessoria 

Amanhã na Vino! Mercadoteca , aula sobre degustação de vinhos

18 setembro, 2017 às 18:34  |  por Bárbara Magalhães

Vino! Mercadoteca (2) Foto Valterci Santos

 

Um workshop especial com degustação de vinhos toma conta da Vino! Mercadoteca amanhã, terça-feira (19/9). O espaço recebe o sommelier inglês Paul Tudgay para uma aula com o tema “O Batismo do Vinho”. O evento começa às 19h30 e vai ensinar como estudar os vinhos com a visão, olfato e paladar, além da harmonização de comidas, entre outros conteúdos. A inscrição pode por telefone (41 – 3205-3901) ou pelo e-mail (eventos@mercadoteca.com.br).

 Paul Tudgay é sommelier certificado pela Court of Master Sommeliers e educador do Wine and Spirits Educational Trust (WSET), ambas instituições inglesas. A aula conta com degustação de vinhos e harmonização com tábuas de queijos e frios, além de água e material de apoio. O valor do workshop é R$ 90 por pessoa, com pagamento antecipado.

Workshop “O Batismo do Vinho” com Paul Tudgay na Vino! Mercadoteca

Data: terça-feira, 19 de setembro

Horário: a partir das 19h30

Investimento: R$ 90 – inscrições através do telefone (41) 3205-3901 ou pelo e-mail eventos@mercadoteca.com.br

Endereço: R. Paulo Gorski, 1309 – Mossunguê, Curitiba

Informações: (41) 3387-6120

fotos N.J com assessoria

Dia Mundial do Vinho do Porto

10 setembro, 2017 às 22:54  |  por Bárbara Magalhães

Porto Messias 10 Anos (2)

 

Dia  10 de setembro comemora-se o Dia Mundial do Vinho do Porto ou Porto Wine Day. A data refere-se ao dia que a região portuguesa foi demarcada e regulamentada por Marquês de Pombal, no distante ano de 1756. Na semana que antecede a celebração, o Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto (IDVP), desde 2014, promove uma série de eventos que reúne os melhores produtores e jornalistas do mundo todo para a “descoberta” de uma das regiões mais belas e prolíficas de Portugal. Mas você não precisa estar na Europa para brindar o Dia Mundial do Vinho do Porto. As importadoras Porto a Porto e Casa Flora trazem ao Brasil produtores espetaculares, Caves Messias e Duorum, que aliam a tradição à tecnologia na produção de exemplares inesquecíveis.

 O Douro, região portuguesa onde se origina o vinho do Porto, é uma das mais belas paisagens vinícolas do mundo, com montanhas recortadas pelo rio que dá nome as terras e marcadas pelo esforço do homem para que das encostas xistosas pudessem prosperar as vinhas. Não à toa é Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. As uvas, colhidas à mão, amadurecem perfeitamente em verões escaldantes e mantém altos teores de açúcares – o que garante a doçura do fortificado.

 A Touriga Nacional reina ao lado de Touriga Franca, Tinta Roriz, Tinto Cão e Tinta Barroca, entre outras castas nativas. Um charme a mais nesta história são os barcos rabelos, embarcação típica do Douro que tradicionalmente enfrentava as diversidades fluviais para transportar os toneis e possibilitar a comercialização da bebida. Apesar de ser produzido com as uvas do Douro e envelhecido nas caves de Vila Nova de Gaia, o vinho do Porto leva este nome por causa da cidade de onde é exportado.

 A região se orgulha de seus excelentes produtores. Um dos mais destacados é a Caves Messias. Fundada em 1926 mantém a produção em Ferradosa, local onde as videiras foram plantadas pela primeira vez em 1845 pelo Barão do Seixo, sendo mais tarde adquiridas pela família Afonso Cabral, que por sua vez a vendeu aos Messias, em 1956.

 Outra vinícola de destaque é a Duorum, projeto dos enólogos João Portugal Ramos e José Maria Soares Franco, dois nomes entre os maiores da viticultura portuguesa contemporânea. Em um terroir excepcional, a dupla assina vinhos com dimensão internacional, inclusive premiados pelo famoso crítico Robert Parker.

 

Porto Messias 10 anos

Vinho complexo, agradável, com excelente acidez, equilibrado e persistente. O lote é envelhecido por cerca de 10 anos até ser engarrafado. Ideal para acompanhar frutas secas, passas e queijos. A graduação alcoólica é de 20%.

 

Duorum Porto Vintage DOC

Vinho de aroma elegante e intenso, dominado pelos frutos maduros como amora, ameixas e cassis. Muito encorpado e com grande estrutura. Apresenta acidez equilibrada, taninos finos e maduros, tudo bem envolvido em seu corpo. A graduação alcoólica é de 20%.

 

Sugestão de preço, em Curitiba:

Porto Messias 10 anos: R$140,90

Duorum Porto Vintage DOC: R$ 309,90

 

Em Curitiba, onde encontrar:

Adega Brasil, Armazém Seu Luiz, Festval, Armazém Seu Luiz e TintoWine 

(www.tintowine.com.br)

 

Importadora Porto a Porto

portoaporto.com.br

facebook.com/portoaporto

instagram.com/portoaporto

@portoaporto

fotos M.C com assessoria

 

Feriado no Vino! Batel e Mercadoteca .

4 setembro, 2017 às 21:37  |  por Bárbara Magalhães

Vino! Batel Hauer Shopping (2) Foto Valterci Santos

 

As duas lojas Vino! de Curitiba vão abrir durante o feriado de Independência, no 7 de setembro, em horário normal, garantindo uma boa opção para quem quer harmonizar vinhos, gastronomia e agito. A unidade da Mercadoteca (R. Paulo Gorski, 1309) funciona de terça-feira a sábado, das 10h às 22h, e domingos das 11h às 20h. A Vino! Batel, no Hauer Shopping (R. Comendador Araújo, 891 – loja 5), abre as portas de terça-feira a sexta, das 17h à 1h e sábado das 12h à 1h.

 

Ambas as lojas contam com uma seleção de mais de 200 opções de vinhos de dez países diferentes. Há rótulos de Portugal, Espanha, França, Itália, Nova Zelândia, Estados Unidos, Alemanha, Chile, Argentina e Austrália. É possível comprar vinhos tem taças ou garrafas para beber no local. Tanto o Hauer Shopping como a Mercadoteca são muito badalados nos finais de semana e feriados, garantindo a diversão de quem ficar na cidade.

 

Na Vino! Batel a gastronomia também é atração. Há um menu com pratos que vão dos sanduíches e aperitivos a peixes e cortes de carne. A Bisteca de cordeiro (R$ 43) é apresentada com polenta cremosa e pesto de hortelã, enquanto Salmão grelhado vem com palmito pupunha e cogumelos ao molho de limão siciliano (R$ 59). Para compartilhar, há criações como Ravióli de mozarela frito ao pomodori (R$ 22) e o Arancini (R$ 16) de bolinhos de risoto de queijo grana padano e chutney de manga. A casa conta com sofás, mesas e um deck coberto.

 Vino! Mercadoteca (2) Foto Valterci Santos

A semana do feriado tem ainda programação especial. Na terça-feira (5/9), o músico Handerson Banks agita a noite com pop, rock e folk acústico. E na quarta, o projeto Clássico Jazz com interpretações de sucessos do jazz.

 

Já a Vino! Mercadoteca não conta com cozinha, mas o cliente pode harmonizar os vinhos com os pratos dos restaurantes localizados no centro gastronômico, aproveitando a área comum coberta.

 

 

Feriado nas lojas Vino! de Curitiba:

 

Vino! Batel

FUNCIONAMENTO: aberto de terça-feira a sexta, das 17h à 1h, sábado das 12h à 1h.

ENDEREÇO: Hauer Shopping – Rua Comendador Araújo, 891 – loja 5 – Batel, Curitiba – PR

INFORMAÇÕES: (41) 3359-1077

 

 

Vino! Mercadoteca

FUNCIONAMENTO: aberto de terça-feira a sábado das 10h às 22h e domingo das 11h às 20h.

ENDEREÇO: Rua Paulo Gorski, 1309 – Mossunguê, Curitiba – PR

INFORMAÇÕES: (41) 3387-6120

fotos Valterci Santos com assessoria 

L’Epicerie e seus pratos deliciosos na Curitiba Restaurant Week

4 setembro, 2017 às 20:09  |  por Bárbara Magalhães

lepicerie fachada

 

 O bistrô francês L’Épicerie está participando pela primeira vez  da Curitiba  Restaurant Week, que  vai até o dia 17 de setembro . Eu não poderia  deixar de provar os pratos exclusivos  preparados pelo talentoso Chef Gustavo Alves. Uma ida ao L’Epicerie  é sempre uma  alegria,  com adoráveis surpresas, tudo delicioso. 

 

 lepicerie ambiente c cortinas

 

 Os almoços  são servidos nas sextas-feiras, sábados e domingos, das 12h às 15h, por R$ 43.90 + R$ 1.00 de doação para o Hospital Pequeno Príncipe.

Para as entradas as sugestões são: Salada de folhas verdes, tomate e vinagrete de Dijon OU Creme de abóbora Cabotiá.

Já os  pratos principais,  podemos escolher entre o clássico Strogonoff de carne, servido com arroz e batata palha OU o Peito de Frango grelhado ao molho mostarda de Dijon e gratin de batatas, este prato é uma das novidades criadas para o festival.

 As sobremesas são  Crème caramel de baunilha OU

 

lepicerir creme caramelo

Crème brulée de flor de laranjeira e canela que foi minha  escolha : )  com um delicado sabor de laranja , deixando o crème ainda mais especial 

No  jantar, o restaurante abre  de terça à sábado, a partir das 19h, e a entrada + prato principal e sobremesa , por  R$ 54.90 + R$ 1.00 de doação para o Hospital Pequeno Príncipe.

 

lepicerie salada

 

Você pode escolher entre a  Salada Bel Air, com folhas, nozes e emmental ralado,  uma das ótimas  opções, eu amo ♥ ou o Creme de abóbora Cabotiá .  

Mignon ao molho de pimenta, com confit de cebola e gratin de batatas é um dos   pratos principais do jantar.

 

 lepicerie tajine rw

 

 Minha escolha foi,  Tajine marroquina de frango com couscous e legumes, que  faz uma homenagem , em grande estilo ,  ao norte da África e  suas referências francesas . Sabores  equilibrados e marcantes das especiarias,  deixam o prato com um sabor e aroma incrível  e o frango …  não foi preciso  nem usar a faca, ele estava  desmanchando de tão macio ♥ 

 Para finalizar a  noite, as escolhas podem ser entre o Moelleux ao chocolate OU Crème brulée de baunilha.

 Durante o festival  o cliente pode  levar seu próprio vinho, mas será cobrada a rolha no valor de R$30 a garrafa . Mas a grande pedida é  a sugestão do vinho, numa parceria  super bacana com a importadora Porto a Porto,   estão a disposição  o vinho  argentino Benjamin Malbec, da Nieto Senetiner, por R$ 44,90, durante  toda a  Restaurant Week.

 

lepicerie ambiente

L’Épicerie

 Rua Fernando Simas, 340, no Bigorrilho.

Reservas podem ser realizadas pelo telefone 41 3079 1889, após as 16h.

 Valet no local a um custo de R$20.

 fotos do do meu celular 

lepicerie cafezinho

Quem resiste a esse  cafezinho ? Tudo perfeito ♥ 

Finalizar seu próprio espumante na Vinícola Legado.

4 setembro, 2017 às 18:19  |  por Bárbara Magalhães

degorge

 

 A Vinícola Legado, vinícola boutique , que fica na Região Metropolitana de Curitiba, abre suas portas  neste feriadão ,  dias 7 e 8 de setembro , para uma tarde especial. Os visitantes  terão a oportunidade de acompanhar e ajudar a finalizar a produção do espumante Flair, feito 100% com uvas produzidas no local.

A programação começa por uma visita guiada especial pela vinícola com foco na produção do espumante, desde as parreiras até a cantina, terminando com a explicação do método champenoise, em que cada garrafa é manipulada individualmente até a finalização com a retirada de leveduras e adição de um licor de expedição, momento no qual é definida a categoria de doçura do espumante. Quem participar do evento terá a oportunidade única de adquirir uma garrafa do espumante que finalizou.

 

Visita especial com finalização: 15h30 dos dias 7 e 8 de setembro

Custo: R$ 35,00

Reservas pelo telefone (41) 3131-3211 e whatsapp (41) 99199-9744

Não serão aceitas reservas no dia.

New Orleans é aqui !

25 agosto, 2017 às 12:34  |  por Bárbara Magalhães

 full jazz lucas

O chef paulista Lucas Vicenzzo do Full Jazz Slaviero

Uma equação perfeita, um jovem chef criativo + jazz + um convite  para elaborar o novo cardápio do Full Jazz Slaviero  em Curitiba. Pronto, foi desta maneira que o talentoso chef paulistano Lucas Vicenzzo, começou suas pesquisas, descobrindo o que Frank Sinatra gostava de comer em Nova York e Chet Baker em Los Angeles… assim  foi elaborado o cardápio com a comida típica de New Orleans – a creole cajun-,  executado com maestria pelo talentoso chef Vicenzzo.

Tudo perfeito para quem gosta dos temperos um pouco mais adocicados. Na busca pelo sabor típico, ele foi a fundo na culinária creole, com seu paladar intenso e levemente agridoce, deixando qualquer um estarrecido com a sua criatividade e harmonia nos pratos.

Full Jazz Bar - Sinatra's Balls

Nessa pesquisa o chef descobriu que Frank Sinatra gostava de almôndegas. Assim nasceu o prato Sinatra’s Balls (R$ 29), servido como aperitivo. É um trio de mini almôndegas de carne com pasta de berinjela defumada, de salmão com geleia de mirtilos, e de frango com chutney que provei e adorei .

Full jaz camaroes

 

Da música de New Orleans nasceu o inspirado Creole Shrimp (R$ 99 – foto do menu degustação, o prato é muito maior ), camarões salteados com pimenta caiena acompanhados de melaço de cana 

As sobremesas  seguem a levada musical, na cultura do jazz. Elas são deliciosas e com nomes muito sugestivos como o Billie Brownie (R$ 31) que é um brownie de chocolate branco, avelãs, sorvete de canela e calda de banana com conhaque.

Pense num cara bacana, multiplique por 10, esse é o chef Lucas, um queridão, mega talentoso e sensível, que a gente quer virar amiga para sempre : ) 

O Full Jazz Slaviero Bar

Rua Silveira Peixoto, 1297,Batel-

Reservas- (41) 3312-7030.

 www.fulljazzbar.com.br

 fotos do meu celular

Vinho no dia a dia, confira as dicas .

23 agosto, 2017 às 11:31  |  por Bárbara Magalhães

 O vinho está presente nas mais antigas gerações e adotá-lo nas refeições e ocasiões do nosso  cotidiano é bem mais simples do que parece. 

 “O primeiro mito que precisa ser derrubado é que vinho bom é sempre caro”, conta João Paulo Cruz de Sousa, especialista em vinhos do Extra. “O bom vinho é aquele que cai bem no paladar. Se agradou, é bom”, categoriza. Sousa explica, ainda, que à medida que o consumidor vai degustando diferentes rótulos, as impressões vão mudando e novos bons podem surgir – ou até mesmo ruins. “Para cada vez que um cliente se permite experimentar um novo título, um novo leque de percepções gustativas se apresenta, possibilitando que ele crie sua adega de prediletos”, diz.

 Para quem busca ingressar no mundo dos vinhos, João Paulo dá dicas valiosas  de  como escolher rótulos com praticidade e que poderão, ainda, harmonizar com alimentos de acordo com a ocasião. Confira abaixo:

 1. Preço: o quanto você está disposto a investir em um rótulo?

“Existem desde vinhos com melhor custo benefício, de R$ 24,99, que são muito agradáveis, até R$ 49,99 que também atendem a esse parâmetro. O preço está muito ligado à sua maturação, tipo e etc., que incrementam o valor, mas não necessariamente são aqueles que você gosta.”

 

Dicas de rótulos

Tres medallas

 

Tres Medallas Cabernet Sauvignon – Produzido pela Vinícola Santa Rita (Chile), trata-se de um varietal feito 100% de Cabernet Sauvigon. É considerado um vinho jovem que teve sua fermentação realizada em tanques de inox. O resultado é um vinho macio e que expressa os aromas da variedade. Preço sugerido: R$ 26,90

 

Santa Rita 120 Carmenere

 

Santa Rita 120 Carmenere – Produzido pela Santa Rita, seu nome 120 se dá por uma homenagem a 120 soldados que se refugiaram na vinícola no período da Guerra da revolução Chilena. Vinho fermentado em tanques de inox, com uma curta passagem por barris de carvalho, o que confere aromas mais refinados sem perder a essência da uva que origina este rótulo. Preço sugerido: R$ 39,90.

Santa Julia Malbec 

Vinho Santa Julia Malbec – Produzido pela vinícola Santa Julia, este Malbec é uma homenagem à única filha de José Alberto Zuccardi, fundador da vinícola. Um vinho macio com aromas de frutas vermelhas que tem como objetivo mostrar a personalidade da uva francesa Malbec, considerada a fruta símbolo da Argentina. Preço sugerido: R$44,90

 

2. Com o que você quer harmonizar?

“Para quem já sabe o tipo de uva que mais gosta, a seleção já fica concentrada em rótulos provenientes da fruta predileta. Já para quem está iniciando nesse universo, existem algumas harmonizações básicas para não ter erro: vinhos tintos para carnes vermelhas, grelhadas ou assadas; vinhos branco e rosé para carnes brancas, saladas e entradas no geral e vinho branco para peixes, frutos do mar e queijos como o brie e o camembert. Já para quem está procurando por um espumante, uma boa dica é adquirir o do tipo Brut, que vai bem com a maioria dos alimentos.”

 

3. Em que temperatura consumir as bebidas?

Para vinhos tintos, o ideal é servir a bebida entre 16ºC e 18ºC. Para atingir esta temperatura, é necessário colocar a garrafa na porta da geladeira de 30 a 40 minutos antes de servir. Já para os brancos e espumantes, uma boa temperatura é de 6ºC a 9ºC, que necessita ficar também no refrigerador de um dia para o outro.

 

4. Como armazenar um vinho que já foi aberto?

A melhor forma de armazenar um vinho que já foi consumido é retirar todo o oxigênio com uma bomba a vácuo com rolhas seladoras. Para quem não tem, uma alternativa é guardar na geladeira com a rolha por no máximo um dia, uma vez que a baixa temperatura retarda o processo de oxidação.

Chegaram ao Brasil os vinhos espanhóis da Premium Fincas.

2 agosto, 2017 às 20:18  |  por Bárbara Magalhães

Linha Premium Fincas - Foto Carlos Poly

 

O  produtor Oscar Montaña, conhecido por seus rótulos elaborados na Rioja, associou-se com outras tradicionais famílias espanholas para a criação do grupo Premium Fincas, com a intenção de produzir vinhos de alta qualidade nas melhores denominações da Espanha. Além dos rótulos Marqués de Tomares, já conhecidos pela excelência na tradução do terroir das denominações Cava e Rioja, o grupo possui as bodegas Nuestro, na DO Ribera del Duero, e Chan de Rosas, na DO Rías Baixas – Galícia. São vinhos que representam o que há de melhor em ambas as regiões que chegam ao Brasil agora, trazidos pelas importadoras Porto a Porto e Casa Flora.

 

Da DO Rías Baixas, na Galícia, vem o rótulo branco Chan de Rosas, criado pelo enólogo Marcos Lojo a partir de vinhedos no Vale de Salnés, em Pontevedra. O solo granítico e o clima atlântico dão a este vinho 100% Albariño (a Alvarinho portuguesa) as excelentes notas frutadas e florais. O vinho passa por um processo de contato com as borras que confere maior complexidade de aromas e sabores. Da mesma Denominação, e elaborado pelo mesmo processo, vem também o Chan de Rosas Cuvée Especial (também 100% Albariño). Parte deste vinho fermenta em barricas novas de carvalho francês, que é o que basicamente o diferencia. É fresco, persistente e untuoso em boca, além de apresentar aromas intensos de flores e frutas brancas, com notas cítricas.

 

Ribera del Duero é a DO mais importante das cinco existentes na região de Castilla y León, no centro da Espanha. Localizada a 130 quilômetros de Madri, a região possui inúmeras vantagens para a produção de vinhos da uva Tempranillo, lá chamada de Tinto Fino ou Tinta del País.

 

Lá originam-se os vinhos da linha Nuestro, da família Diaz Bayo. A sede da vinícola está em Fuentelcésped, província de Burgos e coração desta região que cada vez mais ganha admiradores pela excepcional qualidade de seus vinhos. Todas as uvas que elaboram os vinhos da linha Nuestro provêm de vinhedos próprios que são cultivados de forma orgânica (sem a utilização de agrotóxicos ou fertilizantes químicos). A Ribera del Duero é marcada pelo clima extremo, com invernos longos e secos e verões muito quentes. O solo é basicamente de calcário, que ajuda a obter um vinho com boa acidez e grande capacidade de envelhecer na garrafa.

 Três são os rótulos Nuestro lançados no Brasil agora. O Nuestro Roble é elaborado com a Tempranillo (Tinta del País), de vinhas localizadas a 910 metros de altitude, com vinhedos de, em média, 20 anos. Amadurece por 6 meses em barricas de carvalho americano e francês e posteriormente estagia 6 meses em adega antes da comercialização. Apresenta aromas intensos de frutas vermelhas, ervas e um toque tostado. Em boca, prevalecem as frutas e os toques minerais.

 O Nuestro Crianza também é produzido com Tempranillo (Tinta del País), mas estagia por 12 meses em barrica de carvalho francês e americano e depois descansa 12 meses na garrafa antes de ir para o mercado. Apresenta aromas de frutas negras maduras, toques balsâmicos e de especiarias combinados com notas de chocolate e alcaçuz. Um vinho saboroso, com boa acidez, fresco e elegante.

 O Nuestro 20 Meses provém de vinhedos de 70 anos da uva Tempranillo (Tinta del País), localizados a 900 metros de altitude. Este vinho estagia por 20 meses em barrica de carvalho francês e posteriormente descansa aproximadamente 18 meses em garrafa na adega para estabilização. No nariz, frutas negras, balsâmicos e minerais com toques de café, chocolate e alcaçuz. Potente, encorpado, equilibrado e saboroso, em boca predominam as notas de frutas maduras.

 Preço sugerido, em Curitiba:

Nuestro Roble: R$63,90

Nuestro Crianza: R$84,90

Nuestro 20 Meses: 188,90

Chan de Rosas Albariño: R$89,90

Chan de Rosas Albariño Cuvée: R$89,90

 Em Curitiba, onde encontrar:

Adega Brasil, Adega Franco, Casa da França, Celeiro Municipal e MHG Distribuidora.

fotos P.P com assessoria