76% dos prefeitos do Paraná têm propostas para investir em tecnologia

31 outubro, 2017 às 08:07  |  por Mario Akira

Mapeamento feito pela Rede Cidade Digital (RCD) mostra que 76% dos prefeitos do Paraná incluíram nos planos de governo a necessidade de investimentos em tecnologia para melhorar algum setor da administração municipal. A consulta feita junto aos documentos protocolados no Tribunal Superior Eleitoral, no ano passado, reforça a tendência de informatização e necessidade de implantação de projetos em cidades digitais e inteligentes para otimizar os serviços e reduzir custos.

Nos dias 23 e 24 de novembro, gestores públicos participam, em São José dos Pinhais, do 5º Congresso Paranaense de Cidades Digitais em busca de soluções para suas localidades. O evento, organizado pela RCD em parceria com a Prefeitura de São José dos Pinhais, abordará o uso da tecnologia no desenvolvimento local, com a participação de prefeitos e representantes também de outros Estados.

 

 

O diretor da iniciativa, José Marinho, explica que o encontro visa auxiliar o planejamento em TIC das Prefeituras, facilitando o acesso de pequenos e médios municípios a informações sobre como implantar ações na área. “O mais importante da tecnologia é melhorar a vida das pessoas e isso passa pelo uso de dados, de sistemas, conectividade, oferecendo inúmeras possibilidades de crescimento socioeconômico por meio das Tecnologias da Informação e Comunicação”, afirma Marinho, destacando a necessidade de parcerias público-privadas no processo. As PPP’s serão um dos temas tratados durante o Congresso em São José dos Pinhais.

Videomonitoramento – Segurança pública é área mais lembrada nos planos de governo (18%), com a diretriz para implantação de câmeras de monitoramento. Educação e a Informatização em diversos setores também aparecem com grande margem (16% cada).

Ao todo, o documento engloba mais de mil itens fazendo referência a investimentos nas Tecnologias da Informação e Comunicação. A Saúde é outro setor entre os mais citados (12%), com a carência de integração entre as unidades, implantação de prontuário eletrônico, agendamento de consultas online e equipamentos como tablets para os agentes comunitários.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>