Sine tem vagas para PCDs, mas empresas nem sempre estão preparadas para acolher estes profissionais

10 novembro, 2017 às 08:10  |  por Mario Akira

O SINE de Araucária está com nove vagas de emprego abertas para pessoas com deficiência (PCD) para empresas da cidade. Seis delas não exigem experiência prévia, três solicitam ensino fundamental incompleto, três fundamental completo, duas ensino médio e uma ensino superior (clique aqui e confira).

Para realizar cadastro no banco de dados e sistema de intermediação do SINE é necessário a carteira de trabalho, RG, CPF, laudo médico ou atestado que comprove o tipo de deficiência e grau de dificuldade, devidamente elaborados pelo médico especializado na área ou outro que tenha o CRM autorizado. A Secretaria de Trabalho e Emprego de Araucária funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das às13h às 16h30.

 

 

A maioria das vagas abertas neste mês de novembro é para trabalhos administrativos, o que de acordo com o auxiliar administrativo do setor PCD, Donizete de Almeida, é incomum, pois geralmente a tendência é a procura maior das empresas na área de produção. “As indústrias contratam mais PCDs, acabam tendo mais funcionários e acabam tendo que fechar o número de cotas. Porém temos um problema que nem sempre a empresa está adaptada e preparada para receber o funcionário com alguma limitação e por isso a rotatividade dos PCDs no mercado de trabalho acaba sendo alta”, relata.

É uma rampa de acesso que não tem, banheiro não adaptado, um telefone diferenciado que falta para a pessoa que tem problema nos membros superiores, um programa específico para que a pessoa com deficiência visual possa ouvir o que aparece na tela do computador e por aí segue, são adaptações dos instrumentos de trabalho, do local e da função desempenhada muitas vezes.

De acordo com Donizete, grande parte de contratações de PCDs intermediadas pela Secretaria Municipal de Trabalho e Emprego de Araucária (SMTE) duram de 3 a 6 meses e as pessoas voltam para a fila de trabalho.

Uma exceção à média citada por Donizete, Genice Fantoni, de 44 anos, trabalha há 4 anos e 3 meses em uma empresa e irá se desligar do emprego porque a empresa irá fechar. Ela conta que entrou no serviço no cargo de assistente de logística e depois conquistou o cargo de compradora, mas já sabe que precisará de uma vaga em breve.

“Não tenho do que me queixar. Fiquei um bom período ali e no meu emprego anterior também, foi meu terceiro emprego encaminhado pelo SINE como PCD. No meu caso as empresas sempre se prepararam e se preocuparam com minha condição. Cheguei e haviam disponibilizado um computador com tela maior por causa da minha visão monocular. Um bom RH auxilia a pessoa com ou sem deficiência a crescer”, conta.

Para incentivar a inclusão dos PCDs no mercado de trabalho, a SMTE realiza palestras para empresas, sendo que a última ação ocorreu em setembro, no Dia D. Fora das atividades programadas, dúvidas pontuais sobre o assunto podem ser obtidas por telefone ou na sede do serviço. A Secretaria Municipal de Trabalho e Emprego fica localizada na Rodovia do Xisto, nº 5815, no Bairro Sabiá (perto da Churrascaria Cristal). A entrada é realizada pela rua dos fundos, na Rua Álvaro Linhares Elke, 333. Os telefones do serviço são 3901-5173, 3643-4315 e 3642-1865.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>