Arquivos da categoria: Saúde

Hospital Erasto Gaertner promove o Circuito de Corrida “Toda Vida Vale a Pena”

21 julho, 2016 às 08:00  |  por Mario Akira

O Hospital Erasto Gaertner realiza, no dia 20 de agosto (sábado), a primeira etapa do Circuito de Corrida “Toda Vida Vale a Pena”, em Fazenda Rio Grande. O objetivo é conscientizar a sociedade a respeito da importância de um estilo de vida saudável e da prática de exercícios físicos para a prevenção do câncer. Toda a renda do projeto será revertida para o Hospital Erasto Gaertner, instituição referência no diagnóstico e tratamento do câncer no sul do país.

A prova terá início às 19h30, na Praça Brasil, em frente à Prefeitura Municipal. No momento da inscrição, o participante deverá escolher qual modalidade quer correr: 5 ou 10 km, entre as categorias masculino, feminino e em duplas. No momento da inscrição, ele também terá a oportunidade de realizar uma doação para o Hospital Erasto Gaertner.

Programa Alimento Rastreado

6 junho, 2016 às 14:31  |  por Mario Akira

O Paraná é o primeiro Estado do país a exigir a rotulagem de frutas, verduras e legumes disponíveis à venda no comércio local. A medida visa garantir mais segurança e qualidade dos produtos comercializados no Estado, tanto no varejo quanto no atacado. A partir de 9 de junho de 2016 todos os produtos hortícolas in natura a granel e embalados devem ser identificados conforme as orientações da Resolução SESA nº 748/2014 e suas alterações na Resolução SESA nº 292/2015.

A identificação de produtos e de todos os envolvidos na cadeia produtiva possibilitará aos profissionais de vigilância sanitária, em caso de problemas com contaminações, determinar a origem do produto, contribuindo para a comercialização de alimentos seguros.

Workshop em Campo Largo discute leitos hospitalares

27 maio, 2016 às 08:05  |  por Mario Akira

A necessidade de ampliar o número de leitos de retaguarda na RMC foi tema de um workshop promovido pela Secretaria Estadual da Saúde, nesta terça-feira (24), em Campo Largo. A intenção foi sensibilizar gestores municipais e de hospitais sobre a importância de incorporar este tipo de estrutura em suas unidades.

Coordenadores do Samu, do Siate e de Unidades de Pronto Atendimento (UPA) também participaram do evento. “Estamos preparando todas as equipes envolvidas no atendimento de urgência e emergência para atuar neste novo modelo. Será uma mudança que potencializará a resolutividade dos hospitais de referência”, complementa o coordenador da Rede Paraná Urgência, Vinícius Filipak.

tualmente, cerca de 15% dos pacientes internados no Hospital do Trabalhador, em Curitiba, por exemplo, já poderiam ser atendidos em unidades de menor complexidade. São casos de pessoas que já superaram a fase aguda do problema de saúde e que necessitam apenas de cuidados clínicos.

Shopping São José faz doações dos lenços e perucas arrecadados durante o Outubro Rosa

10 novembro, 2015 às 13:59  |  por Mario Akira

O Shopping São José promoveu durante todo o mês de outubro uma campanha para arrecadação de lenços de cabeça e perucas, com o objetivo de conscientizar e alertar as mulheres e a sociedade em geral sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. A repercussão da campanha atingiu visitantes, colaboradores e funcionários, que aderiram à causa do Outubro Rosa e conseguiram reunir o total de 220 doações, destinados ao projeto Rosa Klass, que auxilia mulheres portadoras do problema de saúde.

“O número de arrecadações revela que conseguimos motivar todo o Shopping para a importância da causa. As doações continuaram vindo até mesmo depois do encerramento da campanha”, revela a gerente de marketing do empreendimento, Talita Dallmann. No período da campanha o empreendimento teve a fachada iluminada com a cor rosa, paisagismo nos corredores em mesmo tom, concurso de vitrines e botton especial da campanha para todos os colaboradores.

Para conhecer mais o projeto Rosa Klass, parceiro do Shopping São José nesta ação, acesse: http://rosaklass.com/

Governo entrega 281 refrigeradores especiais para armazenar vacinas

16 dezembro, 2014 às 14:35  |  por Mario Akira

O Governo do Paraná entregou nesta terça-feira (16) 281 refrigeradores especiais para armazenamento de vacinas nas unidades de saúde de 29 municípios da Região Metropolitana de Curitiba. Cada equipamento tem o valor de R$ 16 mil, totalizando R$ 4,5 milhões em investimentos. Eles foram adquiridos por meio do projeto Qualisus Redes, que tem o objetivo de qualificar a assistência à saúde nas regiões metropolitanas brasileiras, em parceria com o Banco Mundial.

Os refrigeradores são de alta tecnologia e têm autonomia para funcionar até 48 horas após a queda da energia elétrica, e ainda dispositivo que avisa por mensagem de celular quando houve interrupção de energia, para que providências sejam tomadas imediatamente.

COMPUTADORES – O secretário anunciou que o Governo do Paraná também adquiriu 1.880 computadores para as Salas de Vacina de todo o Estado. Esses equipamentos permitirão o registro dos atendimentos nas salas de vacinas e o envio de dados mais qualificados do Programa Estadual de Imunização.

Veja a distribuição dos refrigeradores:

Adrianópolis 2

Agudos do Sul 2

Almirante Tamandaré 8

Araucária 10

Balsa Nova 4

Bocaiúva do Sul 2

Campina Grande do Sul 10

Campo do Tenente 2

Campo Largo 7

Campo Magro 6

Cerro Azul 3

Colombo 15

Contenda 5

Curitiba 121

Doutor Ulysses 2

Fazenda Rio Grande 8

Itaperuçu 4

Lapa 4

Mandirituba 5

Piên 2

Pinhais 2

Piraquara 4

Quatro Barras 3

Quitandinha 5

Rio Branco do Sul 2

Rio Negro 9

São José dos Pinhais 5

Tijucas do Sul 4

Tunas do Paraná 2

Central de Vacinas Metropolitana 16

CRIE 8

Oito municípios da RMC recebem o ônibus para a saúde

11 setembro, 2014 às 08:12  |  por Mario Akira

Foi entregue na semana passada o primeiro lote de novos ônibus para o transporte de pacientes do SUS pelo Consórcio Metropolitano de Saúde do Paraná (COMESP). A entrega foi feita para oito cidades da RMC — Piraquara, Quatro Barras, Campina Grande do Sul, Tunas do Paraná, Itaperuçu, Rio Branco do Sul, Almirante Tamandaré e Campo Magro.

Técnicos da Saúde de São José dos Pinhais recebem capacitação preventiva ao vírus ebola

29 agosto, 2014 às 14:04  |  por Mario Akira

Técnicos da Vigilância em Saúde de São José dos Pinhais estão participando das videoconferências e oficinas realizadas pela Secretaria de Estado e Ministério da Saúde. Na manhã de quinta-feira (28) os profissionais são-joseenses da saúde se juntaram a outros 200 profissionais de todo o Estado, em Curitiba, para mais uma oficina de capacitação sobre a vigilância, diagnóstico e manejo clínico de casos de ebola.

A intenção é formar uma equipe de profissionais preparados para conduzir o fluxo de atendimento de casos suspeitos da doença em cada região do Paraná. O Departamento de Promoção e Vigilância da Secretaria Municipal de Saúde participa de todos os encontros para que se possam tomar as condutas necessárias caso haja alguma suspeita da doença no município.

O superintendente estadual de Vigilância em Saúde, Sezifredo Paz, ressaltou no encontro que o risco da ocorrência de um surto no Paraná é considerado baixo, mas a rede pública de saúde precisa estar organizada para atender qualquer situação.

Ministério da Saúde anuncia nova etapa do Programa Mais Médicos

1 abril, 2014 às 08:14  |  por Mario Akira

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, anuncia uma nova etapa do Programa Mais Médicos nesta terça-feira (1º). Na ocasião, serão divulgadas medidas com foco em municípios de alta vulnerabilidade. A iniciativa encerrou sua quarta etapa de seleção com um total de 13.235 médicos alocados em mais de 4.000 municípios brasileiros.

Tolardo preside consórcio

9 maio, 2013 às 16:58  |  por Mario Akira

O prefeito de Quatro Barras, Loreno Tolardo, assumiu na manhã de terça-feira (7) a presidência do Consórcio Metropolitano de Saúde do Paraná (Comesp). Em visita à sede do consórcio no Centro Regional de Especialidades (CRE) Kennedy, Tolardo esteve reunido com o secretário de Saúde, Julio Lopes; a equipe executiva e jurídica do Comesp, e com o ex-presidente do consórcio, Francisco Santos, que deixa o cargo.

Tolardo verificou os relatórios de gestão de 2012 e conheceu os procedimentos do consórcio, enfatizando que a principal meta da sua gestão será dar mais funcionalidade ao Comesp. “O desafio será fazê-lo funcionar de forma plena, para que cumpra seu papel de fato. Vamos buscar integração, novas adesões e uma gestão dinâmica, até porque o consórcio é de fundamental importância para a saúde da população nos municípios”, avaliou.

Transparência

17 janeiro, 2013 às 14:54  |  por Mario Akira

A portaria 53 publicada nesta quinta-feira (17) no Diário Oficial da União determina que Estados, Distrito Federal e Municípios devam publicar os gastos com saúde no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde (SIOPS). Desta forma, o cidadão poderá verificar se o seu estado ou seu município está cumprindo a aplicação mínima de recursos na saúde.

De acordo com a Emenda Constitucional 29, a União deve aplicar na saúde o valor empenhado (comprometido em orçamento com projetos e programas) no ano anterior mais a variação nominal do Produto Interno Bruto (PIB). Já os estados e o Distrito Federal precisam investir 12% de sua receita, enquanto os municípios devem aplicar o mínimo de 15%.

Os gestores públicos das três esferas de governo (municipal, estadual e federal) devem declarar no sistema as receitas totais e as despesas com ações e serviços públicos de saúde.

O sistema faz o cálculo automático dos recursos públicos mínimos aplicados em ações e serviços de saúde, facilitando o monitoramento do Ministério da Saúde e órgãos de controle. A medida deve ainda incentivar a transparência, uma vez que o SIOPS é um sistema aberto à população.

Hoje, o SIOPS já existe e funciona nesses moldes, mas os gestores não são obrigados a publicar suas receitas e despesas. A partir de agora, o gestor que não alimentar o sistema pode ter condicionamento das transferências constitucionais – como repasses do Fundo de Participação dos Municípios e Fundo de Participação dos Estados – e suspensão das transferências voluntárias dos recursos da União – como celebração de convênios e contratos de repasses.

A partir das novas atribuições, o SIOPS precisará passar por um processo de remodelagem e adaptação. A portaria também estabelece orientações para os gestores públicos quanto à declaração e homologação dos dados indicados no sistema, inclusive sobre os prazos para a efetivação dos registros.