Arquivos da categoria: Dudu Dantas

Noite decisiva para nossos últimos campeões

31 janeiro, 2014 às 09:49  |  por Gustavo Kipper
UFC 169

UFC 169

Quando subirem no octógono sábado à noite, José Aldo e Renan Barão irão carregar em seus ombros os últimos cinturões que nos restaram. Fomos acostumados a dominar o esporte desde os primórdios. Das lutas de vale-tudo de antigamente, quando Hélio Gracie e Carlos Gracie desafiaram os campeões japoneses do judô, quando Royce atropelou os americanos e europeus com nossa arma secreta, quando a Chute Boxe e a American Top Team protagonizaram uma rivalidade única no Pride, tornando-se campeões, sabíamos que tínhamos sido feitos para aquilo.

O tempo foi passando e, como diria o “pofexô” Wanderlei Luxemburgo, não existe mais bobo no MMA. Os muitos “Joões” que enfrentavam nossos campeões aos poucos foram se transformando em atletas completos, dominaram a arte suave, trouxeram o boxe e o wrestrling de níveis olímpicos e o esporte finalmente virou o que é hoje. Uma disputa palmo a palmo para quem domina a arte. E hoje, os americanos nos dominam. Em partes.

O Brasil já conquistou quase todos os cinturões do UFC. Já em um formato mais moderno, Vitor Belfort ganhou os pesados e meio-pesados, Anderson Silva os médios, Lyoto Machida e Maurício Shogun os meio-pesados, Minotauro e Júnior Cigano os pesados, José Aldo os penas e Renan Barão o peso-galo. John Lineker, se ajustar seu problema em perder peso, é o possível desafiante dos moscas. Enfrenta o fenômeno russo Ali Bagautinov. Além, é claro, de Vitor, que pode fazer história e se tornar o primeiro ser vivo a conquistar três cinturões em categorias diferentes de peso.

Fato mesmo é que hoje só nos sobraram dois campeões. O que torna tudo mais emocionante é que os dois são como irmãos, treinados pelo paizão Dedé Pederneiras, chefe da equipe Nova União, considerada por muitos a melhor do planeta. José Aldo e Renan Barão não sabem o que é a derrota há muitos anos. A última derrota de José Aldo foi em 2005, no Jungle Fight. De lá pra cá foram 16 vitórias consecutivas, sendo duas defesas de cinturão pelo extinto WEC e cinco pelo UFC. Renan Barão perdeu apenas em sua estreia, em 2005. Acumula a impressionante marca de 32 lutas sem derrotas, sendo 31 vitórias e uma luta sem resultado. No UFC, tornou-se campeão indiscutível com a nova lesão de Dominick Cruz.

Sábado os dois carregarão uma nação nos ombros e em ano de Copa do Mundo temos que mostrar quem manda. Sem aquele patriotismo exacerbado, do qual não sou muito fã, dessa vez é diferente. Precisamos segurar os últimos cinturões que nos restaram e torcer para que, até fim do ano, mais um ou dois volte pra nossas mãos. Os treinamentos de Aldo e Barão já são intensos por natureza, com os dois se enfrentando todos os dias. Não podemos esquecer que lá também tem Dudu Dantas, campeão dos penas do Bellator. Então sai faísca todo dia. Mas pra encorpar ainda mais as dificuldades, a Nova União trouxe também as lenda BJ Penn e Acelino Popó Freitas, o nosso campeão mundial de boxe. Faixas pretas em jiu-jitsu e muay- thai, José Aldo e Renan agora desenvolvem a exaustão suas técnicas no boxe. Seus treinadores enxergam neles pugilistas natos, o que os torna muito completos. Por isso são os campeões.

José Aldo só conhece seu adversário por vídeos. Não muito adepto da autopromoção, Ricardo Lamas teve seus movimentos e técnicas destrinchadas para traçar a estratégia perfeita. Creio que com o nível de intensidade do combate, não passe do quarto round, com um nocaute do brasileiro, que costuma diminuir o ritmo nos rounds finais. Por isso é bom não deixar nas mãos dos juízes. Renan Barão já conhece bem seu adversário. Ele já derrotou Urijah Faber e sabe bem as falhas do californiano, que, apesar da experiência e ótima fase, não tem ferramentas para surpreender Barão. Mas o americano é muito esperto, então acho difícil ser nocauteado. Mais provável que Barão domine todos os rounds e leve a luta por decisão unânime.

Além disso, ainda temos o choque dos pesos pesados Frank Mir e Alistair Overeem. Os dois vêm de derrotas e precisam mostrar que ainda têm lenha pra queimar. Acho que veremos um belo nocaute de Overeem, que já foi campeão do K-1 e do Strikeforce. Esse é um dos eventos imperdíveis que acontecem no UFC. Ao contrário das mornas edições do Fight Night, o UFC 169 vai entrar para história. Seja ela de glória ou pesadelo.

Vídeos: Countdown to UFC 169.

CARD COMPLETO:

UFC 169
Newark, Estados Unidos
Sábado, 1º de fevereiro de 2014.

Card Principal
Renan Barão x Urijah Faber
José Aldo x Ricardo Lamas
Frank Mir x Alistair Overeem
John Lineker x Ali Bagautinov
Jamie Varner x Abel Trujillo

Card Preliminar
John Makdessi x Alan Nuguette
Chris Cariaso x Kyoji Horiguch
Nick Catone x Tom Watson
Al Iaquinta x Kevin Lee
Clint Hester x Andy Enz
Tony Martin x Rashid Magomedov
Neil Magny x Gasan Umalatov

E evento começa às 21:30.

 

 

 

Musa do MMA, Lucilene Caetano apresenta o Bellator ao vivo para todo o Brasil no Esporte Interativo

4 julho, 2013 às 10:58  |  por Gustavo Kipper

O Bellator, segundo maior evento de MMA do mundo, ficando atrás apenas do UFC, está apresentado por Lucilene Caetano, transmitido pra todo Brasil com exclusividade pelo canal Esporte Interativo. O evento que voltou em uma edição de número 96 no último dia 19 de junho a partir das 20h com transmissão ao vivo pelo canal. A atração apresentada por Lucilene Caetano traz também os comentários de Luiz Prota. O evento traz disputas de cinturão e vários lutadores brasileiros estarão competindo como Patrício Pitbull, Patrick Pitbull, Ricardo Tirloni, Renato Babalu Sobral… Dentre outros. O Brasil inclusive tem um campeão Brasileiro do Bellator, o atleta Dudu Dantas, que treina na equipe Nova União. Mesma equipe de José Aldo.

Espécie de musa dos fãs do MMA no Brasil, a jornalista prepara o primeiro livro sobre as mulheres que se destacam no octógono pelo mundo. Com lançamento previsto para outubro, o livro trará depoimentos de lutadoras importantes, como Ronda Rousey, Cris Cyborg, entre outras. Além de dominar o assunto na telinha, Lucilene domina muito bem o tatame, ela treina Muay Thai, com os irmãos Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro. “Estou viajando bastante para algumas coberturas e lá tenho aproveitado para colher depoimentos das lutadoras, são muitos depoimentos, e cada entrevista vem sendo mais interessante que a outra” diz a apresentadora que esteve em Las Vegas neste ultimo mês para a cobertura também do UFC.

O Esporte Interativo está disponível para os assinantes da Claro TV(antiga Via Embratel, canal 48), Oi TV (canal 515) e Cabo Telecom(canal 47 – analógico e 200 – digital). O canal também pode ser sintonizado através de antena UHF (São Paulo – Canal 36, Campinas – Canal 26, Santos – Canal 59, Mogi das Cruzes – Canal 58), VHF (São José dos Campos – Canal 9, Santa Inez – canal 10) e antena parabólica (no satélite C2 analógico, frequência 980 Vertical, e também no C1 digital, frequência 3695 horizontal – taxa de símbolo 4400, fec 2/3).

Lucilene Caetano (Esporte Interativo)

 

Lucilene Caetano (Esporte Interativo)

 

Sugestão de pauta* Staff Company

Notícias do MMA

28 agosto, 2012 às 10:33  |  por Gustavo Kipper

O dia do arrego

A semana passada sem dúvida foi uma das mais difíceis para a organização do UFC, o maior evento mundial de artes marciais mistas. As polêmicas e conturbadas decisões de todos os envolvidos podem ser questionadas, embora a saída encontrada tenha sido bem acertada, tendo em vista o que poderia acontecer. Porém, os principais envolvidos não escaparam de uma divertida montagem no youtube, satirizando de uma forma bem humorada todas as situações que acabaram por cancelar o UFC 151. Veja abaixo o vídeo chamado “O dia do arrego”.

Dudu Dantas perde no Sooto Brasil 33

Muitos se perguntam por que alguns lutadores possuem contrato de exclusividade com os eventos, principalmente quando o atleta é campeão de sua divisão. Nesse sábado, no quartel do batalhão de choque, Rio de Janeiro, foi realizada mais uma edição do evento Shooto Brasil. Como destaque e na luta principal, o campeão dos pesos galos do Bellator, o brasileiro da academia Nova União Dudu Dantas contra o desconhecido americano Tyson Nam.

Dudu defende seu título do Bellator no fim do ano contra outro brasileiro, o vencedor do GP da categoria, Marcos Loro. Para não ficar até o fim do ano sem lutar, Dudu decidiu retornar ao evento que o projetou internacionalmente. Ganha sem dúvida o público que pode ver o campeão lutando em casa. Mas para o lutador, será que para manter-se em forma vale a pena arriscar desse jeito? Logo no início do combate Dudu partiu pra cima do americano com toda confiança de um campeão lutando em casa. Logo mostrou seu cartão de visitas, a joelhada voadora e tentou encurralar o americano. Iniciou uma troca franca de golpes e foi surpreendido com um poderoso gancho de direita que passou por cima da guarda e nocauteou o brasileiro ainda nos primeiros segundos de combate. Foi o primeiro sofrido por Dudu, que após a luta parecia não acreditar.

Após a vitória, em um misto de medo e alegria, o americano saiu correndo para seu vestiário, deixando os espectadores sem entender nada. Após o ocorrido, o americano voltou e explicou sua surpresa e o medo da reação do público. Para Dudu Dantas, vale a pergunta. Valeu a pena ter lutado em outro evento e ser nocauteado em casa? Pelo jeito, não. O erro está em aceitar a luta e não se preparar corretamente. Dudu achou que já tinha vencido antes mesmo de subir ao combate. Excesso de confiança? Sem dúvida. O mundo da luta é igual ao futebol. Só termina quando acaba.

Foto: Alan Oliveira

 

 

 

Dudu Dantas vence e fatura o primeiro cinturão brasileiro no Bellator

15 abril, 2012 às 09:41  |  por Gustavo Kipper

O Bellator 65, realizado em New Jersey (EUA), não só definiu os semifinalistas do torneio GP dos pesos galos quanto deu ao Brasil o primeiro cinturão do evento norte americano. Dudu Dantas venceu Zack Mavovski por finalização com katagatame no segundo round e conquistou o título do peso galo. O atleta da Nova União já havia conquistado o Grand Prix da edição passada.

No GP os brasileiros Marcos Loro Galvão e Luis Betão Nogueira também venceram e avançaram no torneio.

Fique ligado que na próxima sexta tem o Bellator 66 com o GP dos médios!

Veja o vídeo da luta: