Arquivo da tag: rivalidade

Quando um não quer…dois não lutam

19 abril, 2012 às 11:47  |  por Gustavo Kipper

Mais uma edição do UFC acontece em território americano, neste sábado. Nele estará em jogo o cinturão da categoria mais disputada do evento. Já foram donos desse cinturão nomes como Chuck Liddel, Randy Couture, Lyoto Machida, Maurício Shogun e Rashad Evans. O último dessa lista é também um dos lutadores mais menosprezados do MMA, segundo Dana White, e terá mais uma chance de ser campeão. Do outro lado, a maior revelação do esporte nos últimos anos – Jon “Bones” Jones. O combate entre os dois lutadores traz novamente uma discussão que gera muita polêmica, principalmente entre os coaches de equipes consagradas como a Jackson´s MMA. Companheiros de treino devem se enfrentar?

Foi nesse grupo que os dois foram formados e dividiram muitos momentos de treinos e descontração. Eram amigos, mas quando nenhum dos dois pensa em abrir mão de ser campeão, a luta está marcada. Rashad Evans abandonou a equipe e hoje treina na “Blackzilians”, sob o comando do mestre Zé Mario Sperry. O que gerou tamanha decepção está no fato de ter ouvido garantias do seu ex- treinador, o consagrado Greg Jackon, responsável por formar vários campeões e que sábado estará no córner de Jones. Ele teria dito a Rashad para não se preocupar, que o time era muito unido e que nunca iriam se enfrentar. Jon inclusive teria dito o mesmo semana antes de marcar a luta, mas quando Jones foi escalado para substituir Evans contra Maurício Shogun, os dois foram colocados em rota de colisão.

Muitos brasileiros já afirmaram que nunca enfrentariam companheiros de equipe. Wanderlei Silva disse que nunca enfrentaria Shogun, Rodrigo Minotauro disse que nunca lutaria com Júnior dos Santos, abrindo mão do título da categoria, e assim temos vários exemplos. Mas às vezes as coisas não funcionam com tanta tranquilidade. Vítor Belfort desafiou seu ex-companheiro de treino, o campeão Anderson Silva, e deixou o “Spider” furioso, gerando muita discussão e ânimos acirrados até o abraço ao final do combate. Aí todo mundo fica humilde. Cena parecida pode figurar no final da decisão. Os dois já trocaram farpas sérias em um programa na TV americana, mas ambos já afirmaram que a espera pela luta já acalmou os ânimos. A verdade é que quando há dois atletas de ponta no mesmo peso, é um desperdício um dos dois abdicar de chegar ao topo da carreira, preservando a amizade. Amizade é mais que isso. Segundo o ex-campeão, o americano Chuck Liddel, isso não existe e dois amigos podem se enfrentar e sair depois para tomar umas juntos numa boa. De qualquer forma, só um sairá campeão e talvez Rashad seja o único que pode parar Jon Jones. Caso fracasse, Jon Jones vai varrer a categoria dos meio pesados. Ele mesmo já cogita desafios contra pesos pesados, ideia descartada momentaneamente pelo UFC.