Arquivos da categoria: Música

13 de Julho – Dia do Rock’n Roll !

13 julho, 2016 às 10:00  |  por José Motta

Viva o Velho e Bom Rock’n Roll \o/

Para que você possa mais do que aproveitar o dia de hoje, seguem duas excelentes dicas de extraordinários discos para você ouvir e deixar as pedras rolarem! Dê um tempinho para você agora. Pare tudo o que está fazendo e ouça essas duas músicas. Relaxe uns minutinhos em plena quarta-feira. Dê esses instante de presente para você mesmo. Faça isso, estou certo de que não irá se arrepender. Let’s Rock!

Disco: X (1990)

Banda: INXS (Austrália)

20151010_111924

Disco: The House of Dolls (1987)

Banda: Gene Loves Jezebel (Inglaterra)

20151010_112641

A Rainha está Morta!

9 julho, 2016 às 09:28  |  por José Motta

Disco: The Queen Is Dead

Banda: The Smiths (Inglaterra)

Ano: 1986

Um dos melhores álbuns de todos os tempos completa 30 anos! As letras ácidas e poéticas, do genial Morrissey, reunem diversos ingredientes que permitem a compreensão de um extraordinário período do melhor do rock pós-punk inglês. Se você ainda não ouviu essa preciosidade, dê um tempo para você, coloque esse disco na vitrola e aproveite o momento. Aí vai uma faixa clássica. Enjoy It!

20151010_111526

Dica de Vinil: Revolution (The Cult)

25 maio, 2016 às 08:28  |  por José Motta

Disco: Love (1985)

Banda: The Cult (Inglaterra)

Música: Revolution

Legítimo Rock’n Roll inglês de excelente qualidade. Um disco maravilhoso para se ouvir do início ao fim. V’ambora ligar a vitrola e queimar esse bolachão? Vai por mim, você não irá se arrepender!

Ouça/Assista abaixo essa maravilha chamada Revolution.

The Cult - LoveThe Cult - Love (Encarte)

Andorinha só também faz verão!

20 janeiro, 2016 às 08:00  |  por José Motta

Sempre que ouvia o quarteto

O agudo furava a alma

Rasgava na carne feito espeto

Assim não dá, pois não me acalma.

 

O trio chegou de outro jeito

Que me deixou incomodado

Senti coisas estranhas no peito

Melhor ouvir o outro lado.

 

A dupla veio de mansinho

Violão e voz bem afinada

Em meu coração fez um carinho

Mas a cabeça ficou perturbada.

 

Um solitário pediu licença

Com poucos acordes, me tirou do chão

Em instantes, fez aumentar minha crença

Que andorinha só também faz verão.

David Bowie

Quando o bem-estar começa a dizimar, preocupe-se!

16 janeiro, 2016 às 08:00  |  por José Motta

Banda: Simply Red (Inglaterra)

Disco: Picture Book (1985)

Música: Come To My Aid

O Simply Red é uma surpreendente banda inglesa de soul-pop-rock, que começou a sua jornada em 1984 liderada pelo vocalista e compositor Mick Hucknall. Na estrada há mais de 30 anos o grupo emplacou diversos hits, do rock ao pop romântico, com sucessos consistentes, tais como: ”Holding Back The Years“, “If You Don’t Know Me By Now“, “Stars“, “For Your Babies“, “You Make Me Feel Brand New“, “Something Got Me Started” e “Come To My Aid“, que é a primeira faixa do primeiro disco da banda: Picture Book de 1985. Come To My Aid é um apelo sobre o fato de que, quando o bem-estar passa a dizimar, é hora de se preocupar com o povo da sua terra. Creio que seja bem oportuno para o momento político em que vivemos em nosso país. Então, ouça, veja a foto do Vinil e relembre mais essa preciosidade dos anos 80!

Simply Red - Picture Book

Assine o seu nome!

16 dezembro, 2015 às 20:23  |  por José Motta

Cantor: Terence Trent D’Arby (USA)

Disco: Introducing the Hardline According to... (1987)

Música: Sign Your Name

Atualmente rebatizado com o nome hindu: Sananda Maitreya, mais conhecido por seu antigo nome artístico Terence Trent D’Arby, ele é facilmente reconhecido por seu inconfundível vocal. O visual diferente de um moreno de olhos esverdeados e trancinhas, com uma voz rouca e que dançava como Prince, Michael Jackson e James Brown, foi um dos assuntos do cenário musical do ano de 1987.  Terence emplacou hits absolutos lembrados até hoje, tal como: “Sign Your Name”. Era um jovem de apenas 25 anos e que chegou a ser chamado de “O novo príncipe do pop”. Vendeu milhões de discos. Ele ainda lançaria, embora sem o mesmo impacto, os álbuns “Neither Fish nor Flesh (1988), Symphony Or Damn (1993), Vibrator (1995) e Wildcard (2001). Então relembre, veja a foto do Vinil, ouça a música e assine o seu nome!

Terence Trent D'Arby - Introducing

A rainha está morta!

26 novembro, 2015 às 17:33  |  por José Motta

Banda: The Smiths (Inglaterra)

Disco: The Queen is Dead (1986)

Música: The Boy With The Thorn In His Side

The Queen is Dead é o terceiro disco da incrível banda inglesa The Smiths lançado em 1986. A capa do disco exibe uma foto do ator Alain Delon como se estivesse morto onde, para os Smiths, significaria o fim de um período marcado pelo tédio e seria a libertação das tradições aristocráticas da Inglaterra. The Queen is Dead marca o auge criativo da banda, sendo considerado até hoje como um dos melhores discos de todos os tempos. Em 2013, The Queen id Dead foi classificado em 1º Lugar na lista dos melhores 500 discos no New England Express. A música The Boy With The Thorn In His Side é um clássico dos anos 80. Legítimo rock pós-punk inglês com guitarra limpa e a impecável voz do Morrissey. Veja a foto do Vinil, ouça a música, relembre e aproveite!

The Smiths - The Queen Is Dead

Quando tudo vai bem!

12 novembro, 2015 às 08:00  |  por José Motta

Banda: Everything But The Girl (Inglaterra)

Disco: Love Not Money (1985)

Música: When All’s Well

Protagonista de uma feliz história de sucesso improvável, a banda de pop-rock alternativo (dueto) Everything But The Girl, foi formada em 1982 por dois estudantes da Universidade de Hull: Tracey Thorn (vocal) e Ben Watt (compositor e multi-instrumentista). Esse curioso nome da banda teve origem no texto de uma placa colocada na janela de uma loja de móveis local, que dizia: “para as necessidades do seu quarto, vendemos tudo, mas a menina…”. A música When All’s Well é a primeira faixa do maravilhoso disco Love Not Money lançado em abril de 1985. É uma canção que fala sobre muitas verdades e também sobre quando tudo vai bem ao nosso redor. Então, aproveite mais esse clássico dos 80′s. Veja a foto do Vinil, ouça a música e que tudo fique bem hoje e sempre!

Everything But The Girl - Love Not Money 

A Cura – Como o Paraíso

7 novembro, 2015 às 17:09  |  por José Motta

Banda: The Cure (Inglaterra)

Disco: Kiss Me, Kiss Me, Kiss Me (1987)

Música: Just Like Heaven

Banda inglesa de Rock Alternativo Pós-Punk liderada pelo vocalista, compositor e multi-instrumentista Robert Smith, o The Cure alcançou popularidade ao final dos anos 80 e, nos anos seguintes, foi reconhecida internacionalmente como uma das mais influentes bandas de rock alternativo. Várias músicas tornaram-se sucesso nas rádios, tal como Just Like Heaven - nona faixa do disco Kiss Me, Kiss Me, Kiss Me (sétimo álbum de estúdio da banda). Com mais de 30 milhões de discos vendidos mundo afora, A Cura continua na estrada rumo aos 40 anos de banda. Ainda hoje se ouve muitos dos seus inconfundíveis acordes por todos os lados onde a boa música está presente. Relembre. Veja a foto no Vinil. Curta a música e aproveite mais esse clássico dos anos 80!

The Cure - Kiss Me

A festa dos homens mortos

24 outubro, 2015 às 08:00  |  por José Motta

Banda: Oingo Boingo (EUA)

Disco: Dead Man’s Party (1985)

Música: Dead Man’s Party

Grupo de rock alternativo americano, o Oingo Boingo iniciou a sua carreira nos anos 70 mas, foi nos anos 80 que alcançaram grande sucesso em função de vários hits que explodiram nas rádios após participarem da trilha sonora do filme Weird Science (Mulher Nota 1000) de 1985. Liderado por Danny Elfman, grande e bem sucedido produtor musical e criador de trilhas sonoras para vários filmes de sucesso, o Oingo Boingo se posicionou como uma banda de rock inovadora ao incluir em seus arranjos percussão e instrumentos de sopro. Dead Man’s Party é o quarto álbum de estúdio da banda e a música com o mesmo nome é um verdadeiro clássico dos 80′s. Então, aproveite para relembrar, veja a foto do Vinil, ouça a música e balance o seu esqueleto!

Oingo Boingo - Daed Men's Party