18º

Carli Filho renuncia ao mandato de deputado

Com renúncia, ele se livra do risco de ter os direitos políticos cassados

29/05/09 às 15:25 - Atualizado às 12:17   |  Redação Bem Paraná

O deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho (PSB) comunicou nesta sexta-feira (29), ao presidente da Assembleia Legislativa, Nelson Justus (DEM), pedido oficial de renúncia ao mandato parlamentar.

O documento foi entregue pelo seu advogado, Roberto Brzezinski. Carli Filho encontra-se internado para tratamento de saúde no Hospital Albert Einstein, na cidade de São Paulo, desde o último dia 10.

Nesta sexta-feira, encerrava-se o prazo para a apresentação da defesa de Carli Filho junto à Corregedoria-Geral da Assembléia, na sindicância aberta pelo corregedor-geral, deputado Luiz Accorsi (PSDB), e pela Mesa Executiva, no último dia 18 de maio.

O processo foi aberto a pedido da família de uma das vítimas. Carli Filho se envolveu em um acidente no último dia 7, no bairro do Mossunguê, quando o veículo Passat que ele dirigia atingiu um Honda Fit onde estavam Gilmar Rafael Souza Yared, 26 anos, e Carlos Murilo de Almeida, 20. Os ocupantes do Honda morreram na hora.

O corregedor-geral, deputado Luiz Accorsi, informou que, diante da renúncia, a sindicância que conduzia para apurar eventual quebra de decoro parlamentar de Fernando Ribas Carli Filho fica extinta por perda de objeto. Caso fosse cassado, Carli Filho perderia o direito de se eleger. Com a renúncia, o deputado perde o direito a foro privilegiado e deve ser julgado na justiça comum.

Laudo do Instituto Médico-Legal (IML) sobre o exame de dosagem da amostra de sangue colhida pelo Hospital Evangélico, onde Carli Filho foi atendido após o acidente, apontou que o parlamentar estava com 7,8 decigramas de álcool por litro de sangue no momento do acidente. Além disso, ele acumulava mais de 130 pontos na carteira de habilitação - que estava suspensa - por uma série de infrações de trânsito.

No ofício ao presidente Nelson Justus, Carli Filho comunicou:

“Sr. Deputado Nelson Justus, digníssimo presidente da Assembléia Legislativa do Paraná e Colenda Assembléia Legislativa, renuncio perante Vossa Excelência ao mandato que o povo paranaense me outorgou nas eleições de 2006 e nas quais tive a honrosa escolha de ser o parlamentar mais jovem da atual legislatura.”

Ao tempo em que afirma que o destino reservou-lhe “a trágica surpresa” de se envolver, “sem minha vontade direta ou indireta, no acidente que causou a morte de duas pessoas, jovens como eu”, Carli Filho transmite “a todos os seus familiares e amigos o meu sentimento de solidariedade espiritual” e informa que aguardará o processo e julgamento “sem prerrogativas funcionais ou privilégios de qualquer ordem para receber, como cidadão comum, a sentença que as circunstâncias do fato e a sensibilidade da Justiça determinarem”.

Depois de receber o ofício de Carli Filho, o presidente Nelson Justus afirmou que lerá o documento de renúncia na sessão plenária de segunda-feira e convocará o suplente para assumir, na próxima semana, o mandato de deputado estadual, que se estende até 31 de janeiro de 2011. O primeiro suplente é o ex-prefeito de Paranaguá, Mário Roque, que no ano passado trocou o PSB - partido de Carli - pelo PMDB. Por conta disso, o PSB reivindica a vaga para o segundo suplente Wilson Quinteiro.

“Cabe a mim, como presidente da Assembleia, cumprir com o que determina a lei e, como homem e pai de família, eu lamento profundamente essa tragédia que levou as vidas de dois jovens e deixou marcas profundas e permanentes em três famílias, às quais ofereço, uma vez mais, a minha solidariedade pessoal e também a da instituição que presido”, disse Nelson Justus.

“A Assembléia Legislativa cumpriu e seguirá cumprindo, na condição de Poder que representa o povo do Paraná, com todas as suas obrigações constitucionais, regimentais e morais”, lembrou Justus.

Nascido em Guarapuava há 26 anos, Fernando Ribas Carli Filho foi eleito em 2006 para o mandato de deputado estadual com 46.686 votos, dos quais 37.386 na sua cidade natal. Acadêmico de Publicidade e Propaganda, é filho de Fernando Ribas Carli, ex-deputado estadual, ex-deputado federal e atual prefeito de Guarapuava, em cumprimento ao seu terceiro mandato.

Carli Filho também pediu sua desfiliação do Partido Socialista Brasileiro (PSB), pelo qual foi eleito deputado estadual em 2007. O documento de desfiliação foi protocolado na sexta-feira (29), em Guarapuava. O presidente do diretório do PSB em na cidade, Sérgio Fanucchi, confirmou o pedido e disse que vai encaminhar o documento à sede estadual do partido na próxima segunda-feira (1º).

Publicidade
0 Comentário