18º

Com Olodum e futebol, versão de 'High School' é gravada no País

Depois da Argentina e do México, Brasil também produz versão brasileira do musical da Disney

16/06/09 às 13:46   |  Luiz Carlos Merten - Agência Estado
Silêncio!, pede o encarregado da produção. A equipe de reportagem do "Grupo Estado" entra na ponta dos pés no auditório do Sesc nacional, na Barra. Ali está montado o set de "High School Musical - O Desafio". Depois da Argentina e do México, o Brasil também produz, via Total Entertainment, a versão brasileira do musical da Disney que virou cult entre o público teen de todo o mundo. A cena que se roda neste sábado é especial. Envolve o casal protagonista, Olavo e Renata, interpretados por Olavo Cavalheiro e Renata Ferreira. Ambos estudam na mesma escola. Ele é astro do time de futebol, ela se liga em arte. Há uma representação de Romeu e Julieta e ambos ficam com os papéis. A cena de hoje encerra a quarta semana de filmagem. Depois dela, fica faltando só mais uma (semana). A filmagem terminou no domingo.

A cena do balcão é o momento mais lírico de toda a tragédia adolescente de Shakespeare. Romeu desafia a noite para declarar seu amor a Julieta. O Romeu e a Julieta de "High School Musical" cantam o amor. É um ensaio que, aos poucos, vai virando realidade. O amor que Romeu canta é o que Olavo sente. A entrega de Julieta é a de Renata, mas na hora do beijo a professora quebra a magia dizendo que eles não precisam fazer o que mais ardentemente querem. Quantos minutos terá a canção no filme pronto? Quatro, cinco? A filmagem é interrompida diversas vezes. Não por causa dos atores nem mesmo por problemas técnicos. É mais pelo perfeccionismo do diretor César Rodrigues.

‘Cesinha’, como é chamado carinhosamente pela equipe, quer determinado gesto dos atores, determinada posição na câmera que se movimenta, tudo em sincronia com a canção que Olavo e Renata gravaram antes (e agora fingem cantar). Ouvem-se diversas vezes os gritos de ‘Corta!’ e ‘Ação!’ no set. Olavo e Renata foram escolhidos num reality show que foi ao ar pelo Disney Channel e pelo SBT. Ela é a única carioca entre os oito finalistas do programa. Ele é de São Paulo e, neste sábado, seus pais, Paulo e Sonia Cavalheiro, vieram ver o filho atuar. A mãe é a responsável por Olavo estar naquele palco. Ele se havia inscrito por impulso. A etapa classificatória decisiva, pré-reality show, era no Anhembi, em São Paulo. Quando Olavo, acompanhado pela mãe, chegou ao local, havia milhares de jovens.

Sol a pino, calor de rachar, Olavo queria desistir. "Não vai adiantar", dizia. A mãe retrucava - "Já que viemos até aqui, vamos em frente!" Deu certo. Nas eliminatórias no programa de TV, Olavo Cavalheiro foi ganhando confiança. A cada etapa vencida, ele achava que poderia chegar lá. "Lá’, neste caso, é esse palco onde ele canta e mimetiza Romeu com ardor juvenil. Sentado no meio da plateia, César Rodrigues acompanha atentamente a performance pelo monitor de vídeo. A vida de Rodrigues anda uma loucura por estes dias. Ex-assistente de Daniel Filho, ele vive uma situação rara, senão inédita, para jovens diretores brasileiros. Rodrigues, como diretor contratado, está envolvido em dois grandes projetos. Ele termina a montagem de "Uma Professora Muito Maluquinha", produção de Diler Trindade, ao mesmo tempo que finaliza a rodagem de "High School Musical - O Desafio". De dia, filma um e à noite monta o outro filme, numa rotina - nada rotineira - que deixa sua adrenalina a mil.

Rodrigues já estava comprometido com "High School" quando surgiu a "Professora Maluquinha" em sua vida. O musical atrasou, por motivos de produção, quando ele - que dirigira a série do "Menino Maluquinho" na TV - foi convidado para dirigir a Professora. Rodrigues filmou em Minas, um filme de época, trabalhoso. Emendou com "High School". Em ambos, colocou tudo o que adquiriu durante anos de trabalho com crianças e adolescentes no teatro, em parceria com a premiada diretora Karen Acioly, que trabalhou durante dois meses na preparação do elenco principal e está ao seu lado no auditório do Sesc carioca A cena filmada hoje exige trabalho. É meticulosa, mas intimista Rodrigues já enfrentou problemas muito maiores em seu musical. Um número com o Olodum e outro sobre futebol movimentaram centenas de técnicos, cantores e bailarinos.

Para a filmagem dos números musicais, César Rodrigues contou com três câmeras e uma grua de 11 metros SteadyCam Dolly. O principal estúdio foi o montado no RioCentro. Ali foi construída a High School Brasil, com cerca de 500 metros quadrados. Os números de dança foram coreografados por Tânia Nardini, à frente de uma equipe de três coreógrafos. O maestro Marconi Araújo preparou a voz dos atores e o produtor musical Guto Graça Mello fez as músicas. "High School Musical - O Desafio" nasceu de uma proposta da Disney para a Total. Os High School argentino e mexicano simplesmente passaram os filmes originais pela câmera e viraram caricaturas. Rodrigues e a Total obtiveram da Disney licença para ‘abrasileirar’ o musical. O próprio espírito da aventura mudou - a solidariedade, o grupo ganham primazia sobre os indivíduos. O veterano diretor de arte Clóvis Bueno está conseguindo adaptar até o visual - apenas repetido nos outros "High School" latinos. A parceria da Total com Hollywood tem mão dupla. No set, neste sábado, está a produtora Iafa Britz. Na semana seguinte - a passada -, ela foi a Los Angeles para fechar o contrato. Hollywood vai refazer "Se Eu Fosse Você". Iafa está eufórica. Conta que se emocionou ao ver cem pessoas dançando a coreografia do Olodum no set. E a do futebol, então? "High School - O Desafio" estreia em janeiro ou fevereiro de 2010. O fenômeno abrasileirado. Um desafio e tanto. 
Publicidade
0 Comentário