16º

Ônibus extras atendem a fuga para os litorais do PR e SC

Dois terços dos embarques na Rodoferroviária de Curitiba nesta época tem como destino as praias nos dois estados

30/12/09 às 00:00 - Atualizado às 22:19   |  Da Redação
Neste final de ano, dois destinos já foram eleitos como preferidos pelos curitibanos para a festa da virada de ano, o Litoral do Paraná e de Santa Catarina. Dos 3.197 ônibus que devem deixar a Rodoferroviária de Curitiba até o dia 31,42% deles vão para as praias paranaenses e outros 22% se dirigem às praias do Estado vizinho. Resultado, os guichês das duas empresas são as que mais formam filas. Durante toda esta semana, 106 mil pessoas devem deixar a Capital para o Réveillon e para dar conta deste movimento a Viação Graciosa, principal empresa que liga Curitiba às praias do Paraná, já utiliza até microônibus e veículos fretados de empresas de transporte da Capital para garantir a demanda, segundo a administração da Rodoferroviária.

O número de ônibus da empresa que deixam a cidade é crescente. No sábado, 80 veículos levaram 3.006 passageiros e no domingo o número já havia saltado para 90 ônibus e 3.543 pessoas. Até as 15h30 da tarde de ontem, 64 carros da Graciosa já tinham deixado a Capital, transportando 2.492 turistas. Mas o número até o começo da noite deveria superar o registrado no domingo.

Na Auto Viação Catarinense, empresa que faz o transporte entre Curitiba e as praias de Santa Catarina, a correria não é diferente. Desde o dia 27, cerca de quatro mil pessoas estão saindo com os ônibus da empresa com destino ao litoral do Estado vizinho. As cidades mais procuradas pelos curitibanos são Balneário Camboriú e Florianópolis. Mas a Enseada São Francisco, Barra Velha, Piçarras, Armação, Navegantes, Porto Belo e Bombinhas também têm muita procura. Para estas cidades, serão 238 ônibus alocados até o dia 31, entre horários normais e extras.

Desse total, 15% são ônibus extras fretados para as viagens de final de ano. De acordo com o gerente comercial da Catarinense, Pedro Pires de Lima, das 5h15 da manhã até as 21h15, há ônibus saindo a cada quinze minutos. “Os demais horários dependem de liberações de plataformas na rodoviária e estão sendo abertos horários extras caso seja necessário”, explica.

Hoje os ônibus estão quase todos lotados, mas para quem pensa em pegar a estrada com destino à Santa Catarina ainda há esperanças de encontrar uma passagem. “Ainda há alguma disponibilidade à medida que estaremos abrindo horários extras. Para as consultas e informações, os clientes podem acessar o site da empresa e comprar o bilhete por lá”, aconselha Lima.

Além do litoral paranaense e catarinense, o interior do Paraná tem a preferência de 16% dos curitibanos, com as cidades de São Paulo em seguida, como destino de 10% dos passageiros que deixarão Curitiba. Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul representam respectivamente 4% e 3% dos passageiros.
Acima da média — O movimento que antecede o Ano Novo começou no domingo, com a saída de 567 ônibus, levando 18.584 passageiros. Ontem, partiram 550 coletivos com 17 mil passageiros. A previsão para hoje é que saiam de Curitiba pela rodoviária 750 veículos, transportando 26,5 mil pessoas.

O maior movimento previsto será amanhã, quando 850 ônibus embarcarão 29 mil passageiros. Já na quinta-feira é prevista a saída de 480 ônibus, com 15 mil pessoas deixando a cidade. Normalmente, ao longo do ano, o número de deslocamentos na Rodoferroviária é de cerca de 450 partidas/dia, com movimentação em torno de 14 mil passageiros diários.



Movimento está intenso desde o início da semana
Da Redação

Além das praias, o movimento para o interior do Estado e para São Paulo também se intensifica dia a dia. A Concessionária Rodonorte, responsável pelos trechos que deixam a Capital com destino ao Norte, Oeste e Sudoeste paranaenses, estima picos de até 6,5 mil  ainda hoje. Perto de 100 mil veículos devem trafegar pelas rodovias que ligam ao interior do Estado, através das BRs-277, 376 e da PR-151. Este volume é o dobro do verificado em dias normais. Ainda segundo as estimativas da Rodonorte, a maior parte dos veículos, 65%, deve seguir no sentido Capital/Litoral.

Os horários de maior movimento devem ser registrados entre as 7 e 17 horas. O gestor de Interação com o cliente da concessionária, Sidnei Zanetti, recomenda aos motoristas que, na medida do possível, evitem os horários de maior movimento. Na véspera do Ano Novo, amanhã, o tráfego de veículos também será intenso ao longo de todo o dia. Cerca de 90 mil veículos devem transitar pelas rodovias que ligam o interior à Curitiba e Ponta Grossa à Jaguariaíva, na região dos Campos Gerais. Os horários de maior movimento devem ser registrados entre as 15 e as 19 horas, com picos de até 7,5 mil veículos por hora.

Paciência e muita atenção. Estas são as palavras que devem acompanhar os motoristas que estiverem a caminho do litoral nos próximos três dias. A estimativa da Concessionária Ecovia, responsável pelo trecho da BR-277 para as praias, é de que pelo menos 95 mil veículos desçam a serra de ontem até amanhã. Para se ter uma idéia deste volume, isto corresponde a mais da metade do fluxo de um único mês de movimentação na estrada.

São Paulo — A Autopista Régis Bittencourt, concessionária do Grupo OHL Brasil que administra a BR-116 de São Paulo a Curitiba, espera um aumento de tráfego de 30% para o feriado de Ano Novo. Entre  hoje e amanhã, cerca de 100 mil veículos devem trafegar pela Régis Bittencourt no sentido Sul.
Publicidade
0 Comentário