Comer fora em Curitiba custa, em média, R$ 13,20

Valor está abaixo da média nacional, que ficou em R$ 18,20, segundo estudo da Assert

24/02/10 às 00:00 - Atualizado às 21:29 Josianne Ritz
(foto: Foto: Divulgação)
A refeição para quem trabalha em Curitiba e almoça em restaurantes custa, em média, R$ 13,20. É o que revela levantamento nacional da Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador (Assert), que reúne empresas do sistema de vouchers e cartões refeição. O valor fica abaixo da média nacional, que é de  R$ 18,20 é e o segundo menor entre as capitais brasileiras, só perdendo para Campo Grande, onde a refeição sai por R$ 11,50. A pesquisa avaliou os preços da refeição composta por prato principal, bebida não alcoólica, sobremesa e cafezinho.
Foram realizadas 3.224 entrevistas pessoais, de Norte a Sul do país, com donos ou responsáveis por estabelecimentos para verificar os preços do prato feito ou comercial; autosserviço (refeição a quilo/preço fixo); prato executivo e a la carte. O estudo foi conduzido pelo Instituto Análise entre os dias 23 de novembro e 18 de dezembro de 2009.

O presidente da Assert, Artur Almeida,  considera o preço médio nacional da refeição elevado para os padrões brasileiros, assim como muito superior ao benefício concedido pela maioria das empresas, que varia conforme a categoria profissional, acordos sindicais e a região do País, mas, na média, é de R$ 10,00. Almeida acredita que fatores do custo Brasil, como a alta carga tributária e as elevadas tarifas públicas, influenciam os preços nos estabelecimentos. “O setor de restaurantes tem grande valor social, gera empregos e riquezas para o Brasil. Mas, ao mesmo tempo, é um segmento muito sensível a alterações na economia”, analisa.   
 
A pesquisa está em sintonia com o IPCA do IBGE, que mede os preços para famílias de 01 a 40 salários mínimos e é o indicador oficial de preços, usado pelo governo federal para definir as metas de inflação. A refeição fora do domicílio (um dos itens que compõe o índice) teve grande participação no cálculo da inflação do ano passado: subiu 9,05%, apesar de o IPCA ter ficado em apenas 4,31% nos 12 meses de 2009.   
As regiões Sudeste e Centro-Oeste são as que oferecem preços médios mais altos, depois se destaca o Norte do país. As demais regiões registram valores inferiores.
Para este ano, a previsão do presidente da Assert é de que o preço da refeição em restaurante permaneça em R$ 18,20 ou até aumente. Ele citou entre os motivos as fortes chuvas, que contribuem para o aumento dos preços de verduras e legumes, e o crescimento da economia brasileira.


Veja os preços das refeições no Brasil

Sudeste    R$ 19,10
Grande São Paulo    R$ 19,00
Rio de Janeiro    R$ 20,40
Belo Horizonte    R$ 15,80
Grande Vitória    R$ 20,40
Santos    R$ 20,80
Ribeirão Preto    R$ 18,10
São José dos Campos    R$ 16,80
Campinas    R$ 19,10
 
Região Norte    R$ 16,90
 Manaus    R$ 15,50
 Belém    R$ 18,90

Região Nordeste    R$ 15,60
Fortaleza    R$ 13,90
Salvador    R$ 17,20
Recife    R$ 15,70

Região Sul    R$ 15,40
Curitiba    R$ 13,20
 Joinville    R$ 16,70
 Porto Alegre    R$ 16,60
 Florianópolis    R$ 17,90
 Blumenau    R$ 12,40
 
Centro–Oeste    R$ 19,10
Brasília    R$ 20,10
Goiânia     R$ 16,08
Campo Grande    R$ 11,50
Cuiabá    R$ 16,70
PREÇO MÉDIO BRASIL    R$ 18,20
0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop