15º

Saiba como se sentir melhor em sua sala de estar

Um dos fatores que influi diretamente no bem-estar dos moradores e visitantes é a cor empregada neste ambiente

04/07/10 às 00:00   |  Redação Bem Paraná

Não importa o tamanho, a sala de estar deve ser um lugar aconchegante, uma vez que é o espaço onde se pode ler um livro, descansar, reunir a família ou receber os amigos. “A sala é uma áreas mais frequentadas da casa. É um espaço multifacetado que precisa estar preparado para receber bem os moradores da casa e os visitantes. Para elaborar um bom projeto de interiores para este espaço, é preciso harmonizar fluxos, zoneamento, área livre para circulação, móveis bem dimensionados e distribuídos”, diz a arquiteta Ana Paula Naffah Perez, diretora de projetos da C+A Arquitetura e Interiores.

Um dos fatores que influi diretamente no bem-estar dos moradores e visitantes é a cor empregada neste ambiente. “Uma das primeiras decisões a tomar quando se decora uma sala de estar é decidir os  tons que vão dar personalidade a este espaço. Há os que preferem fugir das paredes brancas, mas a verdade é que esta cor cria um efeito visual intenso e amplo, principalmente se for aplicada também nos sofás, móveis e em outros elementos”, explica Ana Paula Perez.

Se  a decisão for pelo uso de outros tons, o ideal é escolher  cores versáteis – castanhos, beges – que caem bem com quase todas as demais. As cores mais vivas – laranja, amarelo, azul forte – podem ser reservadas para detalhes.  “ De acordo com o projeto é possível destacar apenas uma parede, um pilar,  os rodapés, os contornos das janelas, o teto”, explica a diretora de projetos da C+A Arquitetura e Interiores.

Reflexo dos moradores

O projeto de interiores da sala de estar deve ser um reflexo dos donos da casa. “Uma sala de estar tem de ser obrigatoriamente confortável, se não, quem é que vai querer estar lá? Hoje, não existem mais regras rígidas para compor este ambiente. Podemos combinar pufes gigantes com chaise-lounges e sofás e poltronas, tudo em cores ou padrões condizentes”, observa Perez.

Para iniciar  a composição do espaço, é preciso definir o ponto central da sala de estar, ou seja, a partir de que elemento a mobília será organizada. Pode ser um pilar, janelas amplas, a lareira ou a porta de acesso ao terraço. “ Se a sala de estar for muito pequena, é possível colocar um espelho na parede de chão ao teto para criar a ilusão de uma sala mais ampla. Recantos podem ser aproveitados para embutir prateleiras ou para encaixar um móvel alto e estreito que poderá guardar copos ou garrafas e servir de bar quando convidados estiverem presentes”, diz Ana Paula.

Um sofá muito confortável
Por ser o “rei da sala” e exigir um alto investimento, a busca pelo sofá perfeito para a sua sala deve levar em conta a estrutura do móvel (preferencialmente de madeira bem sólida e incluir pés), as juntas (apenas são permitidas as de madeira ou metal), as molas (devem estar juntas e bem apertadas), o enchimento (as melhores opções são a espuma de alta resistência e/ou a espuma de poliuretano) e os tecidos  resistentes. “O algodão e os veludos são ótimas  opções, assim como os chenilles e os de microfibras ou ultrasuede. A seda é lindíssima, mas muito frágil”, observa a arquiteta Ana Carolina Tabach, diretora de projetos da C+A Arquitetura e Interiores.

Talvez, a segunda peça mais importante de uma sala esteja empatada entre a mesa de centro e o móvel da televisão. “Enquanto a primeira esteja caindo em  desuso, devido às dimensões reduzidas das salas, a segunda também não é tão essencial como antigamente, visto  que os LCDs e plasmas saltaram das superfícies planas para as paredes”, diz Tabach.

Escolha da mesa de centro

Nem muito grande, nem muito pequena, a mesa de centro tem de ser proporcional ao espaço da sala de estar. “Se for oval, esta não deve ser maior do que metade do comprimento do sofá, com uma largura de 75 cm no máximo. A mesa quadrada está na moda. A retangular não fica atrás. Ambas devem ter um espaço livre de 80-90 cm, entre o restante do mobiliário, para permitir a circulação das pessoas. Se o espaço disponível for mais apertado, uma mesa redonda (com um diâmetro de cerca de 90 cm) é uma boa solução. Independentemente do modelo escolhido, as mesas não devem ser mais altas do que o assento do sofá”, explica Ana Carolina Tabach.

Apesar da madeira ser, em termos de resistência e durabilidade, a escolha mais apropriada, a mesa de centro pode ser de qualquer material: alumínio, cobre e acrílico,  metal e vidro. “Uma alternativa às mesas de centro são as mesas empilháveis, que podem ficar ao lado do sofá e serem colocadas no centro, sempre que forem precisas”, informa Ana Carolina.

Cantinho para a TV

O móvel certo para a televisão deve ser adquirido em consonância com os demais equipamentos hi-tech que lhe fizerem companhia, para que o media center fique bem harmonioso. “A existência de algumas gavetas ou armários são ideais para arquivar os  filmes e CDs preferidos. E não se esqueça: uns bons 2 ou 3 metros é a distância ideal entre esta a mesa e o sofá”, recomenda a arquiteta.

A luz, natural ou artificial, é essencial para criar o efeito desejado na sala de estar, a qualquer hora do dia ou da noite. “Se o projeto contempla vários ambientes distintos na sala de estar, é preciso assegurar que cada espaço tenha luz apropriada e suficiente. Além de um bom lustre, não dispense os abajures e detalhes de gesso com iluminação indireta, que conferem aos ambientes um ar mais intimista”, recomenda Ana Carolina.

Dicas para deixar a sala de estar mais aconchegante
1) Sofás, poltronas e cadeiras podem ganhar uma cara nova com  mantas, almofadas coloridas ou estampadas, capas divertidas e coloridas;
2) As cortinas complementam a decoração da sala de estar, corridas ou abertas;
3) Para imprimir personalidade à sala de estar,  dedique-se à procura e à aquisição de peças únicas e pessoais:  livros, taças e jarras em vidro ou porcelana, quadros, estatuetas, peças de arte. O importante é não encher em demasiado o espaço;
4) Plantas e um  bonito revisteiro podem conferir um charme especial ao ambiente.

Publicidade
0 Comentário