Peso demais na bagagem pode emperrar colocação no mercado de trabalho

22/03/11 às 00:00

Talvez você já tenha vivido a seguinte situação: foi chamado a uma entrevista de colocação que interessava muito a você, criou expectativas por saber que atendia a todos os requisitos da vaga, estava animado e, na hora h, o RH liga agradecendo sua candidatura, dizendo que seu currículo continua no banco de dados e blá blá blá...
Você se sente um lixo, para falar o mínimo, certo?! Gasta algum tempo do dia pensando no que deu errado, se falou algo considerado inapropriado... e não lhe vem nada à mente.
Infelizmente, a lógica de profissionais como candidatos é diferente da do RH. Segundo os analistas, é realizado um enquadramento da experiência e da bagagem dos candidatos para as vagas. A ideia é comparar se o "peso da bagagem" dos profissionais está proporcional com as reais necessidades de requisitos e qualificações dos cargos. "É como se fosse a busca por um equilíbrio perfeito entre o que o cargo exige de fato e o que profissionais têm a oferecer. Em tese, não pode ser nem demais e nem de menos. A farta disponibilidade de profissionais desempregados na balança entre a oferta e a procura deixa as empresas confortáveis e em vantagem na manutenção das exigências mínimas e máximas dos requisitos", avalia o headhunter Hamilton Fonseca.

Em busca do perfil adequado
Nas seleções pelas quais você vai se candidatar, tenha em mente que o RH procura trabalhar com várias opções de escolha entre candidatos A, B, C e D, sendo que a orientação para o cliente interno é pela escolha de candidato que apresenta mais chances de 'dar o recado' com competência e permanecer mais tempo no cargo motivado e satisfeito com o tamanho das tarefas e desafios. "Para as empresas, é bom quando o tamanho da bagagem profissional está de acordo com a exigência do cargo", esclarece.

Bagagem demais nem sempre é vantagem competitiva
Se você tem muita experiência  para se candidatar a uma vaga, não quer dizer necessariamente que você apresenta vantagens diante de outros candidatos. De acordo com Hamilton Fonseca, as empresas sabem muito bem quando um profissional 'aceita' trabalhar numa função inferior e de menor responsabilidade de cargo que já tenha ocupado. "Quando está desempregado, o profissional aceita uma posição e salário inferiores num primeiro momento. Mas, quando já atendeu às necessidades imediatas, passa a buscar na própria empresa e no mercado chances de um cargo e salários melhores", observa.
Por isso, acredita Fonseca, é vital saber definir o que você quer e não se desgastar em processos seletivos que você acreditava estar com a "bola toda" porque possuía mais experiência que a maioria dos candidatos.

Gerenciar a própria carreira
Situações como essas ocorrem em grande parte porque a maioria dos profissionais não foi educada e treinada para saber administrar a própria carreira e dependia de um RH paternalista do passado. "Daqui para frente saber administrar a própria carreira significa se conhecer mais e melhor, explorar em si mesmo mais possibilidades de se realizar em atividades profissionais novas", orienta o headhunter.

Anote mais dicas do consultor:

* Amplie as suas possibilidades de abraçar funções sem estar superdimensionado a elas
* Crie novas abordagens ao mercado
* Leia mais em quantidade e, principalmente, em qualidade nas entrelinhas das notícias sobre negócios, fusões, aquisições. Ocultas nas notícias de economia e negócios, existem ricas oportunidades em estado bruto esperando que profissionais antenados e criativos possam descobri-las,através de novas maneiras de 'vender seu peixe' e identificar o seu lugar no mercado


curtas

* Vão até o dia 31 de março as inscrições para o curso de pós-graduação latu sensu em Genética Humana oferecido pela UniBrasil. Informações: www.unibrasil.com.br/site-pos/ ou (41) 3361-4242.

* Também vão até o dia 31 de março as inscrições para cursos de especialização e MBA no Senai Cietep. Informações: www.pr.senai.br

* A Camargo e Campos possui diversas oportunidades de colocação no mercado e não cobra para incluir currículo. Informações: www.camargoecamposrh.com.br

* Quem também possui vagas é o Grupo Poliservice. Servente feminino, auxiliar de serviços gerais masculino e porteiro são algumas das oportunidades. Informações: recrutadora@rcarh.com.br ou (41) 3351-1919.

* A Cesumar, de Maringá, tem vaga aberta para assessor de imprensa. Informe-se!

FRASE
"Aquilo que você deve ousar é ser você mesmo."
Dag Hammarskjold

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop