15º

Itaipu volta ao topo de ranking da sustentabilidade

Empresa foi a grande vencedora do prêmio Benchmarking, que lista as melhores práticas de sustentabilidade do País em 2011

29/07/11 às 16:49   |  Redação Bem Paraná

Pela segunda vez em quatro anos, Itaipu foi a grande vencedora do Ranking Benchmarking dos Detentores das Melhores Práticas de Sustentabilidade do País. A empresa concorreu com o case “Gestão para a sustentabilidade no espaço rural”, uma das ações do Programa Cultivando Água Boa (CAB), desenvolvido pela Diretoria de Coordenação e Meio Ambiente. A premiação foi na noite desta quinta-feira (28), no Centro de Eventos São Luiz, em São Paulo (SP), dentro da programação da 4 FIBoPS – Intercâmbio Internacional Pró-Sustentabilidade.
“É o principal prêmio da área ambiental do Brasil, que chegou neste ano à sua 9ª edição. Concorremos com grandes organizações, com grandes empresas, e o resultado é uma satisfação e um reconhecimento enorme”, comemorou João José Passini, da Divisão de Ação Ambiental (MAPA.CD), gestor do programa vencedor. Em 2007, Itaipu também chegou ao topo do ranking; em 2009, ficou na terceira colocação.
Passini recebeu a premiação em São Paulo ao lado do diretor de Coordenação e Meio Ambiente, Nelton Friedrich, e do agricultor Valmir Anderle, de Pato Bragado, diretor da Cooperativa Agroecológica e da Industria Familiar (Cooperfam) – que representou os parceiros do programa. Também estava presente Miguel Sávio, da MAPA.CD, gestor de projetos para a agricultura familiar. A entrega foi feita pela secretária de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, Samira Crespo.
Para Nelton Friedrich, a premiação é “um atestado muito expressivo do trabalho que vem sendo feito, do acerto das decisões, do conceito e da metodologia” - disse, destacando o forte apoio que recebe dentro e fora da usina. “São as parcerias que realmente dão força e grandeza ao trabalho. Isso tudo está acontecendo porque temos muito apoio e há uma grande participação comunitária. São milhares de protagonistas”, ressaltou o diretor da Itaipu.
Neste ano, Itaipu superou a AmBev, que ficou em segundo lugar com o case “Banco Água”, e a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba), em terceiro com o case “Projeto vale luz”. Foram mais de 60 trabalhos inscritos e 28 ranqueados. Entre as empresas participantes, nomes importantes, como Embratel, Fundo Vale, Wall-Mart, Pepsico, Copel e Klabin.

Mil agricultores
De acordo com Passini, a ação apresentada no Benchmarking beneficia hoje cerca de mil agricultores de 29 municípios da Bacia do Paraná 3. “Trabalhamos com agricultura orgânica, agricultura familiar, diversificação de culturas, turismo regional e agroindústria, entre outras ações”, explicou.
Esse trabalho é feito por meio da rede de Assistência Técnica e Extensão Rural – Ater. Os agricultores estão organizados em 22 associações de produtores orgânicos e obtêm renda praticando uma atividade que preserva o solo, sem aplicação de agrotóxicos, e os recursos naturais.
“Por isso esse prêmio não é só da Itaipu, é de todo o programa. Temos um conjunto de parceiros que são responsáveis por esse trabalho. Então não podemos deixar de estender essa premiação aos parceiros internos, da Itaipu, e externos. São centenas de pessoas”, ressaltou.

Metodologia própria

Na sua 9ª edição, o Benchmarking é considerado o mais importante prêmio de sustentabilidade do País. É uma iniciativa independente, com metodologia própria e reconhecimento internacional. Já selecionou mais de 220 cases de sustentabilidade, de 130 empresas ranqueadas.
Nesses nove anos, o Benchmarking construiu o maior banco de cases de sustentabilidade de livre acesso do País – que alimentam as grades técnicas de eventos de capacitação e as pautas das publicações dirigidas à gestão da sustentabilidade.

Publicidade
0 Comentário