17º

Ducci foge para não enfrentar vexame

24/10/11 às 00:00   |  Josianne Ritz * Com a colaboração dos editores do Jornal do Estado.

As desastradas iniciativas adotadas pela administração municipal de Curitiba em relação às bicicletas continuam rendendo dores de cabeça ao prefeito Luciano Ducci (PSB). Ontem, ele teve que amargar um protesto dos ciclistas contra a ciclofaixa lançada com tanto alarde e publicidade, mas que só funciona uma vez por mês, em um circuito de apenas quatro quilômetros (ver mais na página 13). Percebendo o vexame, Ducci sequer apareceu para fazer a inauguração oficial. Não adiantou. Um grupo de ciclistas foi até à residência do prefeito para manifestar seu desagrado. Nas redes sociais, são intensas às críticas à iniciativa, que não resolve nada para quem pretende usar a bicicleta como meio de transporte no dia a dia e parece mais um infeliz golpe publicitário sem qualquer sentido prático. Pelo contrário, acabou fazendo com que a Prefeitura da Capital paranaense virasse motivo de piada.

Perseguição (I)
Wagner Sabino, médico que trabalha em um dos Centros Municipais de Urgências Médicas de Curitiba, foi demitido sem justa causa na quinta-feira. Ele é um dos representantes do Sindicato dos Médicos (Simepar) nos CMUMs e vem participando ativamente da mobilização dos médicos por melhores condições de remuneração e de trabalho. Na terça-feira, Wagner participou juntamente com outros médicos da reunião que seria com a prefeitura, sindicato patronal e empregadores, mas a prefeitura não se fez representar e não houve nenhuma proposta por parte dos empregadores.

Perseguição (II)
Após essa reunião, foi marcada uma assembléia geral para decidir sobre a possibilidade de greve e foram concedidas entrevistas a diversos órgãos de imprensa, algumas delas com a participação do Doutor Wagner. Para a direção do Simepar, a demissão deste médico configura represália e perseguição por exercício da atividade sindical. Segundo o Dr. Mario Ferrari, presidente do Simepar, o Sindicato tomará todas as medidas para que o doutor Wagner seja readmitido e para que na aconteçam mais casos de perseguição aos médicos.

Sobre verbas federais (I)
O vereador Pedro Paulo (PT) quer saber informações sobre repasses de recursos para Curitiba dentro dos programas Pronasci e PAC I. Em documento aprovado pelo plenário da Câmara Municipal na semana passada, o parlamentar enumerou alguns dos itens que quer ver respondidos sobre verbas do Pronasci, visando beneficiar a Guarda Municipal. Pede que o município divulgue quais e quantos projetos foram apresentados ao Ministério da Justiça no período de 2009 a 2011  e o montante de recursos  aprovados.

Sobre verbas federais (II)
As indagações de Pedro Paulo quanto aos recursos do PAC I dizem respeito à construção de creches e pré-escolas.  Ele quer saber quanto o município recebeu e quantas unidades foram construídas. Se, por acaso, não houve habilitação ao programa, qual o motivo, e como está o município em relação à habilitação para o PAC 2. Qual o montante médio de recursos para custeio de uma unidade e o que o governo federal oferece neste financiamento do programa é mais uma das perguntas. No pedido de informações, o vereador ainda indaga sobre a previsão de investimentos na construção de unidades de educação infantil com recursos próprios do município e com financiamento federal.

Orçamento (I)
A sessão plenária da Assembleia Legislativa na próxima quarta-feira – que regimentalmente inicia às 14h30 – será transformada numa grande audiência pública para debater a Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício 2012 e o Plano Plurianual (PPA) do período 2012/2015. A LOA e o PPA, em conjunto com a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) aprovada ainda no primeiro semestre, integram o orçamento público estadual, de acordo com o artigo 165 da Constituição Federal.Participam desta audiência o secretário de Estado Luiz Carlos Hauly, da Fazenda; a coordenadora de Orçamento da Secretaria de Estado do Planejamento, Elizabeth Cristina de Azevedo; a coordenadora de Monitoramento e Avaliação, Rosângela Heiz Gavinho Ferraz; e a diretora-geral do Planejamento, Rita Maria Franco Ribeiro. De acordo com o deputado Nereu Moura (PMDB), presidente da Comissão de Orçamento do Poder Legislativo, o objetivo da audiência é esclarecer dúvidas, estabelecendo um importante momento de reflexão em relação à aplicação dos recursos públicos.

Orçamento (II)
Já o deputado Élio Rusch (DEM), relator do Orçamento, lembra que neste ano os parlamentares têm até o dia 11 de novembro para apresentação de emendas ao Orçamento do Estado, no limite pré-determinado de R$ 2 milhões para cada um. O prazo foi aberto no último dia 17.

Partidos

PMDB, livre

Com o encerramento do prazo das filiações partidárias para quem deseja ser candidato nas eleições de 2012, o quadro político está praticamente definido em cada município. O deputado estadual Nereu Moura (PMDB) está muito satisfeito em relação ao grande número de adesões que o partido recebeu nos últimos dias. Conforme decisão da Executiva Nacional, o PMDB do Paraná está liberado para coligar com qualquer outro partido. “Iremos agir exatamente desta forma, faremos coligações onde for interessante e com quem quer que seja”, sentencia o parlamentar. Em sua justificativa, Nereu Moura salienta que o objetivo é eleger um grande número de prefeitos e vereadores e fortalecer o partido para que em 2014 tenha um papel preponderante nas eleições para o Governo Estadual, Câmara Federal e Assembléia Legislativa.

Em alta
A terceira edição do PARANÁ EM AÇÃO, realizada deste ano, terminou com mais de 38 mil atendimentos. O projeto do governo do Estado oferece mais de 50 serviços gratuitos à população, como exames de saúde preventivos e emissão de documentos como registro de identidade, entre outros.

Em baixa
Além do vexame das novas CICLOFAIXAS criadas pela prefeitura de Curitiba na gestão de Luciano Ducci (PSB), que conseguiram a façanha de desagradar a todos, a administração municipal colheu ontem novas notícias negativas por conta do atraso dos ônibus que prejudicaram candidatos ao Enem.

Publicidade
0 Comentário