17º

Dólar recua e segue abaixo de R$1,90

Moeda oscilou bastante ao longo dia seguindo a tendência internacional

25/11/11 às 17:47   |  Redação Bem Paraná com informações de Estadao.com

O dólar terminou uma sessão volátil em baixa nesta sexta-feira, fechando abaixo de 1,90 real mesmo sem uma intervenção do Banco Central (BC). A moeda oscilou bastante ao longo dia seguindo a tendência internacional. A divisa dos Estados Unidos fechou a 1,8864 real para venda, em queda de 0,30 por cento. Na máxima do dia, no começo da manhã, o dólar chegou a valer 1,9161 real, maior nível desde 3 de outubro.

O mercado internacional teve outra sessão de fraco volume em meio à emenda de feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos, e por isso mostrou volatilidade. Em meio a crise da zona do euro --que provocou o rebaixamento da nota da dívida da Bélgica pela agência Standard & Poor's--, as bolsas chegaram a subir com a busca de oportunidades após vários dias de baixa.

Analistas da Lerosa Investimentos associaram a alta do dólar nos últimos dias ao aumento das apostas em um corte de 0,75 ponto percentual da Selic na próxima semana pelo BC. Nesta sexta, porém, a curva de juros na BM&FBovespa mostrou chances menores de um aumento da intensidade do alívio monetário após declarações do presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, em evento em São Paulo.

A equipe de estratégia do Bank of America Merrill Lynch avalia que, caso haja uma redução maior da Selic, o dólar tende a sofrer uma pressão maior de alta. "A política monetária mais frouxa vai erodir parte da atratividade da moeda (brasileira)", escreveram em relatório, prevendo juro a 9,5 por cento no fim de 2012 --abaixo da mediana das projeções do mercado, a 10 por cento, de acordo com o relatório Focus, do BC.

A taxa Ptax, calculada pelo BC e usada como referência para os ajustes de contratos futuros e outros derivativos de câmbio, fechou a 1,8937 real para venda, em alta de 1,48 por cento ante quinta-feira. 

Publicidade
0 Comentário