20º

Jornalistas franceses são resgatados

02/03/12 às 00:00

França — Os jornalistas franceses Edith Bouvier e William Daniels conseguiram sair da cidade de Homs, na Síria, ontem e estão no Líbano, afirmaram o presidente Nicolas Sarkozy e fontes diplomáticas libanesas. Sarkozy diz ter falado com Bouvier, que trabalha para o jornal "Le Figaro" e tinha feito um apelo para ser resgatada na última quinta (23). "Eu posso confirmar que é oficial". O mandatário ainda declarou que tentará fazer a viagem de volta dos jornalistas à Paris com um avião oficial francês, de acordo com informações do jornal "Le Monde". Ainda não foram informados detalhes sobre como ocorreu o resgate dos profissionais, que foram feridos em um bombardeio na cidade síria na última quarta-feira (22). O ataque matou a americana Marie Colvin, do jornal "Sunday Times", e Rémi Ochlik, francês que fotografava para a revista "Paris Match". Além dos dois franceses, o inglês Paul Conroy, 47, também se feriu no bombardeio. Ele foi retirado do país na madrugada de terça-feira (28) em uma ação que causou a morte de 13 ativistas e dez civis sírios, de acordo com a organização humanitária Avaaz.

Eleições
Rússia — No dia 4 de março, os russos vão às urnas para eleger o sucessor do presidente Dmitry Medvedev, e o favorito é o primeiro-ministro Vladimir Putin. Ele conta com o apoio da maior parte dos meios de comunicação do país, entre eles os três principais canais de TV e vários dos jornais mais importantes. No entanto, depois dos protestos que se espalharam pelo país após as disputadas eleições parlamentares de dezembro, há quem diga que Putin subestimou a influência da mídia independente. A oposição já usa a internet e redes sociais para organizar manifestações anti-Putin e para exigir eleições justas. O especialista Stephen Ennis, da BBC, explica como novas e tradicionais formas de mídia podem influenciar o resultado das próximas eleições.

Estudantes de Ohio
Estados Unidos — Os estudantes da escola de ensino médio Chardon, em Ohio, nos Estados Unidos, voltaram às aulas ontem, após o tiroteio que causou a morte de três alunos e deixou mais dois feridos na última segunda (27). De acordo com informações da agência de notícias Associated Press, os alunos se abraçaram e cantaram na entrada da escola, durante a manhã, e fizeram uma passeata em homenagem aos colegas que morreram no ataque. Na quarta (29), o presidente Barack Obama ofereceu condolências à diretora da escola, Andy Fetchik, e afirmou que estava com o "coração partido" com as notícias, de acordo com o jornal "Cleveland Plain Dealer".

Chávez
Venezuela — O presidente venezuelano, Hugo Chávez, 57, disse ontem à TV estatal que "está bem" e se recupera de uma cirurgia feita em Cuba para tratar de uma lesão detectada no mesmo lugar em que foi retirado um tumor cancerígeno no ano passado. Na breve mensagem telefônica à TV estatal venezuelana, Chávez se despediu com sua clássica frase "Viveremos e venceremos". Mais cedo ontem, seus aliados haviam dito que o presidente voltou a trabalhar em questões governamentais em Cuba. Na noite desta quarta-feira, o presidente venezuelano escreveu em sua conta no microblog Twitter que estava levantando voo "como um condor", num sinal de sua recuperação. “Muito boa noite, meus queridos compatriotas! Aqui vou, levantando voo como o condor! Mando a vocês todo meu amor supremo! Viveremos e venceremos!”, indicou Chávez através de sua conta nessa rede social. Chávez passou por uma cirurgia na segunda-feira (27) em Havana, em uma intervenção na qual foi extraída uma "lesão pélvica" da mesma região de onde foi retirado um tumor cancerígeno em junho do ano passado. 

Tornados
Estados Unidos — Uma série de tornados que atingiu o centro dos Estados Unidos já deixou ao menos 11 mortos, enquanto equipes de resgate se preparam para retirar uma pessoa presa entre os escombros de uma casa, informaram ontem autoridades locais. "Eles conseguem ver parte de um corpo", disse o porta-voz do serviço de emergência de Tennessee, Jeremy Heidt, que não confirmou se a pessoa está morta. Caso a morte seja confirmada, o número de vítimas no estado aumentará para três, e o total será de 12. Casas ficaram destruídas, carros foram empurradas dentro de lagos, árvores foram derrubadas e várias lojas desabadas em diferentes cidades do centro do país, desde Nebraska até Kentucky. Nesta quarta-feira, Harrisburg, em Illinois (norte), foi arrasada por um forte tornado às 04h30 local.

Nobel de Física
Holanda — O príncipe Johan Friso — segundo filho da rainha Beatrix, da Holanda —, que ficou ferido gravemente em uma avalanche em 17 de fevereiro nos Alpes austríacos, foi hospitalizado ontem em Londres. "Sua alteza real, príncipe Friso, chegou hoje a Londres, seu local de residência há muitos anos", informou a Casa Real da Holanda em um comunicado. "Seguindo os conselhos dos especialistas, foi escolhido o hospital de Wellington; o príncipe Friso, em seu estado atual, poderá ser atendido de forma ótima", acrescentou. Johan Friso, 43, foi soterrado por uma avalanche enquanto esquiava em Lech (oeste da Áustria) em 17 de fevereiro e permaneceu debaixo da neve por 20 minutos antes de ser reanimado. Em seguida, foi levado de helicóptero para o hospital universitário de Innsbruck (oeste).O encarregado da unidade de cuidados traumatológicos do hospital informou em 24 de fevereiro que não podia dizer com segurança se o príncipe recuperaria a consciência porque a falta de oxigênio provocou "danos maciços no cérebro do paciente".

Publicidade
0 Comentário