16º

Beto Richa anuncia R$ 25 milhões para obras de saneamento em 22 municípios

Para as obras de ampliação do sistema de esgoto sanitário e abastecimento de água na RMC foram destinados R$ 21,4 milhões

22/03/12 às 12:18 - Atualizado às 12:19   |  AEN

O governador Beto Richa assinou nesta quinta-feira (22) ordem de serviço para obras de saneamento em sete municípios da Região Metropolitana de Curitiba. Richa também anunciou termos aditivos para a liberação de recursos para obras de saneamento rural em 15 municípios do interior do Estado. Os investimentos somam mais de R$ 25,4 milhões e vão beneficiar mais de 14 mil famílias paranaenses. “Saneamento é qualidade de vida. Esses investimentos vão melhorar a vida de milhares de famílias e mostram o esforço do governo para levar obras a todo o Estado”, disse o governador.

Os anúncios foram feitos por Richa em Curitiba, durante a abertura do seminário sobre água e segurança alimentar, que marca o Dia Mundial da Água. O evento é promovido pela FAO – órgão da Organização das Nações Unidas (ONU) para Agricultura e Alimentação.

Para as obras de ampliação do sistema de esgoto sanitário e abastecimento de água na Região Metropolitana de Curitiba foram destinados recursos de R$ 21,4 milhões. Serão beneficiados os municípios de Balsa Nova, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Contenda, Lapa, Mandirituba e Piraquara.

As obras de saneamento rural, com investimentos de mais de R$ 4 milhões, serão executadas nos municípios de Araruna, Cascavel, Céu Azul, Corbélia, Cornélio Procópio, Diamante do Oeste, Diamante do Sul, Guamiranga, Imbituva, Ivaí, Jesuítas, Missal, Moreira Sales, Prudentópolis e São Mateus do Sul.

De acordo com o presidente da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Fernando Ghignone, os novos investimentos estão de acordo com o foco da empresa, que é levar serviços de saneamento de qualidade para todo o Estado. “Cumprimos as metas estabelecidas no plano de governo. Com estes anúncios vamos beneficiar milhares de famílias”, afirmou.

SEMINÁRIO – Ao discursar na abertura do seminário, o governador disse que o Paraná tem a responsabilidade de continuar contribuindo para o equilíbrio do sistema de água. “O Paraná tornou-se nos últimos anos um ator global na questão da segurança alimentar e está ciente de suas responsabilidades com o Brasil e os países que importam nossa produção agropecuária”, afirmou Richa.

No Estado, um terço dos recursos hídricos é destinado à produção de alimentos. Mais da metade da população do planeta depende de alimentos produzidos em lavouras irrigadas.

O governador lembrou que enviará, nos próximos dias, dois projetos de lei para a Assembleia Legislativa tratando de questões ligadas à sustentabilidade e à preservação do meio ambiente. “O primeiro prevê o pagamento por serviços ambientais prestados por produtores rurais que contribuam para a proteção do solo e da água, e o outro institui a Política Estadual de Mudanças Climáticas”, explicou.

Richa disse que a Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento está aperfeiçoando políticas de conservação das nascentes e de manejo de solo, por meio de programas de assistência técnica ao agricultor. Elas se somam a outras medidas adotadas pelo governo estadual para recuperar e preservar as fontes de água doce do Estado, como rios, riachos e aquíferos.

DIA DA ÁGUA – O evento que marca o Dia Mundial da Água tem por objetivo promover o debate sobre água e segurança alimentar. Segundo dados divulgados pela ONU, o uso da água para fins domésticos, industriais e agrícolas aumentará em 50% até o ano de 2025, comparado com o consumo atual. A organização estima que a escassez de recursos hídricos afetará pelo menos três bilhões de seres humanos, de todos os continentes.

“Hoje celebramos uma data de reflexão sobre o uso consciente da água e sobre o desperdício gerado por todos os setores”, disse o representante da FAO e coordenador do Dia Mundial da Água, José Roberto Borghetti. De acordo com ele, o Brasil abriga 12% da reserva hídricas mundial.

Participaram do evento os secretários de Estado, Fernanda Richa (Família e Desenvolvimento Social), Norberto Ortigara (Agricultura e Abastecimento), Luiz Claúdio Romanelli (Trabalho e Emprego), Ricardo Barros (Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul); o presidente do Instituto ÁguasParaná, Márcio Nunes; o prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, o prefeito de Piraquara e presidente da Associação dos Municípios do Paraná (AMP), Gabriel Samaha; o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Valdir Rossoni; os deputados estaduais Alexandre Curi, Rose Litro, Ademar Traiano e Pedro Lupion, autoridades e representantes de municípios paranaenses.

Mais informações sobre a programação do seminário podem ser encontradas no endereço www.diamundialdaagua.net.

Publicidade
0 Comentário