Na onda

12/04/12 às 22:16 Por Fábio Camargo - dep.fabiocamargo@hotmail.com
Rasca Rodrigues (PV) e Pastor Edson Praczyk (PRB) (foto: Arquivo JE)

Praticantes de surf e outras modalidades que exigem pranchas reclamam da dificuldade de transportá-las em ônibus intermunicipais no litoral. Muitas empresas não permitem esse transporte.  Alguns praticantes precisam caminhar longas distâncias para chegar à praia. Para quem começa na modalidade, é um desestímulo.  Torna-se um obstáculo.

Solução
Um projeto de lei para dar fim ao problema começou a tramitar na Assembleia Legislativa do Paraná nesta semana.  Pela medida, essas empresas terão que reservar, no mínimo, 10% da sua frota com bagageiros apropriados para o transporte dos equipamentos esportivos. Serão permitidos os transportes de pranchas de surf, bodyboard, longboard ou stand-up surf.

Saúde
Importante projeto apresentado pelos deputados Rasca Rodrigues (PV) e Pastor Edson Praczyk (PRB). Facilitar a prática esportiva traz benefícios para a saúde e social. Tira, em muitos casos, o jovem da marginalidade. Ensina o convívio e respeito das diferenças.  Ao integrar uma modalidade esportiva com a natureza, conscientiza da importância em se preservar o meio-ambiente.

Entendimento
Mais que rivalidade, um ato político. Assim Coritiba e Atlético deveriam sentar para voltar a discutir a questão do Couto Pereira.  Seria prudente o conselho deliberativo do Coritiba rever a posição e entrar em um acordo para sediar o seu campo para os atleticanos mandarem seus jogos na 2º divisão do brasileiro.  A união nesse caso aumenta a força do futebol do Paraná.  A desunião abre espaço para os times dos outros estados se consolidarem ainda mais no cenário nacional e deixar pra trás o futebol paranaense.


0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop