Espetáculo “À Meia-noite Levarei Teu Cadáver” celebra Zé do Caixão

Apesar do monólogo, outros personagens interagem com o protagonista através de projeções em vídeo

25/04/12 às 12:35 - Atualizado às 12:35   |  Redação Bem Paraná com Fundação Cultural
(foto: Divulgação/ Marco Novack)

Estreia nesta quarta-feira (25), a peça “À Meia-noite Levarei Teu Cadáver”, da companhia Vigor Mortis. O espetáculo fica em cartaz até o dia 13 de maio, no Teatro Universitário de Curitiba. Com duas sessões diárias, o monólogo de Leandro Daniel Colombo em parceria com o diretor Paulo Biscaia Filho, é uma homenagem à obra de um dos ícones do horror brasileiro, José Mojica Marins, e seu personagem Zé do Caixão.

Em um pacto de sangue com Mojica, Gregório General, um cineasta em crise, é encarnado por Zé do Caixão. A montagem, permeada por muito sangue, répteis e imagens delirantes, busca não só celebrar o horror brasileiro, mas também discutir a identidade artística e cultural do país.

Apesar do monólogo, outros personagens interagem com o protagonista através de projeções em vídeo. No elenco virtual: Carolina Fauquemont, Íria Braga e Luiz Bertazzo, além do próprio Mojica, que roga suas famosas pragas para o personagem e para a plateia.

Paulo Biscaia refere-se à crise vivenciada por Gregório como a própria crise da produção cultural no Brasil. Biscaia exalta a importância do trabalho do cineasta e vê a montagem como uma obrigação social, um espaço para o reconhecimento e valorização de um dos grandes personagens do folclore nacional, admirado internacionalmente, mas que recebe pouco reconhecimento por parte do público brasileiro.

Serviço:

Local: Teatro Universitário de Curitiba

Endereço: Galeria Julio Moreira  - Centro

Data e horário: De 25 de abril a 13 de maio de 2012 (quarta-feira a sábado), às 19h e 21h

Preço: Entrada Franca

Publicidade
1 Comentário
  • Marli Aparecida Santos da Silva 14/05/12 às 01:35
    Fui prestigiar a peça no sábado às 19 horas., e se o intuito era fazer com que as pessoas tivessem mais curiosidades sobre o Mojica, olha que conseguiu esse efeito em mim. E também a forma de fazer uma crítica por assim dizer, ao cinema, a cultura, que está deixando a desejar. Feito de uma maneira subjetiva, que me fez analisar bem, para assimilar o recado. Parabéns ao elenco geral!!