Coritiba derrota o Paysandu e abre vantagem na disputa das oitavas-de-final

Time paranaense vence por 4 a 1 e pode perder por até dois gols de saldo no jogo de volta, em Belém

26/04/12 às 21:27 - Atualizado às 16:36 Lycio Vellozo Ribas

O Coritiba abriu grande vantagem nas oitavas-de-final da Copa do Brasil. Na noite desta quinta-feira (26), derrotou o Paysandu por 4 a 1, no Couto Pereira. Com isso, ficou bastante perto da classificação para as quartas-de-final, fase em que o adversário será Botafogo ou Vitória.

No jogo de volta, em Belém, na próxima quinta-feira (3), o time paranaense pode perder por até dois gols de diferença que ainda assim se classifica. Se marcar dois gols, a vantagem aumenta: até uma derrota de três gols de saldo serve para os coxas-brancas. Se o Paysandu devolver o placar de quinta-feira, a vaga será decidida nos pênaltis.

Entre um duelo e outro com o Paysandu, o Coritiba tem a última rodada do Campeonato Estadual para se preocupar. O time enfrenta o já rebaixado Roma neste domingo (29), em Apucarana, pela última rodada do returno. Os coxas-brancas já conquistaram o returno, por antecipação, e também obtiveram o direito ao mando de campo do segundo jogo da final, contra o Atlético. Dessa forma, como a partida em Apucarana só seve para cumprir tabela, e o Coritiba está no meio de duas partidas decisivas pela Copa do Brasil, é provável que o técnico Marcelo Oliveira escale um time misto.

Jogo

Sem poder contar com Rafinha diante do Paysandu, Marcelo Oliveira colocou Everton Ribeiro para atuar como meia-direita e escalou Lincoln no meio. E tudo que ele imaginava para a partida aconteceu. O time obedeceu ao treinador e rodou bastante a bola, além de apostar nos cruzamentos a área – segundo o treinador, o Paysandu não tinham tantos jogadores altos.

O Paysandu se comportou como Oliveira imaginava: fechado na defesa e explorando contra-ataques. Dessa forma, conseguiu conter a maioria das investidas coxas-brancas. Curiosamente, quando a equipe paraense conseguiu equilibrar o jogo, o time da casa abriu a porteira dos gols: marcou dos num intervalo de um minuto – aos 32 minutos, com Anderson Aquino, e aos 33, com Roberto – e ainda assinalou mais um, aos 42, com Everton Ribeiro. “Jogamos em cima o tempo todo, conseguimos três gols e isso nos dá tranqüilidade para matar o jogo no 2º tempo”, falou Everton Ribeiro.

Para a etapa final, quem voltou com apetite foi o Paysandu. Se fizesse um gol, o time paraense minimizaria bastante o prejuízo do primeiro tempo – e por isso tentou pressionar nos primeiros cinco minutos. O Coritiba, por sua vez, chegava com facilidade à área e desperdiçava as jogadas com igual facilidade.

Marcelo Oliveira tentou mudar o panorama, com a entrada do meia Renan Oliveira em lugar de Anderson Aquino. Com isso, Roberto passou a ser o atacante solitáro do esquema 4-2-3-1. .Mas quem marcou foi o Paysandu, aos 22, com Thiago Potiguar, após confusão na área coxa-branca.

Aos 29 minutos, Oliveira trocou Lincoln pelo atacante Rafael Silva e, em seguida, trocou Jonas (que se machucou) pelo volante Sérgio Manoel, que estreava na equipe. Com isso, Júnior Urso ocupou a lateral-direita. Aos 33, o árbitro marcou pênalti em Rafael Silva, mas a cobrança de Roberto foi defendida pelo goleiro Paulo Rafael. Nos descontos, Rafael Silva sofreu outro pênalti, ao ser derrubado pelo goleiro Paulo Rafael - que acabou expulso. Tcheco cobrou e fechou o placar em 4 a 1.

Coritiba 4 x 1 Paysandu

Coritiba

Vanderlei; Jonas (Sérgio Manoel), Démerson, Emerson e Lucas Mendes; Júnior Urso, Tcheco, Everton Ribeiro, Lincoln (Rafael Silva) e Roberto; Anderson Aquino Renan Oliveira). Técnico: Marcelo Oliveira

Paysandu

Paulo Rafael; Yago Pikachu, Thiago Costa, Douglas e Pablo (Adriano Magrão); Billy, Vanderson, Kariri (Harison) e Thiago Potiguar; Heliton (Bartola) e Rafael Oliveira. Técnico: Lecheva

Gols: Anderson Aquino (32-1º), Roberto (33-1º), Everton Ribeiro (42-1º), Thiago Potiguar (22-2º), Tcheco (48-1º)

Cartões amarelos: Kariri, Paulo Rafael, Thiago Potiguar, Emerson, Renan Oliveira

Expulsão: Paulo Rafael (46-2º)

Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba

0 Comentário
Blogs
Ver na versão Desktop