20º

Mercado já exige 20% de entrada para compra financiada de carro

Setor convive com cenário recorde de inadimplência

07/05/12 às 18:27   |  Redação Bem Paraná com Folha

A classe média emergente, cada vez mais, se vê perante o desafio de conseguir crédito. O financiamento de veículos em 60 meses e as propostas sem entrada, apesar de ainda fazerem parte da tabela de bancos, já não são encontrados no mercado.

Agora, um piso informal tem sido adotado como sinal para a compra: 20% do valor. A mudança significa maior prudência em meio ao temor de bolha no setor. O percentual garante cobertura para a depreciação do carro no primeiro ano em caso de inadimplência.

Em meio ao cenário recorde de inadimplência no setor e o maior rigor nas análises, de três a cindo consultas em cada dez são aprovadas.

Diante do novo cenário, a Fenabrave, associação que reúne as concessionárias, já revisou de 5,76% para 3,5% a previsão de crescimento das vendas para este ano.

Publicidade
0 Comentário