16º

Ex-PM e comentarista de segurança da Globo orientou Carolina Dieckmann a registrar B.O.

09/05/12 às 08:39 - Atualizado às 08:39   |  De O Globo
Agentes da Polinter informaram Carolina de que era possível prender o homem na hora do pagamento da propina (foto: Reprodução/Twitter)

O ex-policial militar e comentarista de segurança pública da Rede Globo, Rodrigo Pimentel, orientou o empresário de Carolina Dieckmann, Alex Lerner, a registrar um boletim de ocorrência contra o homem que chantageava a atriz. Lerner o procurou quando recebia telefonemas pedindo o pagamento de R$ 10 mil.


"Não falei com o chantagista em momento algum. Apenas os orientei a registrarem o caso na delegacia especializada. O Alex me explicou que o homem exigia o pagamento imediato da quantia. Como a delegacia especializada estaria fechada, disse para eles buscarem a Polinter" — explicou Pimentel.


Segundo o ex-policial, agentes da Polinter informaram Lerner e Carolina de que era possível prender o homem na hora do pagamento da propina. Para isso, no entanto, seria necessário registrar o crime de extorsão em qualquer delegacia ou na própria Polinter. A atriz e o empresário não quiseram realizar o registro, como informou Pimentel: "Voltei a ligar para eles e Alex me disse que a chantagem havia cessado. Falei com eles nos dias 26, 27 e 28 de março."O advogado da atriz Carolina Dieckmann, Antonio Carlos de Almeida Castro, informou, nesta terça-feira (8), que vai entrar com uma ação inibitória para que o Google retire do ar buscas relacionadas às fotos da a atriz.

Leia mais no Globo

Publicidade
0 Comentário