23º

Marcha dos Indignados volta às ruas da Espanha

Movimento marca um ano de nascimento da manifestação contra a crise econômica

12/05/12 às 18:33   |  Redação Bem Paraná com agências online

Milhares de "indignados", o movimento social nascido há um ano em protesto contra a crise econômica, os políticos e os excessos do capitalismo, voltaram às praças da Espanha neste sábado (12), no pontapé inicial de quatro dias de mobilizações para demonstrar que seu espírito continua vivo.
Sob o lema "tomar as ruas", os ativistas, em sua maioria jovens mobilizados através das redes sociais, convocaram concentrações em 80 cidades, entre elas Madri e Barcelona.
"Estamos aqui porque é necessária uma mudança global, porque a indignação não parou. Continuamos indignados com as políticas de austeridade que a elite econômica nos impõe", afirma em Madri Víctor Valdés, um estudante de filosofia de 21 anos. A frase "Juventude sem futuro" estampa sua camisa.
Em um país afundado mais uma vez na recessão, com uma taxa de desemprego de 24,44%, que chega a 52% entre os jovens, o governo conservador de Mariano Rajoy impõe já há seis meses medidas de rigor para poupar 30 bilhões de euros, com cortes que incluem setores como a saúde pública e a educação.
Graças ao movimento surgido em 15 de maio passado, "pouco a pouco a sociedade foi abrindo os olhos", afirma Noelia Moreno, de 30 anos, uma das participantes do protesto que, inspirado nas manifestações da primavera árabe, surpreendeu o mundo.
"Acredito que algo mudou na mentalidade das pessoas, não é algo muito tangível agora, mas foi plantada uma sementinha que no futuro vai poder ser vista", assegura.
É consciente, no entanto, da necessidade de manter o movimento vivo. "É uma corrida de longa distância, ninguém pode mudar todo um sistema político em um dia, nem em um ano, isso leva tempo", afirma.
Manter este impulso é precisamente o que os "indignados" buscam neste primeiro aniversário, que durante quatro dias dará origem a debates e assembleias populares nas praças de toda a Espanha.

Publicidade
0 Comentário