15º

Funcionários da Volvo entram em greve por tempo indeterminado

Motivo da paralisação está no impasse nas negociações da Participação nos Lucros e Resultados

15/05/12 às 10:01   |  Redação Bem Paraná, com Banda B

Os trabalhadores da Volvo Caminhões decidiram em assembleia na manhã desta terça-feira (15) entrar em greve por tempo indeterminado. O motivo principal é o impasse entre a proposta oferecida pela empresa para o pagamento de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e a reivindicação dos metalúrgicos.


A Volvo oferece PLR de R$ 15 mil, o mesmo pago no ano passado, e um abono salarial de R$ 6 mil, além de aumento real de 2,51%. Os trabalhadores querem PLR de R$ 18 mil, aumento real de 3% e a incorporação do abono no vale-mercado, que passaria dos atuais R$ 220 para cerca de R$ 800 mensais, totalizando cerca de R$ 10 mil em 12 meses.


Ao todo, cerca de 3,5 mil funcionários devem cruzar os braços a partir de hoje. Participaram da assembleia, organizada pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Curitiba em frente à fábrica na Cidade Industrial de Curitiba, cerca de 1,8 mil pessoas.


O Sindicato havia dado o prazo até ontem para que a empresa melhorasse a proposta, o que não aconteceu. A fábrica está com o pátio lotado de ônibus e caminhões, o que deve prolongar ainda mais as negociações.
No ano passado, os metalúrgicos da Volvo conquistaram a maior participação nos lucros já registrada na iniciativa privada brasileira, segundo levantamento do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio-econômicos (Dieese). Na época, houve paralisação de três dias do chão de fábrica até que a proposta fosse aceita pela montadora.


Um dos motivos que teriam levado os funcionários a cobrarem reajustes nos benefícios seria o desempenho apresentado pela montadora em 2011, com o fornecimento de 115.345 unidades de caminhões no mundo inteiro, segundo o site do SMC, a revista da empresa sueca, chamada de Volvo Trucks Globetrotter. Isso significa um incremento de 53% comparado ao ano anterior.


A Volvo, por sua vez, informa que a proposta que repete os valores de 2011 é excelente, pois significa para quem ganha menos na empresa quase nove salários a mais além dos 14 vencimentos pagos ao empregado durante o ano – considerando que a meta estabelecida para PLR seja atingida integralmente. A montadora avisa que continua em negociação com o sindicato para chegar a um acordo.
Banda B

Publicidade
0 Comentário