15º

Coritiba vence o São Paulo por 2 a 0 e avança à final

Placar no Couto Pereira reverteu desvantagem do jogo de ida, no Morumbi

20/06/12 às 23:46 - Atualizado às 09:22   |  Lycio Vellozo Ribas
O zagueiro Rhodolfo e o goleiro Denis não conseguem deter a bola cabeceada por Everton Ribeiro: era o gol consagrador do Coritiba (foto: Valquir Aureliano)

O Coritiba está na final da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira (20), com um gol de cabeça em cada etapa do jogo, o time derrotou o São Paulo por 2 a 0, no Couto Pereira, pelo jogo de volta das semifinais da competição. Com isso, conseguiu reverter a desvantagem do primeiro duelo entre os dos times – que havia terminado  1 a 0 a favor da equipe paulista.

O adversário do Coritiba na final não está definido. Nesta quinta-feira (21), Palmeiras e Grêmio se enfrentam na Arena Barueri. O time paulista venceu o primeiro jogo por 2 a 0, em Porto Alegre, e só perde a vaga se acabar derrotado por três gols de diferença – ou por dois gols, se foi vazado ao menos três vezes.

As datas das finais e o mando de campo dos jogos também não estão definidos. Pelo calendário, há três datas disponíveis: 27 de junho, 4 e 11 de julho. Já a ordem dos mandos de campo será definida pela CBF através de sorteio.

Antes de voltar a pensar em Copa do Brasil, o Coritiba joga neste domingo (24), às 18h30, quando enfrenta o Santos, na Vila Belmiro. A partida é válida pela 6ª rodada do Brasileirão.

Jogo

As mudanças possíveis no Coritiba – Pereira na zaga, em vez de Démerson, e Rafinha no meio, em vez de Gil – foram confirmadas. O time entrou em campo no 4-2-3-1, com Rafinha, Everton Ribeiro e Roberto na linha de três meias. Armado no 4-4-2, o São Paulo tomou a precaução de reforçar a marcação, escalando o lateral Rodrigo Caio, mais defensivo, em vez de Douglas, para bloquear os avanços de Rafinha.

Nos primeiros 10 minutos, o Coritiba acuou o São Paulo, mas não criou chances significativas de gol. E foi cedendo espaço progressivamente. Curiosamente, o time da casa marcou um gol exatamente quando pouco ameaçava. Aos 29 minutos, após cobrança curta de escanteio, obtido em um lance isolado, Everton Ribeiro cruzou e Emerson marcou 1 a 0, de cabeça. Foi o 20º gol dele pelo Coritiba.

Em vantagem, o Coritiba precisou de um susto – Lucas quase empatou, após falha de Pereira – para voltar ao jogo. Nos cinco minutos finais, o time coxa-branca cresceu e exigiu três defesas do goleiro Denis. “Conseguimos o gol, que era o nosso objetivo”, falou o meia Rafinha, ao fim da etapa. “Mas não podemos ficar administrando. Não pode administrar contra uma equipe grande, como o São Paulo”, alertou Emerson.

Na etapa final, o Coritiba conseguiu levar perigo duas vezes nos dois primeiros minutos, em jogadas pelo lado direito. E foi por ali que saiu o segundo gol, aos 16 minutos. Roberto engatou contragolpe e cruzou para Everton Ribeiro, na pequena área, cabecear para dentro. O time ainda teve duas chances para ampliar, em contra-ataques, mas perdeu.

A partir dos 26 minutos, quando o São Paulo cresceu – precisava de um gol para abocanhar a vaga –, o técnico Marcelo Oliveira tentou reforçar a marcação trocando Roberto pelo volante Gil.  Seis minutos depois, sacou os dois outros meias, Everton Ribeiro e Rafinha, para o ingresso de Lincoln e Rafael Silva. A ideia era “renovar o contra-ataque”, como costuma dizer o treinador. Reposicionado no 4-4-2, com três volantes, um meia e dos atacantes, o Coritiba não conseguiu transformar em gol as poucas chances de contra-ataque que teve. Mas não sofreu gol. E, com isso, garantiu a vaga.

Coritiba 2 x 0 São Paulo

Coritiba

Vanderlei; Ayrton, Pereira, Emerson e Lucas Mendes; Willian, Sérgio Manoel, Rafinha Rafael Silva), Everton Ribeiro (Lincoln) e Roberto (Gil); Everton Costa. Técnico: Marcelo Oliveira.

São Paulo

Dênis; Douglas, Rhodolfo, Edson Silva e Cortez (William José); Casemiro (Maicon), Denílson, Cícero e Jadson (Fernandinho); Lucas e Luís Fabiano. Técnico: Emerson Leão.

Gols: Emerson (29-1º), Everton Ribeiro (16-2º)

Cartões amarelos: Lucas Mendes, Rhodolfo, Casemiro, Lucas, Sérgio Manoel, Denílson, Emerson, Fernandinho

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)

Local: Estádio do Couto Pereira, em Curitiba, ontem

 


Lances do jogo
Primeiro tempo
4 – Ayrton pega sobra da defesa e arremata de fora da área. A bola leva perigo e sai por cima
15 – Jadson cobra falta e manda para fora
17 – Ayrton recebe de Rafinha e chuta com efeito, para fora
24 – Lucas dribla Lucas Mendes, dá uma caneta em Emerson, corta para o meio e bate com perigo, mas para fora
29 – Gol do Coritiba. Após cobrança curta de escanteio, Everton Ribeiro recebe e cruza da esquerda. Emerson cabeceia. A bola resvala na cabeça de Rhodolfo e entra  à direita do goleiro
32 – Jadson lança e Luís Fabiano cabeceia. A bola vai fraca e Vanderlei pega
34 – Jadson cobra falta para a área. Edson Silva cabeceia com perigo, mas para fora
37 – Jadson arremata de longe e manda por cima
38 – Após falha de Pereira, Luís Fabiano chuta. Emerson bloqueia na hora H. A bola cai com Lucas, que bate com perigo, mas à direita do gol
41 – Sérgio Manoel ganha bola no meio-campo, dribla dois marcadores na velocidade e finaliza da meia-lua. Denis pega
42 – Everton Costa ganha dividida na área, dribla um e bate a gol. Denis cai e pega no canto esquerdo
43 – Lucas Mendes recebe de Everton Ribeiro e chuta no canto direito. Denis pega

Segundo tempo
2 – Ayrton domina na direita e bate cruzado, alto. Denis pega
3 – Roberto recebe de Everton Ribeiro e tenta o cruzamento. A bola bate em Cortez e quase entra, mas o goleiro se recupera e pega
5 – Luis Fabiano recebe a bola entre Pereira e Emerson e tenta por cobertura. A bola vai por cima
15 – Jadson cobra falta de longe. Vanderlei põe para escanteio
16 – Gol do Coritiba. Roberto arranca pela ponta-direita e cruza. Everton Ribeiro, na pequena área, cabeceia à direita do goleiro
19 – Roberto puxa contragolpe e rola para Everton Ribeiro. De frente para o gol, ele chuta em cima da zaga
23 – Sérgio Manoel passa por dois e bate de fora da área, por cima
26 – Luis Fabiano cobra falta e manda no ângulo esquerdo. Vanderlei defende
29 – Lucas recebe, passa por dois marcadores e bate cruzado. Vanderlei espalma
35 – Willian puxa contragolpe e serve Lincoln, que bate de primeira. A bola assusta e sai à esquerda
42 – Luis Fabiano dribla Emerson e chuta de fora da área. A bola raspa a trave direita e sai

Publicidade
0 Comentário