Paraná registra aumento de 15% na arrecadação de impostos em cinco meses

Repasses federais, porém, ficaram negativos em 2,76%

28/06/12 às 19:25 - Atualizado às 20:11   |  Redação Bem Paraná e AEN
Segundo Luiz Carlos Hauly, governo arrecadou bem "até agora" (foto: Arnaldo Alves / ANPR)

A receita própria do Estado, que inclui o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), o Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD), o Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) e taxas, foi de R$ 8,78 bilhões entre janeiro e maio deste ano, o que corresponde a um crescimento nominal de 15,86% sobre os R$ 7,57 bilhões que entraram nos cofres do Governo do Estado em igual período de 2011. 

“As políticas de governo que visam atrair mais empresas, gerar mais empregos e renda, assim como uma lei vigorosa em benefício da microempresa, criaram ambiente de otimismo na economia paranaense e resultam em receitas maiores para o Estado”, disse o secretário da Fazenda, Luiz Carlos Hauly. “Arrecadamos bem até agora, apesar das transferências federais terem sido negativas no período”. 

Os repasses federais somaram R$ 1,59 bilhão no período, registrando crescimento nominal de 4,19%, enquanto o aumento real ficou negativo em 2,76%. Com isso, a evolução real da arrecadação do Paraná ficou em 9,84%, segundo o levantamento da Secretaria de Estado da Fazenda. 

No Brasil, o recolhimento de impostos nos cinco primeiros meses do ano totalizou R$ 427,44 bilhões, superando em 11,64% os R$ 382,88 bilhões arrecadados em igual intervalo de 2011, segundo a Receita Federal. 

Publicidade
0 Comentário