12º

Bloco na rua

17/07/12 às 00:00   |  por Fernando Tupan

As eleições começaram em Curitiba. Já é possível encontrar nas esquinas da cidade cartazes anunciando o nome de candidatos à prefeitura e a  Câmara Municipal. Na largada para a cadeira no Palácio 29 de Março, o  primeiro a colocar o bloco na rua foi o atual prefeito Luciano Ducci  (Coligação Curitiba Sempre na Frente).
A estratégia de dar a largada antes dos demais é sinal de que Ducci  pretende nocautear os principais adversários no primeiro turno. Algumas  mudanças no layout foram feitas para garantir resultado. A mais  significativa foi a de trocar o sobrenome Ducci por Luciano na campanha  eleitoral. Os marqueteiros apostam que a marca Luciano irá aproximar  mais os leitores ao atual prefeito.
Enquanto os principais concorrentes, Ratinho Júnior (Curitiba novas  idéias), Gustavo Fruet (PV, PT e PDT) e Rafael Greca (PMDB), ainda estão  formatando suas equipes, Luciano mapeou a cidade com comitês eleitorais  nas zonais com maior densidade eleitoral e marcou o primeiro tento. Nos  próximos dias será possível saber se a trinca irá empatar o jogo logo no  início ou esperará o segundo tempo – o horário eleitoral gratuito – para  reunir forças e igualar o placar.

Paraíso
A classe operária quer o paraíso. Políticos petistas estão confiantes que Gustavo Fruet vencerá Luciano Ducci na corrida pela chave do Palácio 29 de Março. Militantes que tiveram suas candidaturas preteridas não  escondem que houve um acordo envolvendo as cúpulas do PT e a do PDT para  dispensá-los. E para que a aliança fosse selada teriam sido realizadas  concessões de Fruet envolvendo algumas secretarias.

Caminhando e cantando
Para evitar as críticas dos deputados Dr. Rosinha e Tadeu Veneri durante a campanha eleitoral e que defendiam candidatura própria nas  eleições de outubro, ficaria assegurada a Secretaria Municipal de Saúde  e uma diretoria da Secretaria Municipal das Finanças.

Seguindo a canção
A presidente municipal do partido Roseli Isidoro, que era candidata à vice e que retirou a candidatura em apoio a Miriam Gonçalves, ficaria a  Secretaria Municipal de Ação Social, assim como um apoio estrutural  especial para a candidatura dela a vereadora.

Braços dados
Pedro Paulo, que também se colocou como candidato virtual à vice e  renunciou a pretensão, receberia o controle do programa da Copa de 2014,  além de apoio para a sua campanha de reeleição.

Somos todos
Ao vereador petista, Jonny Stica, ficou a promessa para a presidência  da Fundação Cultural de Curitiba e apoio para a reeleição.

Vamos embora
As outras tendências minoritárias também teriam suas secretarias. Para  a esquerda marxista, comandada pelo professor Romeu Miranda seria  entregue a Secretaria Municipal de Habitação e a Cohab.

Lutar é saber
Já para o grupo do O Trabalho, que tem o professor Cafuringa, da UFPR,  como principal dirigente, ficaria a Secretaria Municipal de Obras.

Faz a hora
A articulação de Esquerda, comandada pelo engenheiro Ivo Pugnaloni,  teria a Secretaria de Transporte e a Urbs. Para a Democracia Socialista  sobraria a Secretaria de Urbanismo.

Não espera acontecer
Três regionais também entrariam na divisão do bolo entre o PT e o PDT:  as da CIC, Boqueirão, Cajuru e Bairro Novo.

Caminhando
Alguns dirigentes do PT e do PDT procurados não confirmam e nem  desmentem se é verdadeira essa partilha de cargos. A Assessoria direta  de Fruet nega qualquer negociata e diz que indicações só acontecerão  após o processo eleitoral e em caso de vitória.


Lousa interativa

A Família Iatauro vai dividida na eleição municipal de Curitiba. O genro, o deputado estadual Fábio Camargo (PTB), declarou apoio ao candidato Ratinho Júnior da aliança Curitiba Criativa. Já o sogro Rafael Iatauro, ex-secretario da Casa Civil do Governo Roberto Requião (PMDB), optou por Luciano Ducci, da Coligação Curitiba Sempre na Frente.....Um contorno errado no interior do Paraná está incomodando um secretario de Estado paranaense. Ele vem tentando evitar o local, mas uma gravação em mãos da Polícia Federal poderá levá-lo ao médico, já que a ressaca e a dor de cabeça serão grandes.....Um ano após a Nasa terminar o programa espacial nos Estados Unidos, milhares de trabalhadores estão desempregados e com dificuldades de se colocarem no mercado de trabalho. Alguns deles já mandaram os seus currículos para a Embraer..... Barack Obama e MittRomney nos Estados Unidos trocam acusações todos os dias. Será que a campanha eleitoral em Curitiba seguirá o mesmo exemplo?

Publicidade
0 Comentário