º

Presidente cancela medidas que limitavam Poder Executivo

12/08/12 às 18:46   |  Agência Brasil

O presidente do Egito, Mohammed Mursi, afastou do cargo o marechal Hussein Tantawi, que chefiava as Forças Armadas do país, com quem tinha protaganizado uma disputa de poder após as eleições. Tantawi, que também atuava como ministro da Defesa, teve sua aposentadoria “forçada”, assim como seu vice. Ele estava no comando do governo egípcio desde a queda do ex-líder Hosni Mubarak, no ano passado, que governou o país com mão de ferro por mais de 30 anos.

Mursi também anunciou o cancelamento das emendas constitucionais implementadas pelos militares, pouco antes do anúncio do resultado das eleições presidenciais, que procuravam limitar os poderes do Executivo.
As medidas são os desdobramentos mais recentes de uma disputa de poder que dominou a cena política do país nos últimos meses.

A Suprema Corte chegou a ordenar, a pedido dos militares, a dissolução do Parlamento, medida alvo de controvérsias e cancelada por Mursi dias depois.

Publicidade
0 Comentário