14º

Publicação de cartoons de Maomé aumenta tensão no Oriente Médio

Edição da revista Charlie Hebdo traz várias caricaturas do profeta, incluindo algumas em que ele aparece nu

19/09/12 às 15:28 - Atualizado às 08:50   |  Redação Bem Paraná

A publicação de cartuns na revista satírica francesa Charlie Hebdo pode fazer com que o clima no Oriente Médio esquente ainda mais. Desde a semana passada, diversos protestos acontecem na região devido ao filme "A Inocência dos Muçulmanos", produzido nos Estados Unidos, que satiriza o profeta Maomé e o islamismo.

Na edição do semanário que chegou nesta quarta-feira às bancas, a Charlie Hebdo publicou caricaturas em que Maomé aparece nu. Segundo o diretor da revista, Stephane Charbonnier, a publicação não tem a intenção de “colocar mais fogo” nos protestos, “mas de usar a liberdade de expressão para comentar o noticiário de uma forma satírica”.

"Acontece que a notícia desta semana é Maomé e esse filme ruim, por isso estamos desenhando cartuns sobre o tema”, disse ele à CNN. O site da revista foi invadido por hackers após a divulgação dos cartuns e bloqueado.  

Temeroso com a reação dos muçulmanos, o governo francês já anunciou, como medida de precaução, que fechará temporariamente suas embaixadas e escolas em 20 países na sexta-feira.

Já a Liga Árabe, entidade que congrega 21 países e tem sede no Cairo, fez um chamado pela reconciliação e respeito entre culturas, pedindo que "aqueles que foram feridos por esses desenhos ofensivos se controlem e usem meios pacíficos para expressar com firmeza sua rejeição a essas ações vergonhosas."

As manifestações contra o filme entram hoje no oitavo dia e já atingiram mais de 20 países. Pelo menos 30 pessoas morreram nos protestos, incluindo 12 em um atentado suicida executado na terça-feira no Afeganistão por uma mulher.

Publicidade
0 Comentário